Ter um parceiro desempregado pode afetar seu desempenho no trabalho

Muitos estudos já mostraram que o estresse pode ser mortal. Entre seus males, já foi associado a ataques cardíacos e doenças, além do estresse no trabalho estar ligado a um maior peso corporal.

Agora, uma pesquisa descobre que nem precisa ser você o estressado para que sofra consequências na sua saúde. Com as altas taxas de desemprego mundiais, os que ficam em casa estão afetando negativamente muitos dos que ainda estão trabalhando, especificamente aqueles que dormem ao lado deles todo dia.

Segundo o estudo, a dependência dos desempregados pelo apoio de seus parceiros pode adicionar estresse aos que trabalham e, potencialmente, afetar seu desempenho no emprego.

A pesquisa analisou as tensões diárias sentidas pelos casais nos quais um dos cônjuges estava desempregado, e como esse estresse afetou cada um deles.

O estudo mostrou que o aumento dos níveis de estresse sobre o cônjuge empregado levou a problemas, tais como: aumento nas discussões com colegas de trabalho; constante sensação de estar sobrecarregado e insatisfação geral com o trabalho que está produzindo.

Segundo os pesquisadores, agora mais do que nunca os empregadores precisam ser sensíveis aos empregados que têm um cônjuge desempregado. Infelizmente, muitas empresas estão reduzindo os serviços de apoio às famílias por causa de seus custos.

Especialistas acreditam que a conscientização é fundamental para ajudar os casais a aliviar um pouco desse estresse. Eles precisam estar conscientes do seu estado emocional, o que nem sempre é o caso; muitas pessoas negam ou fingem que não há nada com o que se preocupar.

Os especialistas encorajam os casais, sejam por si mesmos ou com ajuda de um conselheiro, a reservar um tempo em uma base regular para ter discussões francas sobre seus medos e propor estratégias para tentar lidar com eles. Essa “liberação de energia” é importante.

Claro que isso nem sempre é fácil. Como os casais são tão emocionalmente entrelaçados, é complicado evitar que o estresse e os problemas em casa afetem as experiências de trabalho, por exemplo. Mas existe sempre a chance de melhorar nossas emoções.

Os pesquisadores dão dicas de coisas que os parceiros de desempregados podem fazer para reduzir seus níveis de estresse, como não falar sobre a busca de emprego de seu parceiro durante as horas de trabalho, apoiar-se na família e nos amigos para sustentar a situação, e almoçar com colegas para tirar a mente dos problemas de casa, mesmo que brevemente. [LiveScience]

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
4 + 2 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4