A dama de lilás que bagunçou meu coração

Era para mim, a grande estrela bailarina, ou mesmo, a dama de lilás que bagunçou meu coração... como se este músculo guardasse o sentires...mas, a mulher ainda me queria,depois de tanto tempo,eu e ela tão distantes.Havia sido apenas uma noite de sofreguidão.


Mas, no rever houve emoção. Ela falou da homofobia sofrida,dos filhos que queria reaver...ser interiorana,de havaianas e saias soltas para amarar ao correr. Do cabelo maltratado, das marcas nos pulsos, do desvario anormal e constante, me avisou a filha zapa e Bull. Mergulhei, porque não há como ser diferente na paixão. Roupas? Roubaram-na em tudo, ela cedeu e deixou rolar... e eu queria crer. Comprei o que era necessário, paguei os micos e as dividas. Quando falei de canabys, ela execrou... no entanto,droga mais pesada,química e álcool eram seus algozes...a recebi em retorno de braços abertos em todas as vezes que meu bem querer ainda dizia vem...telefonemas que acordavam até o meu oráculo canino Igorjoseh,interrupções no trabalho,na luta...mas,eu a queria tanto e bem...da cama a mesa éramos pares...mas,havia algo que me deixava sempre a pensar. Talvez o querer afastar minha gente e a família que escolhi talvez o tanto afirmar que me amava de forma a que eu acreditasse no que falava e não no que sentia no ar... e no ar,havia o medo da verdade mor: as drogas já haviam levado a dama de lilás estrela bailarina.No lugar dela ficara somente uma pessoa adicta ,que mentia e chorava ,segundo ela “ Compaixão de si  mesma.”-Muita confusão ,muito conflito e nem que fossem LEGBA e AYZAM,mesmo,daria para manter o ritmo  desvairado e destrutivo. Fiz a ultima proposta de paz em vida. Ela fez que não entendeu. Da clinica ao ficar junto, para a necessária recuperação... falou em cortar as pernas,já que os pulsos já traziam as marcas da loucura imposta pela química e ,portanto,improdutiva.


Me despedi dela na Parada LGBT deste ano,e ela se percebeu,fingiu que não... nos vimos ainda mais algumas vezes,mas, fui rude ,por ser realista...sexo ,somente seguro e toda a alucinação do viver ,bloqueou meus telefones para suas ligações ... Melhor para ela, sou muito careta dentro de meus ideais e realismos... sou a antítese desta criatura...mas,confesso que tenho em mim ,tatuada na lembrança,já vaga, a estrela bailarina dama de lilás ,que esqueceu de olhar nos espelhos que tanto admira...já não era a mesma bela ,com porte de princesa e olhar de dama de lilás...ela ficou sendo mais uma ...mais uma perdida no mar de gente que se espalha no planeta,sem nem saber o motivo de estar ali.Mais uma que se vende por uma grama de pó barato,pela ração cotidiana e pelo copo da cerveja ,já azeda e fedendo.


Tudo isto é para falar, que te perdôo por me mentires como na musica que não gostas... te perdôo por te traíres,até porque os meus sentires e quereres estavam ainda criando raízes...sei  que ela acompanha a minha Maite,acompanha sedenta de mim,hoje que já me perdeu,tudo que me diz respeito. Sei, portanto, que ela lera este texto e que talvez nem se identifique, porque a química em excesso -há os malditos excessos- nem a deixou saber que fora importante para mim!!!


 E continuo em meu caminho,em minha luta ,em meu prazer marginal com a amante canabys que me leva a sonhos sonháveis e realizáveis...no dia em que a homofobia for crime,que não mais se fale em gênero e sim em seres humanos...que a genitália não nos crucifique e se imponha como normatividade...quando tudo isto for  fato,quero estar sorrindo,gargalhando e tendo certeza que ,mesmo errando de vez em vez,só prejudico a mim mesma!!!

 YONE

 

Fale direto comigo no email yonelindgren@yahoo.com.br