Luana: a aluna safadinha!

Olá, meu nome é Luana e que o que escrevo abaixo aconteceu realmente.
Tenho 19 anos, resido em São Paulo-capital, falarei apenas isso, porque poderão reconhecer a mim e ao meu Senhor. Gosto demais de um professor chamado Srº Antonio, carinhosamente chamada de Prof. Antonio pelos alunos da escola. É um coroa muito bonito, charmoso e com uma voz firme que mexe com a gente, sonho com Ele direto me possuindo e acordo molhadinha acreditem.
Certo dia na escola eu estava de péssimo humor e o provoquei, acabando por discutir com o meu querido professor sem razão alguma, mas sei que o deixei uma “pilha de raiva”. Ficou muito furioso comigo, acho que se pudesse me daria uns tabefes na hora e, logo depois acabou indo embora. Isso ocorreu na quarta-feira logo de manhã. O resto da semana Ele ignorou-me, nem sequer olhava para mim, e eu estava totalmente aflita e não sabia como pedir perdão a Ele pela minha infantilidade.
No sábado próximo houve uma festa da faculdade, em que todos estavam presentes, o corpo docente: diretoria, professores e auxiliares dos diversos setores da faculdade e ainda nós, alunos. A festa transcorria normalmente, sem nada demais a acontecer, quando por volta da 01,00 hora da madrugada, Ele veio na minha direção, fiquei dura, não sabia como reagir e me puxou para perto D’Ele com força e disse: “luana daqui a pouco vamos sair juntos, precisamos conversar e você vai dormir na minha casa hoje! Conversa bem séria”, eu perguntei: “porque”…. Ele respondeu: “não faça perguntas, apenas obedeça senão vou te “lascar” nas notas….”. Senti um frio na coluna, um arrepio pelo corpo todo e foi o que fiz: obedeci, pois estava com medo que Ele desse mesmo uma nota baixa e acabasse ficando com a matéria novamente para o próximo ano, carregando em dependência e, fora isso achei que era uma boa oportunidade de resolvermos nossa situação que gerou briga e reatarmos a amizade…. Mas uma coisa tem que ser falado a vocês, quando Ele conversou comigo, falou de uma forma enérgica, bem autoritária e confesso que gostei de ter recebido ordens… Não sei como, acabei ficando bem excitada, rsrsrsrs….
Quando deu o horário Ele me chamou, fui até seu carro, e durante o caminho até sua casa não abriu a boca….estávamos um pouco alto pela bebida da festa….Chegando em casa o professor foi subindo até seu quarto e eu fui na frente como me foi mandado…. Quando chegou à porta do quarto, outra vez enérgico, falou-me: “luana ajoelha! Aqui no meu quarto você é uma vadia e só vai andar ajoelhada….”…Eu pensei que estivesse brincando e dei risada….Isso deixou-o irritado, em seguida pegou meu braço, torceu com força e que fez com que Eu ajoelhasse sozinha… então disse-me: ” Eu não estou brincando sua vadia….acho bom você fazer tudo que EU mandar…será melhor pra você….” Dizendo isto me deu um tapa na cara bem forte….. Não esperava a reação que tive: comecei a sentir muito tesão e medo ao mesmo tempo…. Eu estava gostando de ser dominada pelo meu professor….
Mas resolvi obedecer tudo que Ele mandava…. Então fui andando ajoelhada até o lugar que Ele ordenou, onde ele me deu outro tapa na cara, desta vez bem mais forte e disse: “luana você é uma cadelinha!! Ta ouvindo?? Vadia ….” Eu apenas respondi: “Sim, senhor”…
Então ele mandou-me ficar de quatro em frente à poltrona que ele sentou, Esticou os pés sobre minhas costas e ficou durante algum tempo…. Que sensação maravilhosa, ser assim tratada!!! E continuei lá de quatro servindo de apoio para meu Senhor, apenas esperando a próxima ordem.
