Marido corno assisti sua mulher com dois machos

Aqui estamos mais uma vez, somos o casal Jony e Shirley, ambos na faixa dos trinta anos, realmente casados, liberais e gostamos muito de sexo, eu sou corno manso assumido, adoro ver ela em ação, ela é muito safada, adora ser puta e me cornea sempre, estamos juntos há mais de uma decáda e em todos esses tempos fizemos várias amizades que resultou na realização de muitas fantasias sempre respeitando os limites de ambos com sigilo, higiêne, respeito e segurança, alguns desses amigos fizeram parte das nossas fantasias em apenas um único momento e depois nunca mais os avistemos, outros iniciaram uma amizade através da internet e hoje moram em cidades de até 500 Km de distância da nossa e uma pequena parcela de amigos moram em nossa cidade pois é dificil achar pessoas de confiança com personalidade compativel com a nossa para realizar fantasias, mesmo assim, eu e a Shirley já fizemos muitas fantasias, depois nós dois sentamos os dois juntinhos, documentamos tudo e escrevemos esses contos, adoramos fazer isto, já temos vários relatos publicados nesse site e estamos preparando mais alguns para serem divulgados incluindo este, é que nós ainda estamos escrevendo as fantasias que fizemos quando ainda não tinhá-mos o hábito de escrever contos em sites por isso temos muitos relatos para escrever que aconteceram conosco em todo esse tempo que estamos juntos, no mês de abriu 2011 completamos 14 anos de convivência, sexo, loucuras e fantasias. Na nossa cidade, nos consideramos um casal de sorte, nossas amizades seletivas inclui um casal liberal que sempre praticamos swing/menage e também alguns amigos amantes que tranzam com ela na minha frente, desses amigos apenas um pensa que eu não sei de nada, o Sr. Fernando ( Patrão da Shirley ).

O relato de hoje é para contar como foi a iniciação dele tranzando com ela na minha frente e depois a primeira vez dela com dois caras ao mesmo tempo. Eu vou contar em duas etapas. 1ª Etapa- Já faz um tempo que eu sei que a Shirley, minha mulher, tranza com o Sr. Fernando, seu patrão, ela mesma me contava, a maioria das vezes que ela saía com ele chegava em casa toda sorridente, olhar brilhante, eu esperava ancioso pra saber de tudo, mal ela chegava e já ía me contanto como tería sido a tranza com o seu patrão, eu escutava tudo chupando sua buceta úmida que havia acabado de ser comida e depois agente tranzava gostoso, depois de um certo tempo, eu pedi a Shirley para que toda vez que ela saísse com Sr. Fernando fosse aos poucos tentando convencer ele a tranzar com ela na minha frente pois eu adoro ver ela em ação e também por que nós estávamos procurando uma outra pessoa para que futuramente junto com seu primo Bruno, pudéssemos realizar a minha fantasia de ver ela com dois caras ao mesmo tempo, essa tarefa de convencer o Sr. Fernando a tranzar com ela na minha frente não foi fácil, a Shirley, minha mulher, aos poucos conversou com ele várias vezes sobre o assunto mais Sr. Fernando era um pouco tímido e tinha medo das minhas reações, dizia que não tinha coragem e se negava a acreditar que tudo fosse real, foi preciso a Shirley abrir o jogo e dizer que desde o inicio eu já sabia de tudo que acontecia entre eles dois, que eu sentia prazer em saber e mais ainda em ver minha mulher com outro homem, a Shirley foi mais ousada e deu o número do meu celular para o Sr. Fernando e disse a ele que se tivesse alguma dúvida poderia ligar diretamente pra mim, depois disso, Sr. Fernando acreditou um pouco mais na minha mulher e depois de uma semana ligou pra mim perguntando se era realmente verdade a proposta que a minha mulher lhe tinha feito, eu confirmei tudo e ele gostou da idéia se dizendo estar muito curioso, então tratamos de sair os três juntos para um baile de forró que aconteceria na noite seguinte, na hora combinada ele chegou na nossa casa e fomos pro baile nós três juntos no carro do Sr. Fernando, chegando lá sentamos em uma mesa e começamos a beber, depois de várias horas nós já estávamos meios altos devido a bebida, foi quando Sr. Fernando convidou a Shirley,minha mulher para dançar, os dois dançavam agarradinhos e eu fui ficando de pau duro, depois disso, eu convidei o Sr. Fernando e a Shirley para sair daquele lugar e ir para um local onde nós pudéssemos ficar mais a vontade, eles concordaram e nós três fomos em direção ao estacionamento onde estava o carro, chegando lá, Sr. Fernando me pediu para eu dirigir pois ele havia bebido um pouco, em seguida entrou no carro no banco de trás, a Shirley perguntou se poderia ir também no banco de trás para ir conversando com o Sr. Fernando e foi logo entrando, eu dei partida no carro e saímos, em poucos instantes os dois já estavam no maior amasso, eu dirigia de pau duro e de vez enquanto olhava para trás para ver o que estava acontecendo e via os dois se esfregando e se beijando então tratei de levar todos até o motel.

