Depois de uma discussão no trabalho

Me chamo Junior e trabalho no departamento comercial de uma grande empresa, tenho 1,80 de altura peso 70 kilos, sou moreno, olhos castanhos escuros, sorriso encantador e uma bunda modéstia a parte gostosa, Bom ressaltei que trabalho no comercial de uma grande empresa porque foi por conta disso que todo aconteceu, no meu trabalho usamos calças e camisas sociais, por conta do cargo que ocupamos enfim vamos a historia.
 
Era uma segunda feira de setembro, eu como de costume cheguei ao meu trabalho e fui ver as cotações da bolsa, pois nesse dia fecharíamos alguns contratos de venda de soja e eu deveria travar o preço do contrato na bolsa, eu tenho 21 anos de idade, mais já estou nessa empresa há dois anos e graças a alguma força superior misteriosa tudo vem dando certo, mais nesse dia o encarregado do setor de commodities um cara chamado Rogério, um típico gatão de meia idade, tinha 1,85 de altura, pesava uns 90 kilos, branco, com uma entrada na cabeça e cabelo apenas na lateral já meio grisalho, tem 46 anos é solteiro e mora sozinho na cidade, ele veio de São Paulo para coordenar o setor de commodities, enfim nesse dia, estava eu terminando de redigir o contrato a termo ele me entra na sala me dando ordens dizendo que eu deveria fechar esse contrato em no Maximo 10 minutos, pois muito dinheiro estava em jogo, e que ele achava que as cotações iriam cair até o final do pregão eletrônico.
 
Como se não basta-se o fato de ter gritado comigo, coisa que eu odeio, ainda estava completamente errado pois o comportamento do pregão indicava que seria totalmente o contrario, e que fecharíamos com saldo extremamente positivo, enfim discutimos feio na sala pois eu nunca fui de ouvir desaforo calado, ainda mais quando eu estava certo, terminei de fazer o contrato a termo, validei ele e não travei o preço, quando fomos ao refeitório, eu me sentei no mesmo lugar de costume, ele ficou umas três mesas a minha frente porem de frente para mim, e ficava me olhando com cara de mal, e comentando alguma coisa com a pessoa que estava do lado, bom eu sabia que não deveria ter um coordenador da empresa contra mim, ainda mais sendo alguém de um setor que é totalmente correlacionado ao meu, esse sentimento de desamor ficou me corroendo todo o horário de almoço comecei a me questionar se realmente o melhor não seria fazer o que ele me mandou, mais decidi seguir meus instintos.
 
Voltei do almoço, no meu departamento sou eu e mais três mulheres que compomos o setor, sendo que eu sou responsável pelo mercado externo, quando nos aproximávamos das 16:00 eu resolvi travar o contrato e por sorte, consegui um preço relativamente mais alto que o vigente ate a hora do almoço, aquilo pra mim foi como ganhar um troféu que eu poderia esfregar na cara do Rogério toda vez que o visse nos corredores da empresa, consegui um preço acima da média no contrato de valor mais alto da nossa unidade. A semana passou, e ele sumiu de mim, na sexta feira, quando íamos embora, fui ao estacionamento e meu carro estava com o pneu murcho, já era tarde da noite por volta de 21:00 estavam poucas pessoas no escritório, eu sempre fui uma negação com essas coisas, eu me considero um cara passivo, mesmo não sendo afeminado, nem tendo jeito de gay, eu não sei trocar pneu, não jogo bola, tenho medo/nojo de barata, aranha, lagartixa, perereca e afins.
 
Mais como a vida age de forma misteriosa, por sorte o Rogério apareceu, e vendo meu desespero se ofereceu para trocar meu pneu, enquanto realizava os procedimentos de troca de pneu conversamos um pouco, ele sem se desculpar me disse que eu tinha razão e que consegui um ótimo preço para o contrato, e me disse – Gente um homem que não consegue trocar um pneu de carro que vergonha Junior, eu em minha defesa disse já com ar de sacanagem – Posso não saber trocar pneu mais tem muita coisa que sei fazer e faço muito bem, nem vi quando dei essa resposta, eu fiquei chocado comigo mesmo, nunca fui atirado mais eu queria ele, ele deu uma risada e disse ta certo, terminou de trocar meu pneu, e me perguntou se eu tinha planos para noite disse que meus planos eram assistir a filmes, ele então me chamou para tomar uma cerveja, eu argumentei dizendo que não bebia, ele então me disse algo que adorei – Mais eu bebo e alguém tem que me levar para casa, quando cheguei ao restaurante fiquei um pouco desanimado haviam varias pessoas do trabalho, mais fiquei surpreso pois a noite se revelou ótima, foi muito bom sair com pessoas que geralmente não seriam do meu convívio.
 
