O fim do meu namoro

Bem eu ja relatei por aqui como sou... é so procurar o conto A Tres E Melhor.
Vamos la... Esse acontecimento rolou a uns dois anos atras. Ja namorava a quase 6 meses com o Eduardo. Ele era realmente linda. Nos conhecemos na academia. Mas vou deixar bem claro que nunca pratiquei. Fui so acompanhar uma amiga. Passeando por la eu o conheci. Me chamou para a lanchonete e começamos a conversa... Conversa vai conversa vem... Ele me chamou para a sua casa e logicamente eu fui... (Não irei entrar em detalhes) Desde entao começamos a nomorar as escondidas.
[...]
Um mes de estarmos juntos, eu começei a trabalhar em uma empresa como menor aprendiz (auxiliar administrativo). Meses se foram e ja era o mes do meu aniversario. Sempre tive o bom relacionamento com os meus companheiros de trabalho, mas nao foi por isso que sai. O Eduardo nunca gostou muito de eu tralhar la. Principalmente das historias que eu contava para ele, de lá. Um dia antes do meu aniversario, eu recebi uma festa surpresa no trabalho. Deveria passar a noite com o Edu, mas nao rolou. Fui pego de surpresa com presentes e um bolo lindo. Curti muito a festa. Quando peguei no meu celular havia diversas chamadas perdidas do celular do Edu. Nesse dia o meu chefe me foi deixar em casa. Ele eh o sonho. Qualquer pessoa de bom gosto gostaria que ele fosse seu chefe.
Nesse dia ele usava um terno preto, com listas brancas finas. Uau!! Ate hoje vou a loucura quando vejo um homem vestido assim. Ele era e realmente eh lindo. Devia ter uns 1,80m, corpo malhado e forte. Suas roupas eram perfeitas em seu corpo. Destacava muito bem os seus muscolos. Um moreno claro, de cabelos negros, pele linda e o que matava todos. Um par de olhos castanho claro, quase verdes. Deixou-me em casa. Nos despedimos e tronto. Ah! o meu chefe se chamava Paulo.
No dia seguinte foi festa em casa... So deu para me encontra com o Edu a noite. Fui para a casa dele. Chegando la a primeira coisa que ele notou foi a minha calça. Ela destacava perfeitamente as minhas pernas. O que nao era de se jogar fora, principalmente o belo quadril que eu tenho. Todos ficaram me olhando. Nao consegui mais comer bolo e expliquei o motivo. Quando fomos para o quarto ele perguntou o porque de eu ter comprado aquela calça e disse que o meu chefe havia me dado... Edu nao gostou nenhum pouco. Ele disse que o meu chefe estava afim de me comer. Eu ri e dei um beijo nele.

Uma semana se passou...

Nesse dia eu trabalhei ate tarde. Iria tirar ferias e nao queria acumular trabalho quando voltasse. Nesse dia, quando me arrumava para ir embora, vi que a luz da sala do meu chefe ainda estava acesa. Fui para apagar. Quando apaguei tomei um susto quando o meu chefe disse: - Eu ainda estou aqui. Mas o que voce faz aqui? Demorei para responder. Estava em estado de choque com aquela visao. Ele estava deitado no sofa, com uma perna no chao. Aquela posição destacou o volume de sua calça. Quando ele se sentou é que voltei a mim e respondi que estava adiantando o trabalho. Dei tchau. Quando estava para ir embora ele deu um pulo do sofa e me segurou por traz. Entao pude sentir o seu penis. Ele estava meio duro, mas o volume era maravilhoso. Ele disse que nao dava mais e que estava pensando em mim. Virou-me e me beijou. Foi maravilhoso. O joguei no sofa, tirei a minha camisa e pulei em cima dele. E começamos. Ele me beijava de uma forma apaixonante e eu retribuia... Depois tirei a sua calça. Deparei-me com uma cueca box branca. Ela destacava muito bem a prefeição daquele instrumento. Botei para fora e começei a mama-lo. Ele ia a loucura. E eu amava tudo aquilo. Chupei com muito gosto, ate que ele me disse que ia gozar. Aumentei a velocidade do vai e vem e eis que sinto todo o seu jato em minha boca. Nao consegui ficar com a boca la. Alem dele ter gozado muito, seu instrumento alem de ser grosso media 21cm... Ficamos de pe, ele tirou toda a minha roupa e depois a sua. Colocou-me no sofa e começou a me mamar. Eu fui ao delirio. Depois de alguns minutos anunciei que ia gozar. Gozei. Ele engoliu tudo. Depois disso nos beijamos. Seu corpo estava por cima do meu e eis que começo a sentir a cabeça de sua pica no meu burraquinho. Ajeitei-me e ele meteu. Ai! Eu gritei. Entra metidas e saidas ficamos assim. Ele comeu de frango assado. Depois mudamos de posiçao. Começei a golotar no seu pal enquanto ele empurrava ao mesmo tempo... Ficamos assim por uns momentos. Depois ficamos de ladinho. E assim se foi... Gosei e muito no meu corpo. Ele passou espalhou o esperna com a mao e depois chupou os dedos... Ele nao disse nada. Cada vez mais ele enterrava com mais força. Depois ele simplesmente puchou de dentro de mim e gosou por todo o meu corpo. Gotas ate chegaram ao meu rosto...

Uma semana se passou...

Quis pedir demissao mas ele nao aceitou. Prometemos nao contar a ninguem e principalmente deixar que acontecesse de novo (o que nao aconteceu). Nao aguentava mais.
Chamei o Edu para uma conversa e contei tudo o que havia rolado. Ele nao acreditou. So nao me chamou de santo. Quis me dar uma tapa, mas teve coragem. Terminamos e Nunca mais nos falamos...

passivodmanaus@hotmail.com

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
8 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4