Chegando lá eu estacionei o carro na garagem da suíte e fui baixar a cortina, quando retornei os dois já estavam em pé escorados no capô do carro, Sr. Fernando levantou a blusa da minha mulher e começou a tocar nos seus seios, eu abri a porta da suíte e convidei os dois a entrarem, mal eu fechei a porta e os dois caíram em cima da cama se beijando, aos poucos foram tirando suas roupas até ficarem completamente nus, eu retirei minha roupa e me sentei em uma cadeira próximo da cama, Sr. Fernando e a Shirley estavam muito excitados e faziam de conta que eu não estava ali e começaram a tranzar, a Shirley se abaixou entre as pernas do Sr. Fernando e começou a chupar seu pau até ele ficar completamente duro, em seguida, ele pediu a ela que virasse ao contrario pois queria chupar sua buceta, logo logo os dois estavam se chupando fazendo uma meia nove gostosa, depois de alguns minutos, eu peguei uma camisinha e dei para a Shirley que tratou logo de vestir no pau do Sr. Fernando, depois disso, ela foi pra cima dele, encaixou sua buceta no pau dele e começou a cavalgar, nesse momento eu assistia a tudo batendo uma punheta, depois disso eles mudaram, a Shirley saiu de cima dele e ficou de quatro em cima da cama, ele se ajoelhou por trás dela, enfiou seu pau na buceta dela e começou a meter, a Shirley gemia de tezão me chamando de corno e pedindo pro Sr. Fernando meter tudo dentro da sua buceta, Sr. Fernando estava adorando e vibrava com tudo que estava acontecendo, depois de vários minutos os dois resolveram gozar, ela se deitou na cama e ele foi pra cima dela, abriu suas pernas e enfiou de uma vez seu pau dentro da buceta dela ficando somente as bolas do lado de fora, em seguida ele começou a meter forte pulando em cima dela, não demorou muito e os dois gozaram juntos e eu também gozei batendo minha punheta.