Em certo momento da noite um dos funcionários dele, começou a questionar a sexualidade dele, mais sempre em tom de brincadeira, ele disse – Uai chefe o senhor todo coroão, não tem namorada, mora sozinho, não da moral pra nenhuma das meninas da empresas, Não sei não viu! O Rogério riu e comentou, você ta por fora comigo, sou do tipo que come quieto, já to dando bote em uma pessoa ai que vocês não fazem nem idéia, e concluiu a frase olhando para mim, fiquei muito cor de tanta vergonha que senti, mais me senti o ultimo pedaço de carne do açougue, do tanto que eu achei bom, no fim das contas o Rogério nem bebeu, quando íamos embora, foi cada um no seu carro, quando cheguei na minha casa, recebi uma mensagem que dizia – “A noite não saiu como eu esperava, mais hoje tive a certeza que realmente é isso que eu quero. Ass- RMAF” essas eram as inicias do nome dele, fui dormir pensando em um monte de insanidades, planejei casamento, nome de filhos e ate o envelhecer juntos no sonho, ou seja, fiquei muito ansioso.
 
No outro dia de manha era sábado e eu não trabalharia logo pela manha o Rogério me telefonou, sem mentira nenhuma conversamos por quase três horas, mais também foi esclarecedor, ele me contou tudo sobre ele, não disse hora nenhuma que ele tinha me mandado a mensagem anterior e muito menos que me queria como parceiro, mais do meu ponto de vista tudo isso ficou subentendido, ele estava na empresa terminando uns fechamentos, depois de conversarmos, fui ao mercado, lavei meu carro, quando estava terminando de organizar minha casa, toca uma buzina na porta, eu vou ver é ele, que ta na porta abri o portão ele entrou, quando entramos em casa antes que eu pudesse dizer um oi ele me deu um beijo que foi O BEIJO, sempre tinha ficado com caras mais novos tipo da minha idade, mais mal sabia eu o que estava perdendo, foi excelente o beijo mais gostoso que havia ganhado ate aquele momento, eu não beijei ele e sim fui beijado, a língua dele percorria todos os cantos possíveis da minha boca enquanto ele imprensava o corpo dele contra o meu e passava a mão na minha bunda, era incrível a experiência que ele tinha, minha pernas se estremeciam a cada toque ele me dava e ele via minha excitação pela minha respiração ofegante e gemidos abafados, ele então disse ao meu ouvido – Vou te ensinar a bater de frente comigo, desde que você fez isso eu fiquei doido em você e na sua bunda, nem to me concentrando direito, vou te mostrar como um homem de verdade faz, e começou a mordiscar minha orelha ate com certa força o que evidenciava ainda mais a sua masculinidade, eu sentia seu membro rijo no meu abdômen e fiquei curioso e com medo ao mesmo tempo para saber logo de uma vez o que me esperava.
 
Ele me olhou nos olhos e disse – Onde fica nosso quarto, ele realmente dizia tudo que eu queria ouvir, e na minha cabeça eu só pensava, em como não tinha encontrado com esse homem antes, quando entramos no quarto ele se despiu sem pudor nenhum, o corpo dele é peludo na medida certa o peitoral bem definido que fica ainda mais másculo com os pelos era tudo muito uniforme fiquei tão hipnotizado pelo peito e abdômen que quase me esqueci de olhar para a “área de lazer” até agora é o pau mais bonito que já vi, não é exagerado mais gostoso na medida, tem 16 cm, porem muito grosso e retinho e combina perfeitamente com o corpo e rosto, o conjunto da obra é muito harmonioso, ele ficou nu de pau duro me olhando eu de forma muito tímida comecei a tirar minha camisa, ele com um sorrisinho safado disse – Não precisa ter vergonha de ficar nu na minha frente, na minha cabeça já sei exatamente como você é, concluiu sua frase vindo de encontro a mim, me empurrou na cama, e tirou minha calça junto a cueca em um único puxão fiquei muito envergonhado, mais uma vez fiquei color block de tanta vergonha, mais já que tava na chuva mesmo, tinha mais é que me molhar, quando eu vi que ele vinha pra cima de mim respirei fundo e me entreguei a ele, a cada beijo que ele me dava meu corpo arrepiava o toque o olhar dele tudo me deixava muito excitado de pau muito duro, ele começou a me punhetar de forma muito gostosa apertando meu pau e socando ele contra minha virilha era muito gostoso, mais surpreendentemente ele não me chupou, e sim mandou que eu chupa-se ele, eu por minha vez, obdeci mais do que depressa, ele se deitou na cama e ficamos em 69 eu por cima e ele por baixo.
 
