Artrose do joelho: o que é e como tratar

As extremidades dos ossos que formam as articulações são revestidas por cartilagens esbranquiçadas, que em contato com o líquido sinovial, uma espécie de lubrificante que é produzido nas articulações, facilitam os movimentos acionados pelos músculos. A cartilagem das articulações também é responsável por absorver parte do impacto direto dos movimentos sobre os ossos. O desgaste natural ou causado por lesões diretas da cartilagem como o resultado de certas fraturas, por exemplo, pode desencadear a artrose, que leva a uma diminuição do arco de movimento, ou seja, da capacidade de ações básicas como girar, estender e flexionar os membros.

Dr. Paulo Henrique Araujo (CRM-DF 13519), ortopedista e cirurgião graduado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP, com especialização em Traumatologia ortopédica e cirurgia do joelho e membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Sociedade Latinoamericana de Artroscopia de Joelho e Trauma Desportivo (SLARD), responde várias questões sobre artrose nesta entrevista. Acompanhe!

1.O que é artrose do joelho?
A artrose é o desgaste da cartilagem de uma articulação. Pode acontecer em qualquer junta. O joelho é o que mais sofre com o problema em função de seu uso constante, seja nas atividades do dia a dia, nas práticas esportivas ou outras atividades de movimento, como a dança.

2.Como ela se desenvolve e quais os sintomas?
A artrose é uma doença esperada para todas as pessoas. Normalmente a cartilagem articular, ao longo dos anos, vai sofrendo um processo natural de desgaste pelo uso constante variando de intensidade de pessoa para pessoa. O sintoma mais comum é a dor, derrame articular (água no joelho), alteração do alinhamento normal das pernas (pernas arqueadas ou em forma de “X”) perda do movimento completo de flexão e extensão dos joelhos e crepitação (rangidos).

3.A dificuldade em andar ou mesmo descer/subir escadas já pode ser o indício de artrose?
Em alguns casos sim, mas também pode ser devido a uma infinidade de outras razões. É preciso avaliar o caso com atenção.

4.Quem é mais sujeito a ter artrose? Por que? Existe uma faixa etária?
Mulheres são mais acometidas pela artrose de joelho que os homens. As razões são variadas, mas ainda controversas. A obesidade está diretamente correlacionada com a artrose, pelo fato de sobrecarregar a articulação. Hereditariedade também está relacionada com a artrose, ou seja, uma pessoa na qual um dos pais ou os dois, teve artrose é mais propenso a ter a doença também. Por fim, pacientes que sofreram traumas nos joelhos, por lesão do ligamento cruzado anterior, posterior, meniscos e fraturas, mesmo que operados, podem desenvolver artrose com o passar do tempo.

5. Existe alguma forma de prevenir a artrose?
Manter o peso adequado e realizar exercícios que promovam o fortalecimento muscular.

6.Quais os tratamentos para combater a artrose?
Perda de peso, fortalecimento muscular, evitar atividades de impacto, uso de bengala, analgésicos, fisioterapia e hidroterapia são tratamentos sintomáticos, ou seja, ajudam a combater a dor e devem sempre ser empregados. Não há tratamento eficaz para combater a doença “artrose”. Medicações orais, chamados antiartrósicos, e os injetáveis que são aplicados dentro do joelho, como os derivados do ácido hialurônico, podem melhorar os sintomas temporariamente, mas em muitos pacientes não surtem nenhum efeito. Uma vez desgastada a cartilagem articular, não há recuperação possível. Se os tratamentos sintomáticos não forem eficazes, o tratamento cirúrgico pode ser uma solução. Neste caso, a cirurgia mais comum é a implantação de uma prótese de joelho.

7.Quando a cirurgia é indicada? Qual a tecnologia usada? (videoartroscopia, cirurgia robótica etc).
A cirurgia mais indicada para o paciente com artrose avançada de joelho é a prótese de joelho. A cirurgia consiste na substituição da superfície articular do joelho que está desgastada por implantes de metal e polietileno. A cirurgia pode ser realizada de forma convencional ou guiada por computador, o que é chamada no meio ortopédico de cirurgia navegada.

8.Quais são os cuidados no pós-operatório? A doença pode voltar?
Na cirurgia de prótese de joelho, como na maioria das cirurgias ortopédicas, o tratamento fisioterápico após a cirurgia é extremamente importante para se obter um bom resultado. Uma prótese de joelho, como qualquer outra prótese articular, se desgasta com tempo, pois sua durabilidade estimada é de 15 anos. Quando fica constatado que a prótese se desgastou, a solução é uma nova cirurgia chamada de “revisão”.

Perfil

Dr. Paulo Henrique Araujo (CRM-DF 13519) é cirurgião ortopedista graduado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP, com especialização em trauma ortopédico e cirurgia de joelho. Nos últimos 2 anos, acumulou experiência internacional com estágio em traumatologia ortopédica no Hospital for Special Surgery, em Nova Iorque, sob supervisão do Dr. David Helfit. Também fez parte do Departamento de Ortopedia da Universidade de Pittsburgh – Pittsburgh/EUA, desenvolvendo pesquisas na área de joelho com o chefe da divisão de Medicina Esportiva, Dr. Christopher Harner, e com o Chefe do Departamento de Ortopedia, Dr. Freddie Fu, de quem se tornou assistente direto. Dr. Paulo é integrante das Sociedades Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), de Cirurgia de Joelho (SBCJ), de Trauma Ortopédico, Sociedade Latinoamericana de Artroscopia de Joelho e Trauma Desportivo (SLARD) e International Society of Arthroscopy, Knee Surgery (ISAKOS). O especialista também participa como palestrante e instrutor em diversos congressos e cursos nacionais e internacionais na área de ortopedia, como AAOS meeting, fev/12 da American Academy of Orthopaedic Surgeons; ORS meeting, fev/12 da Orthopaedic Research Society; 13° Congresso Brasileiro de Cirurgia do Joelho 2010; 1a Jornada de Cirurgia do Joelho da Regional do Centro Oeste – 2009; 41° Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia 2009. Com uma intensa atuação acadêmica, Dr. Paulo Araujo possui vários trabalhos científicos publicados em jornais e revistas científicas do meio médico.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
17 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4