Depois de tudo, a Shirley foi tomar banho e eu fiquei conversando com ele, Sr. Fernando disse ter gostado muito da experiência e perguntou do que mais agente gostava de fazer ou fantasiar, eu respondi que há muito tempo tinha vontade de ver a Shirley, minha mulher, tranzando com dois caras ao mesmo tempo mas isso nunca foi possível pois só havia conseguido uma pessoa para tal feito e faltava uma segunda pessoa de confiança para que tudo pudesse acontecer, também disse a ele que já cheguei a fazer uma Dp nela juntamente com seu primo mais ver ela em ação com dois caras ficou mesmo só na minha imaginação, em seguida, Sr. Fernando me perguntou se a minha mulher topava fazer uma Dp com ele, eu disse a ele que já havia conversado com a minha mulher sobre o assunto e ela ficou interessada, ela também me disse que as poucas vezes que teve a sua disposição dois paus ao mesmo sentiu uma sensação gostosa e gozou feito uma louca, como ela havia concordado só faltava agora achar as pessoas certas e nós contávamos com ele e o Bruno primo dela pois ele já tranzava com ela há algum tempo, em seguida, Sr. Fernando concordou na hora e disse que nós poderíamos contar com ele para realizar essa fantasia, em seguida a Shirley chegou e eu falei pra ela que o Sr. Fernando topou fazer uma Dp nela juntamente com o seu primo Bruno, a Shirley gostou e disse que queria realizar essa fantasia o mais breve possível e combinamos que quando tudo estivesse programado agente o avisaria, depois disso, nos vestimos, pagamos a conta, pegamos o carro e fomos pra casa. 2ª etapa- O tempo foi passando até chegar o dia do aniversário do nosso casamento, eu e a Shirley fomos pessoalmente convidar o Sr. Fernando para tomar umas cervejinhas com agente em nossa casa, no ato do convite ele perguntou quantas pessoas estariam presente em nossa casa e nós respondemos que era apenas uma comemoração simples, que nós não convidamos ninguém além dele e do Bruno primo da Shirley, Sr. Fernando entendeu tudo e gostou da idéia confirmando que estaria presente. Marcamos tudo para o domingo de manhã e pedimos a ajuda do Bruno para ajudar a realizar a nossa fantasia. Chegado o dia e hora combinados o Sr. Fernando chegou, trouxe consigo uma garrafa de wisk importado e um presente para a Shirley, ela agradeceu o presente e nós fomos para a sala, colocamos um som ambiente, abrimos a garrafa de wisk e começamos a beber e conversar, depois de várias doses a Shirley foi tomar banho e voltou vestida em uma blusa pequenina quase transparente e uma saía curta, minutos depois ela convidou o Bruno para dançar, eu e o Sr. Fernando ficamos sentados no sofá assistindo os dois dançarem, devido ao efeito do wisk, os dois começaram a dançar escandalosamente e de vez enquanto o Bruno levantava a saía da Shirley mostrando para nós dois que ela estava sem nada por baixo, sem calcinha, eu fui ficando de pau duro e o Sr. Fernando também, Bruno foi mais ousado e começou a se esfregar na minha mulher, depois colocou sua mão por baixo da blusa dela e começou a pegar nos seios dela enquanto dançavam, nesse momento, eu baixei um pouco o volume do som, coloquei meu pau pra fora e comecei a me punhetar lentamente, Sr. Fernando não sabia o que fazer, em seguida, a Shirley retirou sua blusa e veio em minha direção, ficou de joelhos entre minhas pernas e começou a punhetar meu pau, Bruno retirou toda a sua roupa, se aproximou de nós e em pé mesmo colocou seu pau na boca da minha mulher, ela me punhetava e chupava o pau dele ao mesmo tempo, Sr. Fernando foi retirando sua roupa até ficar completamente nu, em seguida começou a bater uma punheta vendo a Shirley chupar o pau do Bruno, a safada chupava com vontade, tentava engolir o pau dele por inteiro, depois vinha em minha direção e me dava um beijo na boca fazendo com que eu sentisse o gosto da rola do Bruno em sua boca, Sr. Fernando quando viu isso se levantou imediatamente e ofereceu seu pau para a Shirley também chupar, eu me afastei um pouco e fiquei batendo uma deliciosa punheta vendo a Shirley, minha mulher, chupando aqueles dois paus duros ao mesmo tempo, ela colocava os dois paus juntos na boca, depois punhetava um e chupava o outro até os dois ficarem completamente duros, em seguida, eu peguei uma camisinha e dei pro Sr. Fernando vestir em seu pau, Bruno se sentou no sofá ao meu lado, Shirley se ajoelhou entre as pernas do Bruno e começou a chupar seu pau de quatro no chão, deixando sua bunda empinadinha, Sr. Fernando se ajoelhou no chão, por trás da minha mulher, pegou seu pau, colocou na entrada da buceta da Shirley e foi enfiando lentamente até entrar tudo, depois começou a meter, a Shirley rebolava no pau dele e chupava o pau do Bruno ao mesmo tempo, eu assistia a tudo batendo uma gostosa punheta, a Shirley olhava pra mim e me provocava dizendo;......

