Pessoas baixinhas podem ter falta de genes

É baixinho? Culpe seus genes… ou melhor, a falta deles. Pesquisadores acreditam que a falta de cópias de genes e outras seções do DNA podem ser responsáveis por até metade do impacto genético em nossa altura.

A altura de uma pessoa é em grande parte transmitida através da família, mas os cientistas só identificaram características genéticas específicas para explicar cerca de 10% da diferença de tamanho entre as pessoas.

As anomalias genéticas – conhecidas como variantes do número de cópia (VNC) – são alterações no cromossomo que fazem com que uma célula tenha cópias a mais ou a menos em uma fatia de DNA, que contém o nosso código genético.

Em alguns lugares, isso pode ter relação com uma conexão dentro do cromossomo, mas em outros toda a cópia de um ou mais genes podem estar ausentes ou duplicados. Alguns VNC são comuns, mas outros só ocorrem em um pequeno número de pessoas.

Pesquisadores descobriram que pessoas com mais exclusões incomuns de VNC – em que parte do genoma está faltando – têm uma maior tendência a serem baixinhas. Enquanto todo mundo têm pelo menos algumas dessas eliminações no genoma, outras têm milhões.

Dois estudos que analisaram 12 mil pessoas nos Estados Unidos descobriram que para cada milhão de exclusões individuais, as pessoas perderam 0,3 centímetros. Esta tendência apareceu independentemente de quais genes estavam desaparecidos. [Telegraph]

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 8 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4