Carnaval Gostoso

Bom dia para todos. Meu nome é Shirley, sou realmente casada com o Jony há 12 anos, ambos na faixa dos 30 anos, nosso relacionamento é aberto e liberal, ele me deixa fazer o que quero principalmente arranjar um macho bonito e gostoso para tranzar comigo na sua frente pois ele adora ver ou saber que é corno de verdade, em todos esses anos de convivência fizemos várias amizades e através destas realizamos muitas fantasias, meu marido me incentiva a usar roupas provocantes e paquerar, me ajuda na escolha dos meus pretendentes, escreve esses contos comigo e me realiza por completo pois nós nos amamos. Essa que vou contar agora aconteceu recentemente no carnaval deste ano.

Em pleno carnaval, eu e o Jony estávamos em nossa casa nos arrumando para ir ao carnaval de rua de uma cidade que fica há 40 km da nossa pois lá ninguém nos conheciam e nós ficaríamos mais a vontade para brincar, o Jony me pediu para vestir roupas provocantes pois naquele dia ele queria me ver paquerando, queria que eu arrumasse um namorado, desse a buceta pro escolhido e depois contasse tudo pra ele, eu gostei da idéia mais questionei a minha segurança pois para rolar sexo eu precisaria ir para um local reservado com uma pessoa que eu não conhecia, ele me falou que quando eu arrumasse um pretendente, eu fosse para umas ruas escuras que fica por traz do palco pois lá muitos casais gostam de namorar escorados nos carros que ficam estacionados, por traz das árvores que são baixas e escorados no muro de uma escola que tem umas divisões nas paredes, ele também me disse que ia nos seguir o máximo possível, fiquei mais tranqüila, vesti um short e uma blusa curtinha, branca, pegamos nosso carro e fomos para a festa, chegando lá colocamos o carro em um estacionamento e fomos para a fulia, ficamos em uma barraca próximo ao trio,bebendo, dançando e mantendo uma certa distância um do outro, depois de um certo tempo, chegou quatro rapazes na barraca para comprar cerveja e um deles me chamou atenção, era um moreno, devia ter uns vinte e poucos anos, estatura média, corpo definido, malhado, cabelos curtos, um gatinho muito bonito, eles começaram a dançar próximo de onde nós estávamos, eu não tirava o olho dele, depois de alguns minutos ele percebeu, eu dançava, me abaixava, empinava minha bundinha para traz e ele não parava de me olhar, começamos a paquerar, ele me mostrou para seus amigos e em seguida veio na minha direção, se apresentou por nome de Alex, me ofereceu cerveja e me chamou para dançar, Jony observava tudo há alguns metros de distância, começamos a dançar agarradinhos, se esfregando um no outro, o cheiro dele era muito gostoso, meus seios tocavam seu peito, minha buceta tocava seu pau, eu fazia questão de suspirar forte em seu ouvido enquanto estávamos dançando e isso foi deixando agente excitados, podia sentir o pau dele duro rosando minha buceta, de vez enquanto olhávamos um no olho do outro, ele tentou me beijar na boca mais eu não deixei, ele se contentou de beijar apenas meu rosto e pescoço, a situação foi ficando incontrolável e ele me convidou para dar uma volta, eu aceitei, lembrei da rua por traz do palco que meu marido me falou e fomos caminhando pra lá, olhei para traz e vi que o Jony, meu marido, nos seguia, ele ficou parado na esquina da rua, eu fui andando de mãos dada com o Alex por uns 50 metros, paramos próximo de uns carros que estava estacionado enfrente ao muro de uma escola, estava escuro, nós ficamos em pé, ele se encostou em um carro, eu abracei ele e começamos a nos beijar, ele apertava minha bunda e pressionava meu corpo contra o seu, depois ele colocou sua mão por dentro da minha blusa e começou a acariciar meus seios, depois minha buceta colocando a mão por dentro do meu short enquanto nos beijávamos, o tezão foi aumentando, a minha buceta já estava toda molhada, a vontade de tranzar era grande mais ali próximo haviam outros casais, então andamos mais um pouco e notamos que o portão da escola estava só encostado, Alex empurrou o portão e ele abriu, olhamos e não tinha ninguém, entramos e fomos caminhando até chegarmos em um bequinho escuro entre duas salas de aulas, lá havia dois banquinho de cimento igual aqueles que tem nas praças, sentamos os dois um de frente pro outro como se estivesse montados em uma moto e começamos a nos beijar novamente, em seguida, ele levantou minha blusa, começou a chupar meus seios, depois, colocou a mão por dentro do meu short e enfiou dois dedos dentro da minha buceta, isso foi me deixando louca, puxei seu short, coloquei seu pau para fora e comecei a punhetar, em seguida, ele parou de chupar meus seios, pegou no meu rosto e foi abaixando,direcionando até seu pau, segurei a rola dele com as duas mãos e comecei a chupar, tentava engolir tudo que podia, sentia o pau dele pulsando dentro da minha boca, depois de alguns minutos o pau dele já estava duro feito pedra, então perguntei se ele tinha uma camisinha e ele respondeu que sim, então ele abriu sua carteira, retirou uma camisinha e vestiu em seu pau, em seguida, nós ficamos em pé, eu baixei meu short e minha calcinha até a altura dos joelhos, ele fez o mesmo, depois eu me escorei na parede, de costas pra ele e empinei a minha bunda, ele veio por traz de mim, enfiou seu pau em minha buceta e começou a meter, o pau dele era uma delícia, ele metia muito gostoso, enfiava tudo na minha buceta