Meu irmão safado 2

Depois que descobri que meu irmão tinha a tara de cheirar as minhas cuecas usadas escondido, eu resolvi que iria obriga- lo a fazer isso na minha frente. Fiquei maluco de tesão em saber que poderia ter dentro da minha própria casa um escravinho sexual pra realizar todos os meus fetiches. Na falta de uma gatinha por perto, eu faria dele a minha gatinha.

Tenho certeza que careta do jeito que ele é, ele jamais admitiria pra mim que tinha esse fetiche secreto pelas minhas cuecas, por isso resolvi filmar tudo pelo buraco escondido que abri no banheiro. Assim eu garantiria o meu divertimento, pois caso ele se recusasse a me servir, eu mostraria o vídeo para a noiva dele. Enfim, isso pode parecer uma atitude cafajeste, mas como eu sei que ele é louco de tesão pra cair de boca na minha pica, passei a encarar essa minha atitude como um álibi pra ele ter coragem a dar vazão a seu tesão reprimido e eu me deleitar e gozar literalmente com isso. haja visto que adoro meu irmão e jamais eu iria expo-lo a qualquer constrangimento, o que eu sempre quis mesmo é criar essa situação pra dar coragem a ele ser submisso a mim.

Esperei chegar o dia em que ficaríamos sozinhos em casa, e botei meu plano em prática. Mandei um e mail pra ele com o vídeo anexado, dizendo que eu já sabia de tudo e que não contaria a ninguem e não brigaria com ele, desde que ele me esperasse a noite, deitado em sua cama as 20 hs pra realizarmos tudo ao vivo, e que caso ele não topasse, eu encaminharia o vídeo para a noiva dele. Acrescentei que eu queria ele calado e obediente, e que iria trata-lo muito bem e depois apagaria o vídeo e nunca mais tocaria no assunto.

Aproveite essa tarde pra jogar bola e ficar bem suado do jeito que meu irmãozinho gosta, com aquela nhaca de macho suado que só viado pode gostar!
A noite, as 20 hs quando cheguei em casa, não deu outra, estava meu irmão quietinho deitado na cama dele pedindo por favor pra que eu não contasse a ninguem. Eu tratei logo de acalma-lo, passar a mão na cabeça dele e dizer que fiquei louco de tesão com aquilo, que seria um segredo nosso, era só ele me obedecer que sentiríamos muito prazer e eu apagaria aquele e mail na frente dele e nunca mais tocaria no assunto. Ele abaixou a cabeça e disse que sim. Mandei que ele ajoelhasse na minha frente e cheirasse a minha pica por cima do short, e ele rapidamente obedeceu e não conseguiu esconder o tesão que apareceu no meio de suas pernas, sua pica quase estourou a cueca.

Rapidamente baixei o calção e mandei que ele me cheirasse e chupasse a minha pica por cima da cueca. Meu maninho gemia como uma gata no cio dizendo que sempre foi louco pra fazer isso e que parecia um sonho.
ele disse que o cheiro do suor do meu saco deixava ele maluco, em seguida botei a pica pra fora e mandei que ele mamasse. E foi o que ele fez, mamou como nunca antes fui mamado. ele gemia de prazer e eu relinchava de tesão, segurava ele pelo cabelo, dava tapas e metia a piroca naquela boca quentinha. Eu tava amarradão em bater na cara do meu maninho enquanto ele gemia de prazer a cada tabefe que eu dava naquela cara de safado pervertido dele.

Logo mandei ele tirar as minhas chuteiras e meus meiões e cheirar os meus pés igual ele fazia com as minhas meias escondido no banheiro, e ele quase perdeu os sentidos quando caiu de nariz entre os dedos e a sola do meu pé. Eu nunca vi uma pessoa sentir tanto tesão assim em cheiro de suor de pé de macho. Eu fiz ele lamber meus pés até ficar cansado, em seguida mirei a pica na cara dele e começei a dar um mijão com tanta pressão que encharcou o corpo dele, não preciso dizer que nem precisei mandar ele beber, pois em seguida do primeiro jato, meu maninho cadela já estava de boca aberta bebendo todo o meu mijão, putinho safado!

Preciso dizer que gostei da sensação de ver o meu maninho safado bebendo toda a minha mijada, me deu um tesão do caralho! Queria que isso acontecesse sempre, e pelo que observei, acho que ele também!
Depois de beber tudinho, meu maninho me agradeceu dizendo que agora só faltava eu realizar o sonho de uma vida de espera até alí, que era o fetiche que ele sempre teve de beber a minha porra direto da minha pica! Ele disse que esse seria o presente de casamento dele, e que só eu podia dar! Ele nem precisou esperar muito, pois em seguida eu estava gozando, esguichando porra igual um animal, igual um cavalo na boquinha dele, e o safado bebeu tudo, toda a porra, e olha que era muita! Ele bebeu até o jato que caiu no chão!

Depois disso ele me agradeceu, disse que nunca tinha sentido tanto prazer na vida, pediu que eu apagasse o vídeo, o que fiz na mesma hora, e me disse que queria me servir sempre! que seria um prazer, que era só marcar.
Depois disso, saciados dessa tara e ávidos por outras, começamos o nosso cardápio de perversões sexuais gostosas que até hoje praticamos e que contarei aos poucos aqui pra vocês!

Hoje, meu irmão já está casado, vivendo feliz, com dois filhos lindos, e quase todo o sábado ele vem aqui em casa pra nos divertirmos juntos! Minha mulher e a dele nem desconfiam, mas até hoje ele vira minha gatinha aos sábados, quando estamos sozinhos.

 

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
12 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4