Tá gostoso amor ver a sua puta dando a buceta ? Olha como meu patrãozinho me come gostoso, ahahahahahahahh Mete Sr. Fernando, não pare, come minha buceta ahahahahha, me come gostoso,ahahaha Enfia esse pau dentro de mim, vaiii aahahaaha, a Shirley estava eufórica devido as doses de wisk que bebeu, Depois disso, ele resolveram mudar, ela se sentou no sofá e Sr. Fernando ficou de joelhos entre suas pernas, pegou seu pau e enfiou na buceta da minha mulher outra vez, Bruno ficou de joelhos em cima do sofá e deu seu pau para a minha mulher chupar, a Shirley dava a buceta para o Sr. Fernando e chupava o pau do Bruno ao mesmo tempo, eu assistia a tudo batendo uma punheta, depois de vários minutos nessa, agente resolveu ir para a cozinha, lá o Sr. Fernando puxou uma cadeira próximo a mesa e se sentou, a Shirley se sentou em seu colo, de costas pra ele, Bruno se sentou em cima da mesa, a minha mulher cavalgava sentada no pau do Sr. Fernando e se esticava toda para chupar o pau do Bruno, estava muito gostoso ver a minha mulher se deliciando com duas rolas ao mesmo tempo, parecia um filme pornô, depois disso, a Shirley se levantou e se deitou em cima da mesa, Sr. Fernando se levantou, se aproximou da mesa, levantou as pernas da minha mulher e meteu na sua buceta novamente, Bruno se aproximou dos dois e deu seu pau para a Shirley continuar chupando, Sr. Fernando metia tudo, deixando somente as bolas do lado de fora, a safada da minha mulher gemia alto com o pau do Bruno na boca, em seguida, me provocava mais uma vez dizendo;.....

Me come Sr. Fernando, enfia tudo, que rola gostosa você tem, arromba minha buceta na frente desse corno, ele adora levar chifre, olha amor como ele me come gostoso, a rola dele é uma delícia, olha como ela entra gostoso na minha buceta, nesse momento meu pau parecia querer explodir na minha mão, Sr. Fernando metia forte chamando a Shirley de puta safada, piranha e gostosa, a Shirley ouvindo isso acabou gozando no pau dele, depois disso, resolvemos dar uma pequena pausa e fomos para o nosso quarto, chegando lá eu me sentei na pontinha da cama, a Shirley veio e se sentou em meu colo, de costas pra mim, Sr. Fernando se aproximou de nós, ficou em pé na frente da minha mulher, retirou a camisinha e deu seu pau para a Shirley chupar, Bruno fez o mesmo, a Shirley cavalgava no meu pau e chupava aquelas duas rolas duras ao mesmo tempo, eu metia na buceta da minha mulher e assistia, bém de pertinho, ela chupando aqueles dois paus enormes, o tezão da gente estava alto, eu aproveitei o momento, retirei meu pau da buceta da minha mulher e enfiei no seu cuzinho, no começo ele reclamou que estava doendo mais depois se acostumou, em seguida, eu puxei a Shirley para trás e nós deitamos na cama, ela ficou deitada de costas em cima de mim, eu continuei comendo seu cuzinho e deixei sua buceta toda aberta para os nossos amigos, o primeiro a se aproximar foi o Bruno, ele ficou de joelhos em cima da cama e meteu seu pau na buceta da minha mulher, pronto, estavámos fazendo uma DP na minha gata, eu metia em seu cuzinho e o Bruno na sua buceta, Sr. Fernando colocou outra camisinha no seu pau e veio para próximo de nós, Bruno saíu e foi a vez do Sr. Fernando meter na buceta da minha mulher, os dois ficaram se revezando na buceta da Shirley por vários minutos, mais eu gosto mesmo é de ser corno, de levar chifre e ver minha mulher dando pra outro, então eu saí de perto deles e deixei minha mulher a vontade com nossos amigos, me sentei em uma cadeira e fiquei batendo minha punheta, em seguida, Bruno se deitou na cama e a Shirley foi pra cima dele, ela encaixou sua buceta no pau dele e começou a cavalgar, deixando sua bunda aberta e empinada para o Sr. Fernando, ele se aproximou, ficou de joelhos em cima da cama por trás dela, pegou seu pau e foi enfiando no cuzinho da minha mulher até entrar tudo, depois começou a meter, Bruno metia na buceta e Sr. Fernando no cuzinho dela, a DP parecia estar gostosa, a safada da minha mulher revirava os olhos e gritava de tezão gemendo feito uma cadela, como ela adora me provocar, a puta olhava pra mim e dizia;.....Olha amor, tenho duas picas dentro de mim, é gostoso ver a sua mulher dando o cuzinho e a buceta ?

