A mulher do meu cunhado

Pra quem ainda não me conhece, meu nome é Alex, tenho um caso com uma menina que trabalha lá em casa a algum tempo, Ritinha veio trabalhar conosco ainda virgem, fizemos varias brincadeirinhas e até anal mas a virgindade ficou para o futuro esposo que é da Igreja, bom, mas isso está escrito em outras histórias que vocês poderão encontrar com os seguintes títulos (chupando buceta virgem por R$50,00) e (pagando R$300,00 por um cuzinho virgem) hoje ela é casada, nos tornamos amantes e fazemos de tudo, Ritinha tem mais ciumes de mim que minha própria esposa, mas vamos lá.
Vamos agora a minha nova aventura, tenho um cunhado com a minha idade 45 anos, um cara muito bacana, ele morou um tempo na minha casa quando solteiro, sujeito muito amigo e prestativo, era pra mim como um verdadeiro irmão. Jorge recebeu uma proposta para trabalhar em S. Paulo e é claro que eu dei a maior força, ele foi embora e se deu muito, antes era meu funcionário, hoje financeiramente falando está melhor que eu.
 
Casou e viveu um 5 anos com a esposa, depois separou, soube pela boca de alguns fofoqueiros que ele é fraco na cama e a ex. reclamava muito, o casamento acabou e Jorge conheceu uma menina de 22 anos (Angela) soube que se tratava de uma moçã muito bonita, 23 anos mais nova que ele.
Bom, nesse último feriado de sete de setembro, ele me ligou dizendo que viria passar o final de semana conosco, chegaria na quinta-feira a noite e eu fiquei de ir busca-los no aeroporto. Minha esposa pediu para a Ritinha trabalhar até mais tarde já que teríamos visitas, fui busca-los e minha esposa com a Ritinha ficaram na preparação da janta.
Quando eles chegaram, não pude deixar de observar a beleza de Angela, estava com um vestido de malha que ajudava os contorno e curvas de seu lindo corpinho, pensei comigo... cara de sorte esse Jorge! P.Q.P! Morena, cabelos lisos a baixo dos onbros, negros como os seus olhos, tive que me conter para não dar bandeira e despertar o ciúme do Jorge.
Depois de nos cumprimentarmos entramos no carro e fomos botando o papo em dia, Angela falava pouco pois o Jorge por si só tomava conta da conversa.
 
Chegamos em casa e a janta já estava pronta, minha esposa convidou a Ritinha para jantar conosco na mesa, meus filhos tinham ido para casa da minha filha casada para desocupar o quarto para o casal, conversa vai conversa vem e o papo acabou em intimidades entre casal, falávamos de tudo, até que minha esposa disse em alto e bom som, esse negócio de sexo todo dia é exagero, e muita novidade na cama é coisa de mulher vulgar, meu cunhado concordou, Angela replicou, pois se dependesse de mim faria todo dia e eu acho que entre quatro paredes vale tudo desde que seja com quem você gosta, especialmente marido e mulher. Adorei seu comentário.
Ritinha já havia percebido a minha admiração por Angela e estava meio na bronca. A conversa rendeu e quase acaba em uma discussão, ao ponto de Angela falar com seu esposo que se ele não gosta é problema dele mas que ela tinha o direito de pensar e desejar diferente. Proucurei mudar de assunto para dar uma relaxada.
Confesso que até então só sentia admiração por aquela mulher, mas depois passou a se tornar um tesão incontrolável, ela agora estava com uma saia jeans e sentada a minha frente, ela já tinha percebido meus olhares de desejo e o descontentamento de Ritinha. Angela dava umas cruzadas de pernas que permitia que visse sua calcinha, era claro que era proposital e Ritinha também percebeu. Ritinha foi pra sua casa e o casal foi para seu quarto.
No dia seguinte Ritinha ficou preparando a janta, eu minha esposa e o casal fomos dar uma volta pela orla em Copacabana, Angela ficou louca ao ver o mar e convidou seu esposo para uma mergulho, como ninguém tinha levado roupa de banho, ficou combinado de eu leva-los no dia segunte, minha esposa não iria pois não gosta do mar.
 
