Bisexuais: culpados ou inocentes

A bissexualidade é antiga. Nasce com todos nós. Todo ser
nasce de uma célula masculina e outra célula feminina e esta bissexualidade,
tanto física como psíquica, perdurará pela vida inteira. O sangue de todo homem
contêm hormônios femininos e o de toda mulher, hormônios masculinos.


Em nossa essência carregamos, em doses variáveis, algo
do masculino e muito do feminino, algo do feminino e muito do masculino ou ainda
temos um equilíbrio entre os dois.


Como possuidores que somos, deste masculino e
feminino, temos atração por coisas masculinas e feminas. Estas coisas poderão
ser objetos, qualidades ou pessoas. Somos, enquanto seres humanos, possuidores
de uma amplitude gigante de possibilidades. Nascemos para acertar e para sermos
felizes, mas infelizmente isto nem sempre é o que acontece.


Devido a preconceitos que nos são ensinados,
continuamos reproduzinho estigmas que nos limitam a ser de um jeito único e
robotizado. O menino continua não podendo usar rosa e sai de perto se a menina
não brincar de boneca. Está certo que as coisas estão mudando, mas é incrível o
número de pessoas e pais, principalmente, que ainda pensam deste
modo.


Passando para a sexualidade e para a orientação do
desejo particular de cada indivíduo, a situação complica ainda mais. O sexo e a
sexualidade ainda são tabús, por mais que digamos o contrário. Quando nascemos,
se temos "pintinho", já nos cobram que o desejo e o objeto deste desejo, que
ainda nem sonhamos em ter, seja uma mulher. O contrário também é estipulado
ainda no nascimento, embora a mulher ainda possa não ter objeto de desejo, que
aceita-se sua condição. O menino, se não tiver desejo e não tiver vocação
religiosa para servir a Deus, "cruz-credo"!


Assim, vamos sendo podados e limitados. Vão dizendo o
que podemos e não podemos, em nome das regras societárias. Vão moldando-nos como
barro, não se importando com nossos reais sentimentos. Sentimentos estes que
também serão moldados, conforme o desejo de nossos pais, professores e da
sociedade em que vivemos.


E cada vez mais ficamos distantes da nossa real
felicidade. De tanto nos moldarem, já não somos mais nós mesmos. Já nem sabemos
mais quem somos. Quanto mais, o que queremos e desejamos. Pobres seres humanos
que somos!


Vamos abrir nossos horizontes, exterminar com as
fronteiras que nos foram impostas e sermos finalmente nós mesmos. Vamos viver e
deixarmos viver. Livres, como sempre deveríamos ser. E quanto ao nosso desejo e
aos objetos de nosso desejo, que sejam tão livres quanto nós mesmos. Que
possamos amar quem nos ama e que consigamos ser recíprocos neste sentimento,
seja por tesão, afeto ou amor.

 


Maite Schneider
http://www.casadamaite.com
casadamaite@gmail.com

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Bisex - resposta p / xsilva

Olá amigo...
Apreciei muito seu comentário e também fantasio há tempos estar com outro e viver essa experiência.
Mas o que nos inibe muito é justamente encontrar alguém nas mesmas condições, ou seja, casado e que não
queira nada além de uma amizade gostosa entre 4 paredes e cada um saiba viver e seguir sua vida, sem misturar
as duas coisas.
Quem sabe um dia encontramos um amigo/parceiro confiável e com as mesmas fantasias e assim vivermos
essa deliciosa fantasia.
Abraços...

bissexualidade

Sou casado e pai de dois filhos. Durante nossas transas, minha mulher beija, lambe e enfia um ou dois dedinhos no meu ânus, o que deixa meu tesão a 1000. Nunca transei com um homem, mas, confesso, que tenho vontade. O que me chama atenção no homem é seu pênis, seu peito e sua bunda. Tenho vontade de chupar um pênis e ser chupado, bem assim lamber o ônus e também ter o ânus lambido. Ainda não tive coragem de me abrir para minha mulher, embora acho que ela desconfie, diante do meu tesão quando ela penetra seus dedinhos no meu ânus. Acredito que não terei coragem de contar à ela e por isso estou decidido a transar com um homem às escondidas. O problema como conseguir isso sem levantar suspeitas, já que vivemos numa sociedade conservadora, sobretudo por eu ser uma pessoa muito conhecida e bem relacionada na sociedade. Gostaria de manter contatos com pessoas que possuem o mesmo desejo e dificuldade para amizades e, quem sabe, um possa ajudar ao outro. (xsilvasouza@gmail.com)

Simmmmmm

Acho que nunca vi uma explicação tão boa para o fato de todo ser humano ser bissexual, sempre tentei explicar essa ideia mas não achava a forma correta de me expressar, obrigada ajudou muito rs

