Vingança cruel da esposa parte 1

Sou casado com uma mulher madura, de 45 anos, loira falsa, 1,65m, 55 kg, bunduda, gostosa, e cheia dos recatos e pudores.

Comecei a sair com outras mulheres e ela descobriu que eu comia uma funcionária, uma mulatinha nada de excepcional, mas um furor na cama....fazia de tudo....

Minha esposa ficou fora de si, me xingou, falou como eu podia trocar ela, gostosona, por uma mulatinha vulgar, rampeira... ameaçou se separar, gritava, disse que ia me delatar ao pai, dono da empresa onde sou diretor, que eu ia ficar na pior, etc...nesse dia, me tranquei no quarto de hospedes e passei a noite lá...

No dia seguinte, acordei e minha mulher me esperava na cozinha para o café...disse apenas que precisávamos conversar, era muito importante...tomei meu café e fomos para a sala...achei que as coisas estavam mais calmas e fiquei relaxado...então ela começou a falar : você tem duas alternativas....se separa, deixa a empresa, perde tudo, vai ser um ninguém, vai embora sem grana, sem nada....

Eu comecei a implorar que havia errado, que faria de tudo para nos acertarmos....então ela falou: aí que entra a segunda alternativa...ficamos juntos, casados, mas vai ser um corno...eu agora serei a maior vadia, uma puta, vou dar para muitos homens, e você vai aceitar isso....eu falei que isso era errado, que não aceitava, que ela não tinha jeito para isso, pois era uma mulher fina, educada....

Ela apenas disse : então ficamos com a primeira alternativa....vai embora de casa, e já sabe que está sem emprego.....

Sem saída, falei que concordava com ela, e apostei comigo mesmo que ela não conseguiria cumprir o que falou....depois percebi que eu estava errado...

Ela disse então que deveríamos sair a noite, ir a alguma casa noturna que pudesse dançar...combinamos de sair dois dias depois, mas eu esperava que ela esquecesse....

Percebi nesses dois dias uma movimentação nova....sacolas de lojas, cabelo mais loiro, cor mais vulgar, unhas das mãos e pés pintadas de vermelho....estava com um jeito mais solto, com cara de mulher da noite...

Chegou a sexta a noite e ela falou que ia se arrumar para sairmos...pediu que preparasse uma bebida enquanto isso....20 minutos depois ela aparece na sala....eu fiquei surpreso ao ver seu visual....bem maquiada, batom vermelho, um vestido tomara que caia justo, curto, e sandalias de salto bem alto, de tirinhas amarradas na perna....estava com um visual de vadia, me pediu a bebida e perguntou se estava gostosa...com cara de vagabunda, andava de um lado para outro na sala, bebendo, puxando o vestido mais um pouco para cima, deixando boa parte das pernas a mostra.....andava lentamente, requebrava os quadris, era claro que ela tinha treinado, praticado, para estar assim...falava que ia sair assim , tinha gostado da produção....que eu me acostumasse a me ver assim....

 

Fui ficando excitado com isso, e não conseguia esconder dela....falava que ela estava bem gostosa, mas que a roupa não era compatível com seu nível social....

Ela apenas riu e falou que queria baixar o nível, pois era isso que eu precisava e gostava... estava louca para achar um negro ou mulato, bem cacetudo, para trepar...a bebida a ajudava a se liberar, e usava um linguajar de baixo nível......logo disse que eu deveria me acostumar a ser corno, pois agora iniciava um novo estilo de vida....andando, rebolando, e passando a mão na bunda, falava que queria experimentar sexo anal, com um homem bem dotado....

Não resisti, e gozei vendo e ouvindo minha esposa, agora parecendo uma fêmea vulgar....

Fomos para uma casa noturna e ela sentou-se de forma displicente, cruzando as pernas,e puxando o vestido, deixava as coxas expostas...balançava o pezinho, e parecia um fêmea oferecida, fácil...e começava a beber, e olhando ao redor, buscava os machos

Não demorou e vários deles começaram a trocar olhares com ela, sendo que um deles em especial, era mais acintoso, direto, devorava ela com seu olhar, mirando desde os pés até o rosto...eu fingia nada perceber, estava incomodado mas ao mesmo tempo um pouco excitado....

Ela falava que havia gostado do lugar, uma cabeleireira que tinha indicado, que havia mesmo muitos homens sós, e que , pelo jeito, alguns tinham gostado dela...mexia nos cabelos, cruzava e descruzava as pernas, mexia no vestido, bebia, fazia de tudo para chamar a atenção...

Passados alguns minutos, percebi que o mulato mais descarado fez um sinal para ela com a cabeça, como que a chamando...ela sorriu, pegou a bolsa, se levantou e disse que ia retocar a maquiagem...andando bem devagar, remexendo aquela bunda gostosa, se endereçou ao toilette...o mulato também foi para lá....e vi quando ele a interceptou e começou um papo, e ela só sorrisos...depois de uns 10 minutos ela voltou e me disse que um cara ia pegar ela para dançar, para eu ficar na minha, para deixa-la a vontade....

Em minutos o mulato chegou na mesa, e me ignorando, a pegou para dançar...agarrou a minha esposa, e dançava se esfregando nela...ela permitia tudo, e era conduzida pelo cara...voltou após algumas músicas , bebeu mais um pouco e disse que precisava ir ao toilette, ia tirar a calcinha....voltou para a mesa e o cara tornou a pegar ela para dançar...

Quando voltou para a mesa, percebi que estava excitada, alterada com a situação...ficamos mais um pouco lá, ela me disse que o cara deu p fone dela e mandou ela ligar para ele ....

Na semana seguinte, ela me disse que ligou e marcaram de sair...iam para um motel, e ela logo disse para o cara não se preocupar, pois o marido sabia de tudo e pagaria a conta do motel....

No dia marcado, ela se produziu para sair e me chamou para observar a preparação...eu sentei na poltrona do quarto e assisti ela colocar um conjunto de calcinha fio dental e soutien meia taça, tudo preto, com cinta liga preta, meia cor da pele, sandália de salto alto...por cima, um vestido justo, aberto de cima abaixo com zíper, para facilitar a situação...se maquiou, perfumou...

Perguntava se estava gostosa....claro que concordei, excitado...ela dizia que eu era um corno manso, que me esperasse para sentir como uma esposa vadia volta para casa após uma trepada com um desconhecido...eu não acreditava que ela teria coragem de fazer isso, e ainda questionei: voce vai mesmo ? ela apenas disse, sorrindo: você ainda não entendeu, eu agora sou uma esposa vadia, jeito de galinha, cara de piranha, e vou te cornear a vontade...voce precisa de uma esposa assim...

E saiu de casa, voltando 4 horas depois.....todo amassada, cabelos em desalinho, cheirando bebida, e depois percebi, sem calcinha e sem soutien...tirou o vestido e foi falando: que trepada gostosa, o cara é um comedor e tanto...chupei bastante a pica escura dele, é grossa! Ele me comeu, me alargou toda...me fudeu de quatro, estou dolorida, mas adorei...

Agora tenho certeza que é isso que quero, dá muito tesão se sentir uma puta...vou ser mais vagabunda ainda...voce vai ver...

CONTINUA

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
11 + 9 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4