lentamente, se rebolando, me segurando pelos seios e beijando meu pescoço, eu pedia pra ele me comer inteirinha, meter tudo, estava muito gostoso até que de repente chegou o guarda da escola com uma lanterna na mão e nos pegou no flagra, ele disse que ali não era lugar pra fazer aquilo e que se agente não saísse imediatamente ele chamaria a polícia, levantamos nossas roupas rapidamente, Alex pediu desculpas ao guarda e nós saímos rápido de dentro da escola, fomos andando os dois pela rua se lamentando que estava gostoso demais para acabar tão rápido até que o Alex me convidou para ir até seu carro que também estava no mesmo estacionamento que o meu, quando passamos pela esquina, o Jony, meu marido estava lá, ele continuou a nos seguir disfarçadamente, chegamos no estacionamento, entramos dentro do carro do Alex e ficamos no maior amasso até ele me chamar para ir até o motel, eu aceitei mais disse a ele que eu teria que ligar para minha família e avisar que iria sair com ele, Alex concordou, eu sai de dentro do carro e liguei pro Jony para ver se ele aprovava, o Jony disse que eu poderia ir que ele iría atrás no nosso carro nos seguindo, então entrei dentro do carro do Alex e fomos para o motel, durante o percurso, olhei para traz e vi que o jony nos seguia de carro até próximo do motel, chegando lá, mal agente entrou dentro do quarto e já começamos a nos agarrar e tirar nossas roupas até ficarmos completamente nus, ele me jogou em cima da cama e veio por cima de mim, me beijando, depois começou a chupar meus seios e minha barriga até chegar em minha buceta, chupava com vontade, abria os lábios vaginais e metia a sua língua dentro, eu pedi pra ele não parar de chupar, comecei a esfregar minha buceta e gozei na cara dele, adoro fazer isso antes de ser penetrada, em seguida, ele se deitou na cama e eu fiquei de quatro entre suas pernas, peguei seu pau e comecei a chupar, a rola dele era uma delícia, ele era muito gostoso, até a rola dele era cheirosa, eu lambia a cabeça, chupava as bolas e embaixo delas, ele delirava de tezão, em seguida pedi a ele que colocasse uma camisinha e fui pra cima dele, encaixei minha buceta no pau dele, apoiei minhas mãos em seu peito e comecei a cavalgar, eu subia e descia forte fazendo com que seu pau entrasse todo dentro da minha buceta, depois disso, eu sai de cima dele e fiquei de quatro em cima da cama, ele veio por traz de mim, enfiou seu pau na minha buceta e começou a meter me segurando pela bunda, eu delirava com estocas dele, Alex me puxava pelos cabelos e metia fundo na minha buceta deixando somente as bolas do lado de fora e me chamava de puta e vadia, depois disso, ele se sentou na lateral da cama com os pés no chão e pediu para eu me sentar em seu colo de costas pra ele, eu peguei seu pau, coloquei na minha buceta e fui sentando lentamente em seu colo até entrar tudo, depois comecei a pular em cima daquela rola dura, depois de alguns minutos, ele jogou seu corpo para traz e deitou na cama, eu continuei pulando em cima do seu pau com as mãos apoiadas na parede, em seguida, nós dois fomos levando lentamente sem tirar o pau de dentro até ficarmos em pé e ele continuou metendo em minha buceta por traz, me emprensando contra a parede, depois de alguns minutos, ele me pediu um tempo e foi até o frigobar, colocou duas doses de wisk com red bul, nós viramos os copos e bebemos tudo de uma vez, depois de algum tempo, ele me pediu para deitar na cama, de bunda pra cima, ele foi por cima de mim e enfiou na minha buceta novamente, depois de alguns minutos eu comecei a ficar tonta, acho que foi por causa da bebida, via tudo rodando em minha volta e o Alex parecia estar eletrizado, já fazia algum tempo que ele metia em minha buceta sem parar, metendo forte, enfiando tudo, eu coloquei a cabeça no travesseiro, levantei um pouco a bunda e ele continuou metendo forte, depois de vários minutos nesse ritímo, cheguei a gozar três vezes no pau dele e ele não conseguia gozar, foi então que eu pedi pra ele parar pois eu não agüentava mais gozar, ele parou e retirou o pau de dentro da minha buceta que estava quente e vermelha de tanta rola, em seguida, eu me virei de frente pra ele e fiquei deitada de pernas abertas, suspirando, ele veio por cima de mim e passou um bom tempo beijando meu rosto e meu pescoço, depois meus seios, isso foi me ascendendo novamente, enquanto ele chupava meus seios, eu peguei seu pau e enfiei na minha buceta outra vez, comecei a sentir um pouco de dor e pedi pra ele parar mais o tezão dele estava maior do que o meu, ele simplesmente retirou o pau da minha buceta e foi enfiando no meu cuzinho lentamente, como minha buceta estava ensopada de tanto gozar e eu estava nestesiada com wisk, o pau dele entrou todo, sem dificuldade, ele ficou metendo no meu cuzinho e chupando meus seios por um bom tempo, eu comecei a sentir prazer novamente, ele se enclinou um pouco para traz sem tirar o pau de dentro, eu coloquei duas almofadas embaixo da minha cabeça e fiquei assistindo ele comendo o meu cuzinho por um bom tempo, em seguida, ele começou a meter mais rápido e forte, eu passei a acariciar minha buceta batendo uma siririca enquanto ele fodia meu cuzinho, o tezão foi aumentando, nós começamos a gemer alto e acabamos gozando juntos, ele gozou dentro do meu cú enchendo sua camisinha de esperma, eu gozei na minha mão batendo uma gostosa siririca.

