Um baixinho tudo de bom

Tarde quente em Curitiba. Literalmente quente no meu apartamento. Ficou
quente com mais uma visita daquelas que adoro. Ele chegou querendo
novas emoções... Toda a propaganda embutida no blog fez efeito. Ele
gostaria de realmente saber se eu tinha condições de proporcionar o
prazer que tanto escrevo! Eu, altíssima em cima do meu salto alto de 15
cms, tive que olhar pra baixo quando ele chegou... O meu baixinho
chegou... 1,60 de altura.

Mas era a mais pura gostosura. Gatão com carinha de menino, sorriso
largo e cativante, a química foi imediata. Tirou peça por peça a meu
pedido e sentou-se no meu banquinho com seu lindo pau pulsando a cada
gesto sensual que eu fazia. Fiquei de quatro como uma cachorrinha e fui
andando até ele e comecei a lamber aquela gostosura toda. Ele gemeu e
pediu-me calma, pois podia gozar já naquele momento. Então, deitou-se
na cama e ficou a me olhar.

Eu em pé sobre a cama, tirei tudo e mostrei meu pau excitado e minha
bundona querendo comer sua pica! Debrucei-me sobre ele e brincamos com
nossas espadas. Depois de esgrimarmos, foi a vez de brincar de engolir
as espadas, cada um a seu tempo. Que delícia ver aquele meu baixinho
gemendo e jogando sua espadona para cá e para lá! Quando enfim ficou de
quatro na cama, ele queria saber o que eu faria naquele momento... Eu
disse que queria comê-lo. Ele respondeu que não! Mas, eu quero te comer
com a minha língua, falei toda dengosinha para ele...

Com carinha de marota fiquei olhando seu jeitinho levemente tímido! Aí
ele sorriu e consentiu! Abri suas pernas e enfiei minha língua lá
dentro, depois tirava e passava-a somente nas beiradinhas. Ele estava
excitadíssimo... Seu pau latejava na minha mão que apenas o segurava,
se mexesse ele explodia! Ele adorou dar o cuzinho pra mim... Eu poderei
sempre comê-lo... Mas, só com a língua! Minha língua atrevida e safada,
devidamente encapada, que faz coisas que meus homens ficam
hipnotizados! Depois querem sempre, rs... Com meu baixinho não foi
diferente. E por fim, eu tive o prazer de sentar no seu pau quente,
gostoso e pulsante.

Não cavalguei muito não! Enquanto eu sentia-o e mordia-o com meu
anelzinho treinado, ele segurava meu pau que também latejava na sua
mão! Seu gozo iminente fazia com que gemesse dizendo que não dava mais
pra segurar, não o meu pau,rs, mas seu leitinho quente que jorrou
dentro de mim. Eu não gozei, mas não faz mal, com certeza não faltará
oportunidade. Meu baixinho pulou da cama e saiu na chuva que caiu no
final da tarde, compromissos o aguardavam. Mas, ele foi bem aliviado!
Que baixinho tudo de bom, mais um gatinho do interior que chamei de
Guto!

Atualizei esse relato postado originalmente em dezembro de 2006. Foi
porque prometi ao meu baixinho, que veio há duas semanas para mais uma
visitinha básica.

 

Boneca Drikka

:(41)3232-5054/9971-0844


drikkaboneca@uol.com.br

http://bonecadrikka.blogspot.com/

 

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
8 + 11 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4