SOBRE O QUE VC FALOU DOS SEUS DESEJOS

Sempre senti o mesmo que voce, minha mulher durante algum tempo, gozava esfregando a bucetinha dela na minha bunda e eu adorava, fantasiei muito com ela e outro homem, (ela nunca topou, apesar de sair com outros, nos permitimos isso). Hoje ja saí com homens (2 apenas) e um travesti, adorei, amo ser penetrado e continuo dorando as mulheres e suas xaninhas deliciosas, e outra coisa, não consigo ser ativo com homem, sou totalmente passivo

bixesual quer conhecer outro igual

Ola , sou homem casado pai de 2 filhos lindos que Deus me deu , Adoro , Amo, Tenho muito tesao por mulheres e suas bucetinhas deliciosas, porem eu tenho esse tipo de problema, fico com a conciencia pesada, minha esposa ja beijou, lambeu e enfiou 2 dedos no meu anus, ela literalmente me comeu, e eu adorei, amei gozei muito... porem tenho vergonha de pedir ela fazer isso novamente.... tenho muita vontade de ter uma experiencia bisexual com um homem , chupar um pau e enfiar um,dois dedos no seu cuzinho enquanto eu o chupo e vice versa. vou mais longe... fantasio fazer sexo com minha esposa com mais um homem bi fazendo de tudo inclusive eu fazendo um 69 com ela por cima , eu lambendo seu clitoris e um amigo comendo sua bucetinha e eu vendo bem de pertinho e se escapasse eu iria abocanhar o penis e enfia-lo novamente nela, tudo isso enquanto ela me chupa....
Gostaria de entrar em contato contigo vc homem ou mulher bi , para trocarmos experiencias a respeito do bisexualismo... orientalh2000@yahoo.com.br entre em contato comigo.
Acho extremamente normal nossa vontade de estar com um homem e amar mulheres com suas bucetinhas maravilhosas.

Não concordo com algumas idéias.

Se tem uma coisa que eu detesto nos bissexuais é a idéia subversiva que todos são bissexuais. Todo bissexual que eu conheci na minha vida e tudo que eu li sobre a defesa da bissexualidade, sempre, sempre, disseram que todos nós somos bissexuais. Eu acho isso ridículo! Sinceramente!
Se a pessoa é bissexual, ela que viva sua bissexualidade! O que acho um absurdo é essa defesa da bissexualidade que somos bissexuais! Isso pra mim é uma lorota que me faz odiar os bissexuais.
Não! O mundo não é bissexual! Eu não sou bissexual! Eu conheço muita gente que não é bissexual! O mundo é hetero, gay, bissexual! Isso que somos! Todos devem se respeitar mutuamente, ninguém deve considerar o outro pior! Agora, dizer por aí, que 'o mundo é bissexual', como por exemplo, uma comunidade do Orkut intitulada assim, é patético!
O que é ridículo também é essa coisa que os bissexuais tem que os parceiros devem aceitá-los como são! Não temos que aceitar parceiros bissexuais uma ova! Os bissexuais tem que se relacionar com bissexuais, porque assim, tudo fica entre eles. Agora, um homem se casa com uma mulher, e depois, ela descobre que o cara é bissexual, e ela tem que aceitá-lo mesmo assim? Ah, me poupe! Por que o bissexual não conta pra mulher quem ele realmente é antes de casar? Aí, a mulher tem que ficar em casa esperando o marido arrumar outro, pois ela tem que ter a cabeça aberta? Fala sério!
Se a pessoa é bissexual e conta ao parceiro(a) quem realmente é, e lhe promete a fidelidade esperada, tudo bem, ninguém tem culpa de sentir atração pelos dois sexos! Mas a realidade é outra: bissexual não consegue ficar com apenas um sexo, não os que eu conheço! Eles tem que ficar sempre com os dois. Permanecem com com o sexo que mais lhe atrai e dão uma puladinha, não é mesmo?
Fazer uma sacanagem a três com os dois sexos, tudo bem! Viva a putaria! Mas a putaria dos solteiros. Quem é solteiro que seja feliz sem decepcionar ninguém, que seja livre com o homem ou com a mulher ou com os dois ao mesmo tempo. Agora, em um relacionamento longo, se investir nisso com um bissexual é a maior furada que existe! A vida me ensinou a não acreditar em uma fidelidade de um bissexual. Como confiar em alguém que pode amar os dois sexos ao mesmo tempo? Transar com um bissexual é uma coisa, ter um caso, normal, mas se apaixonar por um é uma roubada.
É verdade, ninguém tem culpa pela sexualidade que tem, mas os bissexuais sempre me decepcionaram, são os piores para se ter uma relação. Tenho amigos bissexuais e jamais vou me importar com isso, mas namorar com um? Jamais!
Eu nunca vou concordar com essa idéia patética que temos que aceitar os bissexuais! Aceitar que alguém tem que me trair com outro sexo que não é o meu? Isso é normal? É natural? Por tudo isso, acredito que os bissexuais devem fazer suas escolhas de acordo com aquilo que mais lhe convém e que sofram o peso de sua sexualidade assim como todos nós temos enfrentado, os gozos e as dores, os gays e também os héteros.
Não tenho nada contra a bissexualidade humana - pois ninguém é culpado por isso - mas sim contra as idéias subversivas em que é tudo natural e que tudo pode.

