Governo estimula reprodução planejada de portadores de HIV

O Ministério da Saúde prepara um documento em que estimula portadores do vírus da Aids interessados em ter filhos a fazer sexo sem proteção, em datas e condições de saúde específicas. Apesar de não eliminar completamente as chances de transmissão do HIV, o texto cita estratégias para se reduzir os riscos. De acordo com o ministério, a maioria dos soropositivos não tem acesso a tratamentos de reprodução assistida para tentar engravidar. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo Andrea da Silveira Rossi, consultora técnica do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do ministério, os riscos de transmissão são muito menores se o casal planejar a gravidez na melhor fase clínica do tratamento da Aids. Isso inclui estar com a carga viral indetectável e elevada quantidade de células de defesa, além de não ter outras doenças crônicas associadas, infecções ou outras doenças sexualmente transmissíveis e planejar a relação para a data exata do período fértil. Após a relação desprotegida, o documento recomenda que o parceiro sem HIV tome os antirretrovirais como prevenção.

 

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 11 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4