Depois disso, nós fomos os dois pro banheiro tomar banho e em seguida nos vestimos, ele pagou a conta e na hora de ir embora, na porta do quarto, me abraçou e trocamos um demorado beijo de língua, ele era muito gostoso, depois entramos no carro e fomos de volta para o corredor da fulia, pouco depois que saímos do motel olhei para traz e vi que o Jony nos seguia em nosso carro, chegando lá eu me despedi dele e disse que ia ficar com minha família, liguei pro jony e ele me aguardava do lado de fora do estacionamento, decidimos ir para casa, no caminho contei tudo pra ele que na hora ficou todo exitado, mesmo dirigindo, meu marido colocou o pau pra fora do seu short e me mostrou o tamanho do tezão que sentia em saber que acabava de levar um chifre, o pau dele estava tão duro que a cabeça estava roxa, eu punhetei ele um pouco, comecei a chupar aquele pau duro e a falar as putarias que deixa ele doido, dizendo;......

Vai amor, goza na boca da sua puta, imagina que até agora ela estava te corneando, dando a buceta e o cuzinho pra outro macho, vai seu corno, goza, depois disso, jony começou a gemer e gozou um rio de esperma dentro da minha boca, eu fiquei feliz com o tezão que ele sentiu e engoli todo seu esperma, foi muito gostoso. Esta foi mais uma de muitas que ainda vamos fazer, não se preocupem que vamos contar tudo pra vocês pois depois do carnaval vem o são joão com muito forró e nós já combinamos de repetir a dose. Até a próxima.

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 5 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4