Um plano para ser corno

Oi ! Mais uma vez estou aqui para relatar mais uma das nossas aventuras. Meu nome é Jony e ela se chama Shirley, ambos na faixa dos trinta anos, ela baixinha, gostosa e safada, adora ficar com outro na minha frente e eu adoro assistir ela tranzar com outro(a). Casados, somos um casal liberal e nos amamos, gostamos muito de sexo e de realizar as nossas fantasias, já realizamos várias e estamos aqui para contar mais uma que aconteceu conosco no final do ano passado. Em dezembro resolvemos viajar e passar o final de semana no litoral, na casa de um casal amigo nosso, Roberto e Edna, eles são casados, sem filhos, ela é do tipo santinha, só curte papai e mamãe, muito tímida, ele é bastante liberal e sigiloso, já comeu a minha mulher duas vezes mas a esposa dele, a Edna, nada sabe sobre isso e nen nós demostramos nada pois o que rolou entre nós não foi envolvimento emocional e sim sexual, foi desejo e tezão e o respeito deve prevalecer. Pois bém, em um belo dia de manhã, nós quatro resolvemos pegar os nossos carros e ir para a praía pegar um bronze, chegando lá armamos uma barraca de apoio para aconchegar nossas coisas e resolvemos todos se bronzear, Roberto passava bronzeador na Edna sua esposa, quando ele terminou, a minha esposa pediu a ele que passase bronzeador nela também, como somos amigos, ninguém estranhou nada, depois disso, a Edna entrou na barraca para organizar algumas coisas, eu fiquei sentado na areia e Roberto continuava a passar bronzeador nas costas, pernas e na bunda da minha mulher, notei que enquanto ele passava bronzeador nela eles conversavam algo baijinho, quando ele terminou eu chamei minha mulher em uma conversa particular e perguntei a ela o que eles conversávam e ela me falou que eles estavam relembrando o dia em que tranzaram na nossa casa, que ele disse estar com saudades da tranza que tiveram e que estava louco pra comer ela outra vez mais que com a esposa dele ali no pé ficava muito difícil, notei que minha mulher também estava afim de dar pro Roberto e eu também afim de assistir a tudo, pois bém ficamos os quatro ali na praía até que apareceu um casal já meio idoso, se tratavam dos tios da Edna esposa do Roberto, eles perguntaram se poderiam ficar com agente e nós respondemos que sim, que seria um prazer, foi daí que surgio a primeira idéia, chamei minha esposa e combinei com ela pra ela me chamar para voltar em casa para pegar o seu celular e que quando ela me chamasse eu diría que estava cansado e que ela pedisse ao Roberto pra ir com ela no carro dele já que ela não sabia dirigir, e não é que deu certo, ela me chamou e eu confirmei que estava cansado e o Roberto ouvindo tudo se prontificou a ir com ela pois queria passar em outro lugar para pegar umas coisas que havia esquecido, como somos todos amigos ninguém percebeu nada e os dois entraram no carro do Roberto e saíram, alguns minutos depois, eu forjei uma ligaçao de um amigo da empressa em que trabalho, onde ele me pedia urgentemente para enviar um e-mail contendo um documento para que concluise seus trabalhos, falei pro pessoal que ficou que precisaria me ausêntar alguns minutos para procurar uma lan house para enviar esse documento e que eu não demoraria, em seguida peguei meu carro e parti para a casa do Roberto, no caminho liguei para o Roberto e ele me disse que minha esposa já havia lhe contado todo o plano e que eles iríam deixar a porta da casa destravada para eu entrar.