Beleza

Linda você *00*

Jung e sua contrubuiçao na definição dos papeis sexuais

Carl Gustav Jung, um genio da raça humana passou sua vida inteira a estudar o psiquismo humano, sua abordagem nada simplista mais calcada na mais estrita regras da metodologia ciêntifica chegou a varias conclusões entre elas, uma de extrema relevância a esta discussão. A abordagem Junguiana da Psiquê se dá em termos de energias de que são possuidoras os complexos humanos. Tanto aqueles de origem gênetica, e que entramos na vida com eles, como aqueles formados a partir de nosso desenvolvimento psiquico e que ele chamou de "Individuação". A questão colocada por ele é sobre dois complexos em particular a que ele chamou de "Animas" e "Animus" e suas energias, e que podemos simplificar para um melhor entendimento como sendo - Animas: a porção energetica feminina presente no masculino e Animus: a porção energetica masculina presente no feminino.
Em analogia ao que conhecemos do comportamento das energias e facil deduzir o que ele propunha em relação a sexualidade enquanto discussão dos papeis, que estruturalmente não são fixos e podem variar e variam, conforme a ação de um ou outro complexo. O que não podemos deixar de considerar é exatamente a incongruente exigência cultural e portanto absurda, de exercemos papeis sexual fixo de homem ou mulher.

Veredito final: Nem culpado nem inocente, e que atire a primeira pedra quem numca se sentiu divido.

Bisexuais: culpados ou inocentes

Bela Maite,

Voce se superou no artigo acima. Fiquei seu fã.
Embora sendo do ramo da area de exatas, sempre fui estudioso do comportamento humano, principalmente do sexual. Isso, porque, desde menino, embora com pintinho, sentia atração por outros pintinhos e fui comido aos 10 anos de idade por um homem de 22 na época. Essa lembrança nunca mais se afastou de mim, pois eu adorei ser penetrado e tive espasmos ou orgasmos, sei lá, que me marcaram pelo resto da vida. Casei, fiz meu papel de marido homem, pai, mas, hoje aos quase 60, ainda tenho essas vontades e adoro me vestir d efemea...calcinha...raspara as pernas...esmalte nas unhas dos pés, mesmo porque, minhas pernas são bem femininas e meus pés parecem e até mais bonitos que os de muitas mulheres. Como tivemos uma educação rígida, minha mulher (com quem ainda transo e só com ela) não aderiu e não aceita muito a idéia, achando a coisa meio ridícula. Mal sabe ela, ou mal percebe o quanto me sinto feliz como femea e o quanto isso me ajuda a manter a retidão e a caminhada. TUdo na maior discrição.
Nos meus estudos, lendo muito JUNG, conclui, ou adotei minha própria teoria, muito semelhanta a sua, escrita nesse artigo. Também acho que somos todos bisexuais. Acho mais. Somos individuos extremamente BALANCEADOS e EQILIBRADOS com porcentagens distintas de lados masculino e feminino, de acordo com uma tabela de um estudioso, que não me lembro o nome, que diiz que o MACHAO, 100% masculino e 0% feminino seria o homem das cavernas e a MULHER FEMININA total seria Afrodite. No mais, cada um de nós tem sua variação (eu, por exemplo, me considero 60% macho e 40% femea). Essa graduação se modifica ao longo do tempo ( aminha tem uma tendencia de atingir 40% macho e 60% femea, antes de chegar a uma idade que isso não fará mais sentido). Minha mulher, de personalidade forte, na minha concepção é ao inverso, coisa que ela não aceita (imagina se eu tenho lado macho...)
Tudo isso me leva a crer que cada um de nós tem, na verdade, duas pessoas dentro de si: o lado mcho e o lado femea. Assim, um relacionamento entre homem e mulher tende a perfeição (coisa dificil hoje em dia), quando o lado macho dele ama o lado femea dela e vice versa, eo lado macho dela ama o lado femea dele, também vice e versa. Parece -me que isso dá um equilibrio total ao casal, numa cumplicidade quase que perfeita...
Gostaria de receber uma resposta sua sobre esse meu pensamento. Creia que seu site é de extrema criatividade, muito interessante e que, com certeza, tende a ajudar-nos na sequencia da vida. Beijos. DCP

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
4 + 16 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4