Espelho, espelho meu!

"Quando apontamos UM dedo para o outro, QUATRO outros dedos apontam para nós"

Colocaremos a questão de forma mais clara: Na psicologia, existe um termo chamado : Projeção. Significa atribuir ao outro aquilo que queremos que ele tenha tanto em qualidades que não possuímos, como os defeitos que temos e não podemos suportar.

É como jogar uma bagagem pesada no ombro do outro e falar: "carrega que a mala é sua".
Sem perceber, muitas pessoas passam o tempo todo projetando seus sonhos e pesadelos, nas costas de pessoas inocentes: é o pai que deseja que o filho seja como ele; o namorado que deseja mudar sua amada pra que ela se encaixe perfeitamente em sua vida, enfim, acredito que o leitor terá condições de acrescentar muitos outros exemplos semelhantes porque é um fato muito constante no nosso dia a dia no campo comportamental.

Fazer com que o outro seja o nosso espelho, é viver parcialmente. Em função do sentimento de inveja mal-elaborado, muitas pessoas cometem verdadeiros equívocos, comprometendo às vezes a seriedade e sobriedade de outros.
Quantas vezes não somos julgados pela aparência, por idéias e pensamentos discordantes ou sentimentos conflituosos, por pessoas que não tem mais do que uma leve impressão superficial  do que somos ou pensamos?  -

E quantas vezes nós mesmos não agimos da mesma forma em relação aos demais ?

Quando isso ocorrer, não seria o caso de reverter ou "virar o espelho” em nossa direção e perguntarmos se a crítica feita de forma leviana não se encaixa a nós?
Será que aquilo que não nos agradou no outro, não seria algo que gostaríamos de ter ou ser, ou nos identificamos com a mesma imagem que não suportamos em nós mesmos? –

Não adianta "quebrar o espelho" que reflete nossos defeitos.

 É necessário ajustar nossa auto-estima, para que todas as pessoas possam apenas refletir nosso lado positivo. Isso exige de nós uma grande dose de honestidade e coragem, pois encarar o espelho onde somos ou estamos refletidos é como se colocássemos o dedo nas nossas próprias feridas.

 

Solange Elizabeth Pearly
 

Deixe sua opinião logo abaixo ou escreva para mim em solizabeth@uol.com.br

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Espelho, espelho meu

Se o espelho quebrar,ele pode ser consertado, mas vc pode ver a rachadura no meio do mesmo. Apontamos o dedo para acusar alguém de algo que ele(a) fez, ou que vai fazer.Uma parte de nós esquece que tudo na vida vai, mas volta e, às vezes volta mais forte do que a gente possa imaginar. Eu tento me lembrar sempre disso, mas não é fácil. Podemos viver sem acusar ou gritar com alguém sempre? Impossível; numa hora a paciência acaba e a corda arebenta do lado mais fraco.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4