Quando cheguei, entrei , travei a porta da casa e segui a passos lentos pela casa, passei enfrente aos quartos e não vi nada, então fui para a cozinha da casa, chegando lá me deparei com uma cena que já esperava, os dois já estavam nús, ela sentada em uma cadeira de pernas abertas e ele de joelhos entre suas pernas chupando seus seios, quando me apresentei eles olharam pra mim e a Shirley me falou;... Amor estava esperando só você chegar, senta aí e assisti a tudo, Roberto continuava chupando os seios dela, em seguida ele foi descendo até que encontrou a sua buceta e começou a chupá-la, passava a língua no clítores e depois enfiava lá dentro da buceta dela, ela adorando tudo pegava a cabeça dele com as duas mãos e precionava contra sua buceta fazendo movimentos circulares no rosto dele, não demorou muito e ela gozou na cara dele, ela adora gozar nas preliminares, nesse momento, eu retirei minha roupa e comecei a bater uma punheta, depois disso,a Shirley se ajoelhou no chão e Roberto ficou em pé na sua frente, ela pegou o pau dele e que pau ele tinha, era enorme, deveria ter uns 22 cm e muito grosso, parecia uma garrafa mais a minha mulher gosta assim mesmo, ela punhetou o pau dele um pouco e em seguida colocou na boca, mal dava para a cabeça entrar na boca dela de tão grossa que era mas no desenrolar das coisas, minha esposa abria a boca ao máximo e tentava engolir tudo que podia, chupava com muita vontade, colocava a rola dele entre os seios dela, passava a cabeça nos biquinhos dos seios, passava a língua em volta da cabeça, lambia as bolas, punhetava um pouco e depois colocava tudo na boca, fazendo uma deliciosa chupeta no nosso amigo, ela olhava pra mim e dizia;.... Amor, olha o tamanho da rola dele, é grande e grossa do jeito que eu gosto, é uma delícia chupar essa rola, em seguida, ele sentou ela novamente na cadeira, abriu suas pernas deixando sua buceta completamente aberta e enfiou aquele pau enorme dentro da buceta dela, começou colocando a metade depois já enfiava tudo, ela gemia de prazer com aquela rola enorme dentro dela, gemia urrando feito uma cadela, eu continuava batendo minha bunheta assistindo a tudo, em seguida eles resolveram mudar de lugar e de posição e foram para a sala da casa, lá ela deitou no sofá e ele se pocisionou de joelhos entre suas perna e meteu na buceta dela outra vez, dessa vez dava pra ver que entrava tudo dentro da buceta dela, só ficavam as bolas do lado de fora, a minha mulher olhava pra mim e dizia;....

Me come Roberto, mete tudo dentro de mim, arromba minha buceta na frente desse corno, ele adora levar chifre, Ahahahha Me dar esse pauzão, Roberto metia forte e ela delirava de tezão, depois disso, eles mudaram de posição mais uma vez, ela ficou de quatro em cima do sofá deixando sua bunda empinadinha e aberta, ele se pocisionou em pé por tráz dela e meteu novamente na sua buceta, ele metia lentamente, em seguida ela desceu suas pernas do sofá, apoiou as mãos no mesmo mais continuava de quatro pra ele, eles gemiam muito, estava gostoso aquela foda, depois disso, ele se sentou no sofá e ela foi pra cima dele, setou no seu colo, de frente pra ele, colocou aquele pauzão dentro da buceta e começou a subir e descer pulando em cima daquele pau duro, ele metia e chupava os seios dela ao mesmo tempo, ela delirava de tezão, depois de alguns minutos ela continuava sentada no colo dele, só que desta vez de costas pra ele, sem tirar o pau de dentro, com as pernas bém abertas, eu sentado de frente assistia a tudo, batendo uma gostosa punheta e vendo aquele pau enorme entrando e saíndo da buceta da minha mulher, ele segurava ela pela cintura e metia forte, ela estava com olhos cheios de lágrimas de tanto tezão pedindo pra ele diminuir o ritímo pois ela já havia gozado três vezes no pau dele, depois disso, a Shirley se levantou do colo do Roberto e se deitou no chão, ele não perdeu tempo e foi pra cima dela, abriu suas pernas e meteu na sua buceta novamente, ela laçou ele com suas pernas, colocou as mãos no pescoso dele e começaram a se beijar sem parar de tranzar, depois disso, Roberto anunciou que iría gozar e saiu de cima da Shirley, ficando em pé na sua frente, a Shirley se ajoelhou, pegou o pau do Roberto e começou a punhetar, batia uma punheta e chupava ao mesmo tempo, não demorou muito e o Roberto gozou na boca da minha mulher enchendo sua boca, era tanto esperma saindo daquele pau que a boca da minha mulher não coube tudo, escorria pelos cantos da boca, caindo em cima dos seios e no chão, em seguida, Roberto pegou suas roupas e foi se vestir, eu me ajoelhei no chão, abracei a minha mulher e começamos a nos beijar, ela com a boca cheia de esperma dizia;... Me beija amor, sentiu o gosto ?