A noite o Jorge recebeu um telefonema, acontecera alguma coisa séria com seus negócios em S.P e ele teria que partir as pressas, com muita luta conseguiu um voo para madrugada de sábado mas só tinha uma vaga e assim Angela ficou de ir na segunda- feira, Jorge então me pediu, Alex, você poderia levar a Angela na praia amanhã quando voltar do aeroporto? E claro que me coloquei a disposição e disse iria insistir com a sua irmã para ir conosco, é claro que era só faixada pois minha esposa não suporta praia. Fui leva-lo e quando voltei Ângela já estava, cheguei a insistir com a minha esposa só para faze-la acreditar que eu não estava gostando de ir sozinho com Angela, ela então disse... besteira amor! Vocês vão está na praia cheia de pessoa em volta, que tem de mal nisso, fiz cara de contrariado e saímos. Contrariada mesmo ficou a Ritinha que não fugiu da observação de Angela.
No caminho Angela sem maior cerimônia me pergunta, É engano meu ou sua empregada tem mais ciúmes de você do que sua esposa? Tentei negar mas não teve jeito. Acabei confessando. Sabe aquela conversa que tivemos na quinta-feira? Pois bem, aquela realmente é a opinião da minha esposa, eu sinto falta de um sexo mais apimentado e acabei encontrando isso na Ritinha, lhe contei tudo que aconteceu entre nós desde o começo quando chupei sua bucetinha anda virgem.
Angela ficou toda animadinha e me pedia os detalhes, lhe contava tudo com todos os detalhes, ela dizia.. gostaria que o Jorge fosse assim como você. Chegamos na prai umas 10:00 encontramos um lugar bom para estacionar e fomos para a areia. Depois de conversarmos mais um pouco sobre o mesmo assunto já estávamos mais íntimos. O sol já estava bem quente e Angela me pediu para lhe passar o bronzeador, ela estava com biquine bem comportado e eu com um short folgado, não gosto de sunga pois me excito com muita facilidade.
 
Fui deslizando a mão como que sem maldade em suas costas, ela deitada de bruços com aquele bumbum lindo ao meu alcance, depois ela se virou e eu fui passando em seu braços, barrigas e pernas, quando passava em sua pernas subia meio sem querer e lhe tocava na vagina muito rapidamente, sentir que ela ecelerou a respiração e passei fazer mais vezes, meu pau estava para estourar de duro, então lhe falei, vamos parar por aqui que esse negócio está mexendo comigo, ela sentou e deu uma olhada no bruto, deu uma risadinha e falou, você é sensível em?
Eu disse, e você não é? E ela, muuuito. Então ela me pediu, vamos tomar uma cervejinha, só uma pois estou dirigindo, só uma você, eu não estou dirigindo. Acompanhei ela com duas latinhas, depois ela tomou mais uma, mais uma e mais umas, estava alegre e começou a falar sobre sexo novamente me perguntando, você ainda faz todas aquelas coisa com a Ritinha? Sim, claro! Uuuuumm!! Fiquei até com inveja! O papo foi ficando mais picante e perguntei, o Jorge já te fez oral? Nuunca! Uma vez tente fazer nele e ele me disse que eu estava parecendo uma piranha, chorei muito e nunca mais falamos sobre o assunto, na quinta-feira quando falei aquilo ele me deu uma bronca.
 
Gostaria de fazer um dia néh? Sim. Toparia com outra pessoa? Sei lá! Só se fosse com uma pessoa de muita confiança. Abrir o jogo. Ângela desde quando coloquei os olhos em você que tenho sentido um baita tesão e tenho sentido algumas provocações de suas parte, vamos num motel e eu te prometo só fazer o que você premitir, ela já meio alegrinha com as cervejas, no inicio resistiu mas por fim falou, só quero que você me chupe todinha pode ser?
Uma hora depois já estávamos no motel, levei Ângela para a piscina para tirar o sal do mar, eu mesmo tirei sua pouca roupa e comecei a beija-la todinha, entramos na água morna e continuamos a nos beijar, ela estava muito excitada, levantei ela sobre o granito e a coloquei sentada em quanto continuava dentro da água, entrei literalmente de cabeça entre suas pernas e comecei a lhe fazer os carinhos que ela tanto desejava, fui beijando sua linda xaninha e lambendo seu clitóris bem devagar, ela só gemia e gemia de prazer, almentei os movimentos e ela teve seu primeiro orgasmos. Pulou na água novamente e me agradeceu, eu apenas sorri e disse que teria muito mais, que aquele seria o dia dela. Peguei um cerveja e lhe oferecir com carinho, depois de duas cervejas chamei ela pra cama e comecei a beija-la com muita ternura e tesão, chupei seus peitinhos e lhe acariciava sua vulva, ela se torcia e falava, ai Alex como você é gostoso! Que delicia! Fui descendo até sua xaninha que já estava ensopada novamente, fui fazendo ela virar para ficar por cima com a bucetinha na minha cara.
 