Ele é muito macho, um espécie raríssimo de ser encontrado, enquanto estávamos no 69 pensei que ele fosse me chupar mais não, enfiou o dedo na minha bunda, em certos momentos eu sentia a língua dele deslizar na minha dunda, enquanto eu o chupava e o pau dele pulsava na minha boca, e sentia aquele liquido Zinho que sai da glande para lubrificar, mais mesmo assim não parava de chupar o pau é muito gostoso, continuando... depois da sessão maravilhosa Oral, passamos para parte de penetração ele me pediu para ficar de 4, colocou uma camisinha e sem lubrificar empurrou aquele membro para dentro de mim, no começo senti muita dor, ele então disse – Fica quietinho que a dor passa, afinal você mesmo disse que algumas coisas, você faz muito bem, e eu espero que essa seja uma delas, então eu fiquei quietinho e ele começou a literalmente fuder minha bunda, me dava tapas que ecoavam no quarto e bobava me puxando pelos quadris, é inegável dizer que não gostei, ele faz isso muito bem, depois de bombar de 4 ele se deitou sobre mim, e mais uma vez me fudeu eu senti que ele gosta de dominar a situação, e ele não gozava, por fim minhas pernas já estavam dormentes, e minha bunda estava quente de tantos tapas e bombadas, eu já tinha gozado duas vezes, quando ele finalmente anunciou que gozaria eu achei mágico pois já não agüentava mais, ele então tirou seu pau de dentro de mim mal tirou a camisinha e gozou na minha bunda/pernas/ costas, mesmo não vendo a porra dele, senti que ele tinha gozado muito, por causa dos urros dele enquanto tos jatos de porra saiam, depois de me dar um banho ele se deitou por cima de mim, esgotado, e ficou dando mordidinhas na minha nuca, e esfregando seu corpo no meu, eu mais que depressa propuz um banho antes que ele recuperasse as forças e quisesse um 2º Round, afinal eu não conseguiria mesmo uma segunda rodada seguida.

 

Tomamos nosso banho, e depois assistimos a um filme na minha casa ele me contou mais sobre a vida dele, me disse que tinha uma filha que era mais velha que eu por sinal e que ninguém sabia desse desejo homossexual dele, mais que a partir do momento em que ele tivesse comigo eu poderia me tranqüilizar que ele não me trairia nem com homem, muito menos com mulher achei ótimo ouvir aquilo prometi o mesmo e assim começamos um tímido namoro regrado a varias fodas animalescas e discussões tórridas no trabalho por conta de fechamento de contratos e metas de produtividade.

 
Se alguém quiser ser meu amigo virtual, deixa o MSN nos comentários que eu adiciono.

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

adorei

adorei

Mauricio-oliveira97@hotmail.c

muryell01@hotmail.com

msn

Me exitei com seu conto me acc ai gabriel_aguiar1456@hotmail.com

Ai adorei seu conto muito

Ai adorei seu conto muito lindo.

Rafaelclemente36@hotmail.com

contos

Msn

Nossa! Uma ótima história adorei
gildanne1@hotmail.com

Muito bacana

Gostei, esse konto é muito bom
joseeletriko54@hotmail.com

me add, quem quiser, pra

me add, quem quiser, pra gente fazer muuuuuuuuuuita sacanagem no msn ... nescau_rj@hotmail.com ; )

Msn

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
7 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4