O esperma dele é uma delícia, em seguida Roberto chegou e mandou agente se apresar, peguei na mão da minha mulher, pegamos nossas roupas e fomos para o banheiro, depois pegamos nosso carro e voltamos para a praía, chegamos lá os três juntos e dissemos que por coincidência nos encontramos ali próximo, ninguém desconfiou de nada e continuamos o passeio normalmente. No outro dia, estavámos conversando eu e minha esposa na garagem da casa, ela me falou que gostava de tranzar com Roberto, que o pau dele era grande, que ele metia gostoso etc, eu perguntei a ela se ela havia engolido o esperma dele e ela respondeu que sim, que o esperma dele era muito gostoso, em seguida ela me perguntou se eu havia engolido também o esperma dele quando beijei sua boca, eu respondi que não, que apenas tinha lambuzado os lábios quando beijei ela, ela me falou que era pra eu ter engolido pois assim sentiría melhor o gosto, ela me disse também que da próxima vez que tranzasse com Roberto, ela iría guardar todo o esperma dele dentro da sua boca depois passaría tudo pra mim me fazendo engolir tudo, que safada esta minha esposa, depois disso, Roberto e Edna chegaram e começamos a falar sobre o passeio do dia anterior, minutos depois a Edna falou que iría até a casa de uma amiga dar umas aulas particular de matemática pra ela e que em trinta minutos estaria de volta, Roberto acompanhou a esposa até o portão e em seguida retornou até a garagem, ficamos nós três conversando até que de repente o Roberto abraçou a Shirley por tráz, dizendo que queria tranzar com ela outra vez alí mesmo, a minha mulher falou que não, que tinha medo de alguém chegar e dar um flagra na gente mais Roberto insistia dizendo que podería ser uma tranza rapidinha, sem tirar totalmente as roupas, a Shirley olhou pra mim e perguntou se eu aprovava, eu respondi que sim que eles poderíam tranzar alí mesmo por tráz dos carros e que eu ficaría ali em pé vigiando, pra ver se chegaria alguém no portão, sem perder tempo, o Roberto abriu sua calça e colocou o pau pra fora, já estava quase duro, a Shirley se ajoelhou e caiu de boca no pau dele, punhetava e chupava ao mesmo tempo tentando engolir tudo, eu coloquei meu pau pra fora e comecei a bater uma punheta vigiando a tranza daqueles dois, não demorou muito e o pau do Roberto já estava duro na boca da minha mulher, em seguida ela se levantou e se encostou no carro de costas pra ele, baixou a calcinha até altura dos joelhos, levantou a saía, empinou a bunda para tráz e disse;.....Roberto, meta esse pauzão todinho dentro da minha buceta e me coma gostoso, vai logo antes que chegue alguém, em seguida, Roberto se pocisionou por tráz dela, colocou a cabeçona do pau na entrada da buceta dela e foi enfiando até entrar tudo, depois ele começou a meter rápido e forte pois não havia muito tempo, ela delirava com estocadas dele dizendo;....

Que rola gostosa você tem Roberto, mete tudo, arromba minha buceta Ahahahha, depois disso, ela se virou de frente pra ele e levantou sua blusa deixando seus seios a vista, Roberto não perdeu tempo e começou a chupar os seios da minha mulher, enquanto ele fazia isso, a Shirley pegava seu pau e passava na sua buceta tentando colocar pra dentro, quando Roberto percebeu isso, escorou a minha mulher no carro, abriu um pouco as pernas dela e meteu seu pau na buceta, metia e chupava os seios dela ao mesmo tempo, enfiava tudo metendo forte, nesse rítimo não demorou muito e a Shirley gozou no pau dele, em seguida, a Shirley subiu sua calcinha, baixou sua saía e blusa, abriu a porta do carro e se sentou, Roberto se apróximou e ela caiu de boca no pau dele, punhetava e chupava forte engolindo aquele pau enorme, Roberto pegou ela pelos cabelos e começou a enfiar o pau na boca dela, metia igual estivesse metendo em uma buceta, em dado momento ele começou a respirar forte, diminuiu o rítimo das metidas e acabou gozando tudo dentro da boca dela, ela ainda chupou um pouco o pau dele sugando até a última gota de esperma, em seguida ela se levantou, pegou na minha mão e nós dois saimos correndo para o banheiro, chegando lá eu fechei a porta e me sentei no vaso sanitário, ela se apróximou de mim, eu levantei sua blusa e comecei a chupar seus seios, depois de alguns seguntos, ela pegou no meu rosto, abriu minha boca e soltou todo o esperma do Roberto que estava na sua boca me fazendo engolir tudo, em seguida começamos a nos beijar, ela olhou pra mim e disse;...Gostou amor ?

O esperma dele não é uma delícia ? È bom engolir o esperma do macho que comeu sua mulher, é ? Agora é a sua vez de gozar, em seguida peguei a Shirley e coloquei de quatro no chão, meti o pau na sua buceta e em alguns minutos gozei enchendo sua buceta com meu esperma, depois disso, tomamos banho, nos vestimos e voltamos para a garagem como se nada tivesse acontecido. Foi um final de semana inesquesível.

Até a próxima !

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

normal

bem,seu comentarios foi maravilhoso,tb nao posso esquecer do casal que conhecir e hj saimos sempre.olha,se tem coisa boa essa é maravilhosa,esse casal me confessou q o casamento melhorou cem por cento depois q fizeram menagem comigo.sou de cor clara,1,69 de altura,66 kilos,sem barba,sem bigode,sem barriga e bom de cama,se algum casal deseja contato,pode me add.ou me ligar.082 9907 9887 ou 082 8844 1042 milton,estou pronto para ser a pessoa ideal de qualquer casal.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 13 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4