Depois de uns trinta minutos nesta posição, mandou-me ficar de joelhos e disse: “luana agora você vai chupar meu pau, como uma vadia….!….” Tirou-o para fora e que delícia que era: grande e grosso!! E muiiito bonitoo… A essa altura meu tesão era enorme…. Estava sendo a putinha do professor e ainda iria chupar seu pau delicioso, que sonhava há tanto tempo….Antes de chupar, ele me deu uma surra com uma régua de madeira, dolorida - batia forte na minha bunda e na cara e, xingava-me de tudo quanto era nome, entre eles: putinha, vadia, safada, cadela, etc.... e sabem que estou gostando e muito, rsrsrsrs.
Em seguida mandou-me suplicar pelo seu pau: eu o fiz…implorei que ele deixasse chupar aquele belo exemplar.. Que delícia de pau…. ele me segurava pelo cabelo e enfiava-o inteiro na minha boca…e me deixava quase engasgar….Ele que coordenava o que eu fazia…. Eu era apenas a sua escrava….. Ele começou a foder minha boca com força…..Tirou o pau e gozou muito no chão do quarto….e disse: “luana agora você vai limpar tudinho com a língua!! Se ficar uma gota no chão vai apanhar, sua putinha” e dizendo isso me deu outro tapa forte na cara! “Sim Senhor” respondi.Eu limpei tudinho com a boca…. engoli todo o gozo que meu Senhor jogara no chão. Enquanto isso Ele foi no banheiro…..
Quando voltou mandou que eu Ficasse de quatro na beira da cama…. obedeci e Ele começou a esfregar-se no meu cuzinho…Eu gemia de prazer, mas me batia mandando eu calar a boca…. De repente Ele começa a enfiar o pau em mim com força e me xingar muito…. Eu sentia muita dor, fazia tempo que não tinha mais penetração anal, sem a prática estava doendo, mas ao mesmo tempo a sensação era maravilhosa, difícil de explicar…. Senti seu membro esquentando.. Pegando fogo.. Ele foi enlouquecendo e eu também.. já não víamos nem ouvíamos mais nada.. o mundo se fechou ali naquele momento…que delícia...possuiu-me, eu era D”Ele.
Depois de usar meu traseiro, ele repetiu o ritual, mas agora na minha xaninha. Falo a vocês, que penetração deliciosa, difícil de descrever, apenas falo que nunca tive um homem como Ele e, gozou tudo no chão outra vez e, mandou-me limpar com a boca….Eu obedeci rapidamente a ordem do meu agora DONO….Depois disso me deu uma seqüência de 3 tapas fortes na cara, apertou meu rosto e disse: ” você gosta de ser judiada cadelinha?!!” “Sim Senhor” respondi. Disse isso e deitou em sua cama e acabou cochilando….e eu fiquei lá na poltrona a noite toda, batendo siriricas lembrando da noite incrível que estava tendo, e com dor no cuzinho por ter sido arrombado por meu Senhor…..
De manha, quando Ele acordou era outra pessoa… estava muito legal e disse: “Bom dia luana, não consigo lembrar de nada que aconteceu ontem….” Era obvio que Ele estava mentindo, mas achei melhor concordar e também respondi: “É professor, bebemos muito, também não me lembro nem como cheguei aqui….” e Ele respondeu: ”luana o importante é que reatamos a amizade….”
Levantei-me, disse tchau e fui embora pela rua meio tonta, meio sem acreditar no que havia feito. Mas com uma sensação de que seria um momento único, inesquecível e foi mesmo.. e creio que Ele também não deixará de recordar os nossos momentos, embora tenha se mostrado “esquecido” na manhã seguinte, rsrsrsrs
Nos dias que se seguiram, na faculdade, o professor me tratou com naturalidade e nunca mais tocou no assunto…. Mas esta noite vai ser relembrado de que sou sua cadelinha, pois vou atrás D’Ele e com certeza se lembrará de tudo…..rs
Se desejar receber outros contos de minha autoria, entre em contato através de meu e-mail: dom_grisalho@hotmail.com
 
 
– ficarei satisfeito por poder mostrar-lhe meus trabalhos.

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4