Carla - fodida na casa de shows

Sou a Carla, tenho 42 anos, casada há 21 anos com Carlos, tenho 165 de altura, 60 quilos, peitinho pequeno, bumbum grandinho e coxas grossas, minha xana e meu rabo sempre são totalmente depilados, depois que fui liberada por meu maridinho hà 4 anos atrás, até então meu único homem, tive alguns casos, alguns amantes, algumas surubas, que deixaram lembranças deliciosas.

No sábado a noite finalmente meu corninho aceitou sair comigo para dançar numa casa de shows daqui de Curitiba, aproveitando o clima agradável coloquei apenas um vestidinho curto, uma calcinha fio dental pequenininha e uma sandália salto agulha, meu corninho já ficou sentado de forma a entender que não estávamos juntos, enquanto um grupo musical muito bom tocava um pagode muito gostoso, não demorou muito para que um rapaz alto, educado e bem apessoado me convidasse para dançar, convite aceito, já na segunda música nós já estávamos dançando coladinhos, eu sentindo seu pau já duro contra mim, além de me cantar descaradamente, Paulo o nome dele pediu um beijo, sem vacilar enlacei seu pescoço e nos beijamos gostoso, ele sabia beijar divinamente e suas mãos passeavam por todo meu corpo, não terminamos a terceira música, pois Paulo me levou até os fundos, um tipo de camarim, com um sofá velho num canto e enquanto me beijava tirava meu vestido, fez eu ficar de quatro no sofá, puxou minha calcinha de lado e chupou gostoso minha xana meladinha e doida para ser fodida por seu pau, depois de me judiar um pouco chupando-me muito bem, deixando-me mais tarada ainda, finalmente ele tirou seu pau duríssimo para fora da calça e socou de um golpe só aquele mastro delicioso dentro de mim, tirando meu fôlego e encharcando minha grutinha, segurou-me pelo quadril e me fodeu muito gostoso, elogiando minha grutinha apertadinha e quente me fez delirar de prazer, terminamos comigo cavalgando seu pau duro e me acabando num orgasmo divino e recebendo dentro de mim sua carga de porra que escorreu para o chão e depois escorreu pelas minhas coxas, além de deixar minha calcinha melada, voltamos ao salão e dançamos mais algumas danças, agora mais íntimos ele fazia eu colar meu corpo ao dele, demonstrando aos outros que eu lhe pertencia e trocavamos beijos bem quentes, não demorou e ele me carregou de novo até aquele cantinho e sem preliminares, tirou minha calcinha e guardou no seu bolso, para guardar de lembrança minha, eu na mesma posição anterior penetrou meu cuzinho tão gostosamente que nem senti dor com a sua penetração vigorosa, muito excitada eu gemia sem pudores, sendo sodomizada por sua vara deliciosa, atingi vários orgasmos que faziam meu corpo todo formigar, além de me deixar molezinha, de repente o Paulo acelerou ainda mais suas metidas e gozou muito forte dentro de meu rabo, dessa vez percebi que muito de seu esperma que saía de meu rabo totalmente saciado, escorreu pelas minhas coxas, enquanto recuperava meu fôlego, levei um susto ao deparar com outros cinco homens devorando-me com os olhos, eu pelada e toda melada de porra, Paulo rapidinho apresentou-me aos seus amigos, João, Antonio, Luis, Gerson e Pedro, trabalhavam na casa de shows e estavam de olho em mim fazia um bom tempo.

Rapidinho eles tiraram as roupas e exibiram para mim suas ferramentas duríssimas prontas para a ação, um deles deitou no sofá e fez eu cavalgá-lo, parando o tempo suficiente para o outro penetrar meu cuzinho, enquanto o outro me servia seu pau deliciosamente duro e quente para eu chupar, assim com três paus me fodendo ao mesmo tempo liberei meus instintos mais selvagens, chorei, gemi, gritei de prazer, unhei as costas deles, perdi a conta de quantas vezes gozei, sendo preenchida com suas cargas de esperma, tão logo um deles gozava em mim outro pau já me penetrava, sei que todos eles me comeram minha xana e o meu rabo pelo menos uma vez, e vários deles gozaram também em minha boquinha sedenta de porra, depois de horas finalmente saciados eles se retiraram, deixando-me apenas com o Paulo, tomei uma ducha no pequeno banheiro, vesti apenas o vestido e me encontrei com meu corninho que já estava aflito com meu sumiço, no caminho para nossa casa contei-lhe tudinho o que tinha me acontecido e terminei chupando seu pau duríssimo de tesão engolindo seu esperma todinho, já que minha xana e meu cuzinho estavam esfolados e ardidos de tanto serem fodidos pelos meus machos deliciosos.

carlasapphys@gmail.com

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4