Ela começou a pegar no meu cacete meio acanhada ainda, falei então... ponha ele na boca, ela foi passando alingua bem devagar até abocanha-lo por inteiro. Nossa!! Que delícia! Que boca gostosa! Deslizava minha língua em sua xana e passei encostar a língua em seu cuzinho, botei um dedo e fazia um vai e vem bem gostoso, ela delirava e dizia que ia gozar, fomos aumentando os movimentos e gozamos juntos um na boca do outro.
Voltamos para a piscina voltamos a nos beijar, ela explodia de tesão, disse que nunca havia sentido tanto prazer, ela enganchou suas pernas em mim e eu fui tentando penetra-la mas ela disse que não, que seu marido não merecia isso pois era muito bom pra ela, então lhe propus.. vamos fazer o seguinte.. vamos fazer só oque ele não faz, assim você não sentirá nenhuma culpa Topa fazer um anal? Não! Eu nunca fiz isso. Mas tem vontade, tem ou não tem?/
Ela ficou meio confusa, fiz um carinho em sua bundinha e encostei o dedo em seu anus, vamos, você vão gostar, se você não gostar eu paro, ela resistiu mas depois disse.. só encosta um pouquinho pra eu ver como é, se doer e mando parar. Ta bom delicia, pode deixar.
 
Fomos para a cama, peguei um creme e fui passando em seu cuzinho lindo, um dedo já entrava sem dificuldade e depois dois, ela dizia que estava bom, meu pau roçava em sua bundinha, passei um pouco na cabeça e apontei, fui deitando meu corpo sobre o dela e forçando bem devagar, ela só gemia, falei pra ela que ia doer só um pouquinho mas depois ficaria bom, era muito apertadinho, fui forçando devagar para não machuca-la, o tesão era muito grande, estava quase gozando. Ela dizia que doía mas estava gostoso, ela disse que ia gozar e gozei junto com ela, ela gemia, gritava e gozava como uma louca, me chamava de seu macho, de tarado, gostoso etc.. gozamos e gozamos como nunca.
 
Depois tentei comer sua bucetinha mas ela não deixou, falei pra ela, vou esperar por outra oportunidade, ela riu e disse que até ali já tinha sido bom demais, que o convencional ela tem em casa. Quando olhamos a hora, já passavam das 17:00, nos arrumamos e fomos embora. Chegamos e a Ritnha estava com aquela cara! Minha esposa nem aí! Depois eu conto como fiz para acalmar a Ritinha.
No domingo combinamos de almoçar fora para dar folga para a Ritinha, a noite minha esposa foi na casa da minha filha buscar as criaças, entrei no quarto onde Angela estava e lhe dei mais um beijo bem gostoso, meu pau subiu na hora, ela estava deitada, me levantei, tirei o pau pra fora e coloquei em sua boca, em quanto ela chupava eu lhe acariciava a buceta, deitei sobre ela e fizemos um gostoso 69, gozamos assim, quando acabei de me vestir minha esposa chegou.
 
Angela foi embora na segunda-feira, fui leva-la no aeroporto e la rolou mais alguns beijos. Desculpem por ter ficado um pouco longo o conto mas precisava ser assim para dar sentido aos acontecimento. Combinei com Ângela de nos tornarmos amantes virtual, ela se masturbando pra mim e eu pra ela até um novo encontro. Alex45rjcentro@hotmail.com

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Sou morena dos cabelos

Sou morena dos cabelos cachiadissimos, tenho um metro e sesenta, e sou uma cachorra na cama.. Muito gostoso fiquei toda molhadinha com esse conto, eu sou nova mais sou mt puta na cama faço de tudo.. anal e oral , rebolo gostoso e tec.. sempre satisfis os desejos do meu marido, mais ele nunca me fez gozar eu nunca gozei na minha vida, pois sempre que faço sexo primeiro começo com o boquete e mal começo chupa e ele ja goza.. as vezes da tempo de coloca na minha buceta, mais com duas empurradas e ele ja goza. Entao quero uma pessoa pra me dar muito prazer e me deixar gozar varias vezes... entra em contato no meu email quem quizer me satisfazer.. moro no Rio De Janeiro

a mulher do meu cunhado

eu acho isso um abuso vai tomar vergonha na cara pegando a mulher do teu irmao relaxadooooo

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 11 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4