Olha seu corno, bate uma punheta vendo esses dois machos me arrombando,ahahahahhahah, aprende como se come uma puta de verdade, quando ouvi isso o tezão foi a mil e eu me segurei para não gozar naquele momento, depois de vários minutos nessa, os três resolveram enverter a posicão e gozar, então Sr. Fernando saiu detras da minha mulher e se deitou na cama, a Shirley foi pra cima dele e encaixou sua buceta no pau dele, Bruno foi por tras dela e enfiou seu pau no cuzinho dela continuando a Dp, os dois começaram a meter forte, ficava somente as bolas do lado de fora, nesse ritmo, não demorou muito e os dois explodiram em gozo alucinante, Bruno gozou dentro do cuzinho da minha mulher enchendo ela de esperma, depois de alguns segundos, Bruno saiu de cima da Shirley e se sentou ao lado, a Shirley saiu de cima do Sr. Fernando e se aproximou do pau dele, retirou a camisinha do pau dele de uma forma que o esperma que estava dentro da camisinha caisse todinho sobre seu pau e em seguida começou a chupar se lambuzando e limpando tudo, depois disso, eu pedi ao Sr. Fernando e ao Bruno que saíssem do quarto e deixasse eu e minha mulher a sós por alguns instantes, assim que eles saíram do quarto, eu fechei a porta e fui em direção da cama onde estava a minha mulher, me aproximei dela, abri suas pernas e vi que sua buceta brilhava e saia esperma de dentro do seu cuzinho, não perdi tempo e caí de língua chupando a buceta e o cuzinho dela, adoro fazer isso, limpei tudo, suguei até a última gota, a Shirley, minha mulher, começou a se exitar de novo com a minha língua na sua buceta, ela pegava minha cabeça e pressionava contra sua buceta dizendo;.... Me chupa amor, limpa meu cuzinho e minha buceta, engole o esperma do macho que estar em meu cuzinho, ele arrombou meu cuzinho e gozou dentro dele, vai seu corno, viado, me chupa, depois de ouvir isso, eu parti pra cima da minha mulher, dei um demorado beijo de língua em sua boca com gosto de esperma, em seguida, peguei meu pau e enfiei em seu cuzinho e comecei a meter, estava muito gostoso, eu metia no cuzinho da minha mulher com vontade, ela olhava pra mim e dizia que me amava, que eu era o melhor marido do mundo, em seguida, a Shirley começou a massagear sua buceta, batendo uma siririca enquanto eu comia seu cuzinho, não demorou muito e nós acabamos gozando os dois juntos, ela gozou com seus dedos enfiado na sua buceta e eu gozei dentro do cuzinho dela, foi muito gostoso. Essa foi uma das melhores fantasias que já realizamos.

Depois de tudo, tomamos banho e fomos ficar com nossos amigos, depois não rolou mais sexo mais ainda bebemos e dançamos a tarde inteira.Neste dia, o Bruno dormiu na nossa casa, no outro dia cedo, antes dele ir embora, ainda bati mais uma punheta vendo a Shirley, minha mulher, chupar o pau do Bruno por vários minutos até ele gozar dentro da boca dela. Depois desse dia, o Bruno e o Sr. Fernando se tornaram amigos, as vezes saímos juntos com total sigilo e confiança, sempre que é possível eles tranzam com ela independente de eu estar presente ou não, depois a Shirley me conta tudo em detalhes. Esta foi mais uma das muitas que virão pois gostamos muito de sexo e fantasias, eu gosto de ser corno e ela adora ser puta, adoro bater uma punheta vendo um macho de pau duro metendo na buceta da Shirley e ela adora dar a buceta para um macho na minha frente, nós nascemos um por outro por isso não desperdiçamos nenhuma chance, estamos sempre realizando fantasias.

Até a próxima !

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 12 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4