Nádia, a vadia

Quando mamãe me apresentou seu novo namorado minha vida mudou radicalmente mesmo porque com a saída de papai de nossas vidas tínhamos muita liberdade passeávamos juntas confidenciávamos nossos sonhos e desejos uma para a outra alem de ficarmos sempre nuas dentro de casa ou no quintal onde judiávamos dos nossos vizinhos matando os homens de tesão e desejos de nos possuir e as mulheres de raiva e inveja de nossos corpos lindos e bem tratados com marquinhas minúsculas dos biquínis fio dental que usamos quando estamos na praia em nossa casa de veraneio.
Com a chegada deste intruso que pelo que vejo veio para ficar perdi toda e qualquer oportunidade de transar com mamãe a quem vivo suspirando quando ela me abraça colando seu corpo ao meu fazendo me sentir os bicos de seus seios aos meus comigo enroscada nela que quando me abraça fazendo cafuné em minha nuca me derreto toda suspirando muito deixando ela sentir meu corpo tremulo colado ao dela.
Agora via tudo isso esfriar repentinamente porem como gosto muito dela e percebendo que este homem esta fazendo ela feliz dei total apoio neste relacionamento.
Tudo o que sei em relação a sexo aprendi com mamãe que me ensinou a me masturbar para aplacar um pouco o tesão que sinto no meio das pernas onde molho constantemente a calcinha.
Me sentia cada vez mais deprimida tendo que esta sempre vestida porem para meu desespero me sentia atraída pelo meu padrasto e com isso usava sainhas muito curtas e sempre sem calcinha shorts bem agarradinhos e todo enterrado na bunda deixando ele deslumbrado com meu corpo que pedia para ser deflorado.
Tinha certeza que isto ia acontecer principalmente quando sentava com as pernas abertas deixando ele se deliciar com a visão de minha bocetinha sempre bem lisinha sedenta e molhada e quem se fodia com isso era eu enquanto mamãe gemia gostoso em seu porrete deixando me louquinha e ouriçada.
Certa noite ao ouvir mamãe gemendo não me contive e fui dar uma espiada na transa dos dois que pareciam querer derrubar a casa de tanto barulho.
Abri a porta do quarto sorrateiramente e não acreditei ao ver mamãe de quarto na beirada da cama com ele em pe atrás dela socando tudo aquilo dentro dela que apesar dos urros de prazer dava para notar a expressão de dor em sua face.
Estava estarrecida ao perceber que ele estava todo dentro do cu de mamãe e em certo momento ele tirou tudo e apontou aquele troco imenso pra mim enquanto sorria e foi ai que me toquei que estava parada ao lado dos dois que olhavam com os olhos esbugalhados vendo ele socar bem devagar tudo aquilo no cu de mamãe que piscava como que mordendo sorvendo para dentro aquela jibóia que crescia cada vez mais deixando mamãe embriagada de tanto prazer.
Lembro que mamãe falou entre gemidos alguma comigo que neste instante sai dali rapidinho me dando conta que estava somente de calcinha com seu homem me comendo com os olhos.
Depois daquele dia passei a evitar qualquer tipo de conversa alem do convencional com os dois com meu padrasto intensificando cada vez mais suas investidas em mim.
Bastava ele me encontrar sozinha que tentava beijar minha boca enquanto passava a mão em minha bunda dedilhando gostosamente minha boceta.
Apesar dos sonoros não enquanto me desvencilhava dele minha vontade era que ele me pegasse a força e metesse em mim tudo aquilo fazendo me sofrer como fazia com mamãe.
Percebendo meu jeito arredio principalmente com seu homem mamãe fazia de tudo para nos reaproximar principalmente deixando nos a sos nas dependências da casa comigo sempre correndo para longe dele.
Porem o inevitável aconteceu numa manha de sábado enquanto estava na cozinha lavando louça somente de camisola curta e transparente e como sempre sem calcinha.
Conversava animadamente com mamãe que limpava peixe no tanque em frente a janela quando senti tudo aquilo cutucando minha boceta.
Gelei de medo e pavor apesar de sentir como que um soco na boceta que derreteu toda com o ato repentino.
Apavorada tentei sair dali com ele grudado em mim já mordendo minha nuca lambendo minha orelha enquanto segurava minha cintura com uma das mãos com a outra direcionava tudo aquilo em direção a meu cuzinho que piscava de tesão enquanto eu morria de medo sabendo que seria impossível agüentar tudo aquilo.
Num gesto de medo angustia tesão vergonha e sei lá mais o que pedi socorro a mamãe que segurando minhas mãos no batente da janela pediu calma que iria doer só um pouquinho depois eu ia adorar.
Mamãe percebendo minha expressão de desespero correu em meu auxilio comigo aos berros sentindo tudo aquilo rasgar meu cu.
Eu chorava muito mamãe gritava com seu homem pedindo que saísse de mim que tinham combinado somente dele me dar prazer sem penetração com ele pedindo calma que somente a cabeça tinha entrado em mim e assim que relaxasse ele sairia de mim.
Neste momento mamãe me abraçou pedindo calma com uma voz carinhosa e melosa que me fez gozar apesar da forte dor.
Mamãe conversava conosco pedindo pelo amor dos deuses que ele não fizesse isso e quando menos esperava ele me pegou no colo me levantando no ar enquanto segurava minhas pernas abertas enterrou tudo aquilo em mim mesmo comigo aos berros e mamãe gritando com ele enquanto esmurrava ele todo arranhando seu rosto comigo desmaiando em seguida.
Acordei horas depois na cama do hospital com o cu todo dolorido e já costurado com mamãe segurando minha mão chorando muito pedindo mil perdão.
Quando peguntei a mamãe pelo seu homem ela disse que tinha dado queixa dele na policia por estupro e não queria saber de homem nenhum em nossas vidas enquanto beijava ternamente minha boca.
Quase fomos flagradas pela enfermeira que pediu a mamãe que saísse dali porque precisava descansar e antes de soltar a mão de mamãe disse:
-mamãe eu ti amo.quero ser sua viu.
Mamãe sorriu comigo desmaindo em seguida devido aos cedativos.
Dia seguinte ao chegar em casa mamãe me levou para sua cama onde beijou ternamente minha boca enquanto seus dedos foram para em minha boceta molhada onde me acabei de gozar avassaladoramente com mamãe deitada entre minhas pernas.
Desde então somos amantes vivemos muito felizes uma com a outra e mamãe me presenteou com dois lindos vibradores que iremos usar logo mais a noite em mais uma eterna noite de amor.
 
 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Depois daquele dia passei a

Depois daquele dia passei a evitar qualquer tipo de conversa alem do convencional com os dois com meu padrasto intensificando cada vez mais suas investidas em mim.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
4 + 7 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4