Meu pai

Eu acho que tinha 18 anos quando percebi que eu me sentia atraído por homens. Mas não fazia dois anos que eu percebi que eu era atraído por meu pai. Os ombros largos dele, tórax cabeludo, pernas fortes e mandíbula quadrada, me pareceu muito masculino. Ele se tornou o assunto de muitas de minhas fantasias masturbatórias. Eu achava que eu era provavelmente anormal, mas ele era muito atraente! Além do que, era uma fantasia quenunca se tornaria realidade. Machos alcançam o ápice sexual aos dezoito. Mas eu prometi a mim mesmo que antes que eu fosse pra faculdade, eu teria que experimentar fazer sexo com ele.

Uma noite, minha mãe estava fora para o chá de bebê de uma vizinha. Estávamos somente papai e eu em casa. Como sempre, ele estava sentado no sofá somente de cuecas, assistindo tv. Saí do quarto e fui pra cozinha pra ter uma melhor visão dele, quando o ouvi gritando para que eu o levasse uma cerveja. Fiquei envergo- nhado pois eu também só estava usando cuecas. "_ Porque não pega uma cerveja pra você também?" Ele nunca havia me permitido beber uma cerveja com ele. Eu entrei ansiosa- mente na sala de estar com as duas latas de cerveja. Lhe passei uma, ao que ele me deu um sorriso. Me examinou o físico, me elogiando. " Você está adquirindo definição interessante em seu tórax. E eu vejo você está cultivando algum cabelo, também. Especialmente ao redor de seu estômago e descendo até o púbis". Dizendo isso, deu um puxão no elástico da minha cueca, fazendo um estalo. Ainda bem que ele se virou e concentrou-se na tv, ou teria visto minha ereção. Depois de umas três cervejas, tomei a coragem para começar minha sedução. " Estou enjoado disto," reclamei. " Por que nós não assistimos algo mais diver- tido "? " O que tem você em mente "? ele perguntou. " Que tal algo com nudez"? eu respondi. Papai me olhou, um pouco surpreso. "Bem, por que não? Você já tem dezoito, né?"

Ele trocou de canal e imediatamente havia uma mulher que chupava o pau de um homem. Eu traguei mais cerveja, então dei uma virada para olhar meu pai. Eu encarei o volume na cueca dele que estva se mexendo. Lentamente, eu vi o pau dele inchando. Foi quando eu percebi que ele estava me olhando. Eu o observei nos olhos e ele se ruborizou. "Eu já tenho quase 40, mas eu ainda não posso controlar esta coisa," disse ele, agarrando o pau por sobre a cueca, como se fosse um pedaço de madeira. "Eu vejo que você se excitou, assim como eu". Nem eu mesmo percebi que estava de pau duro. Quando olhei pra baixo, vi que um pedaço do meu pau estava saindo da cueca. O que ele não soube era que eu não estava excitado do filme, mas sim, de vê-lo de pau duro. Meio zonzo pela cer- veja, agarrei meu pau completamente duro e comecei a me masturbar. "Eu acho que deveríamos fazer algo...". " Bem, sua mãe não estará em casa tão cedo. Quando eu era da sua idade eu me masturbava o tempo todo. Será como nos velhos tempos. Somente nunca colo- quei o meu pau pra fora junto com meu pai". "Talvez nós devêssemos criar uma tradição familiar nova, " eu disse com o meu pau na mão.

Meu pai fez o mesmo e nós começamos a acariciar nossos paus. Eu nunca tinha visto o pênis de meu pai ereto. Era tudo que eu esperava e muito mais. Era apro-ximadamente 18 cm e bastante grosso. Era cheio de veias e a cabeça era bem grande. Ele examinou a minha ereção. " Eu estou contente de ver que eu lhe dei um pedaço bom de equipamento. Você será um terror com as garotas". Nós ficamos nos olhando durante alguns minutos. Eu percebi que a cerveja estava começando a afetar meu pai quando ele acenava pra que eu me aproximasse dele. Eu avancei len- tamente e perguntei a ele se ele queria examinar melhor o meu equipamento. Eu não pude acreditar que essas palavras saíram de minha boca! Mas eu decidi que era ago- ra ou nunca. Ele colocou a mao ao redor do meu pênis. Deu algumas balançadas e disse "Sim, você será um terror com as senhoras. E com seu pai, também ". Eu alcancei e agarrei a carne dele e comecei a acariciá-lo. Eu me inclinei então e lhe dei um beijo nos lábios. Era elétrico! Ele esparramou as pernas dele sepa- radamente e eu me ajoelhei entre suas pernas.

Eu segurei o pau dele com uma das mãos e afaguei as bolas dele com a outra. Eu pus meu rosto no púbis dele e senti o cheiro da masculinidade dele. Era suado, era cabeludo, era meu pai e estava em minha face. Eu comecei lambendo as bolas cabeludas dele e ele começou a ge- mer.Eu lambi a glande e ao redor. Estava morno. Então eu engolfei a cabeça inteira em minha boca. O pau de meu pai estava completamente em minha boca! E eu estava no céu!!! Eu comecei a chupar o pau todo num vai vem alucinante. Meu pai agarrou o lado de minha cabeça. " Oh yeah! Chupe meu pau! Yeah! Sinta ele! Oh yeah!" Eu chupei durante alguns minutos. Eu comecei lambendo as bolas dele novamente e passando para o ânus. Ele ergueu as pernas para eu ter acesso mais fácil. Dei uma boa olhada no ânus de meu pai que me fez babar. Eu poderia ficar ali toda a noite, mas ele tinha outros planos. " Agora é minha vez de olhar o seu ânus!" me disse ansiosamente. Deitei-me no sofá de costas pra ele.Eu ergui minhas pernas no ar para melhor acomodá-lo em cima de mim. Eu sentia a coisa quente dele forçando a abertura do meu reto, des- lizando-se lentamente dentro de mim. Agora meu pai estava me fudendo! Ele começou a bombear mais rapidamente agora e deslizava o seu pau cada vez mais fundo em meu rabo. O suor brilhava no seu tórax. Estávamos num ritmo quente, fixo. "Não pare!" eu o implorei. " Eu amo seu pênis quente dentro do meu ânus! Bombeie isto, Papai "! Eu sentia o pau dele inchando dentro de mim, quando ele despejou a semente dele.

O esperma que tinha me criado estava agora dentro de mim. O pensamento fez meu próprio pau começar a jorrar. Meu pai retirou seu pau de dentro de mim e começou a lamber meu peito coberto do meu sêmem. Ele me deu então um beijo enorme, colocando um pouco do meu próprio esperma em minha boca. Nos abraçamos durante algum tempo e prometemos nos divertir mais da próxima vez que minha mãe nos deixasse a sós. Mimoso@zipmail.com.br

 

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

cara qro comer seu pai!!!

cara qro comer seu pai!!! ele tem o cu peludo tbm

Isso é doentio.

Cara, nenhum problema com hétero, até curto...
mas com o pai? Pqp....DOENTIO. Boa sorte com a sua vida!

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4