Má qualidade do sono associado a maior risco de suicídio após 10 anos

Os adultos mais velhos têm altas taxas de distúrbios do sono, morrem por suicídio em taxas desproporcionalmente altas em comparação com outros grupos etários e tendem a visitar o seu médico nas semanas anteriores à morte de suicídio. Um novo estudo publicado em JAMA Psychiatry avaliou o risco para suicídio associado à má qualidade subjetiva do sono em um estudo de base populacional de idosos durante um período de observação de 10 anos.

Observou-se que a má qualidade subjetiva do sono está associada com aumento do risco de morte por suicídio, 10 anos depois, mesmo após o ajuste para sintomas depressivos. Também que um sono perturbado parece conferir um risco considerável, independente de humor deprimido, para os comportamentos suicidas mais graves.

Esses fatos podem justificar a inclusão da avaliação de risco de suicídio e qualidade de sono na atenção primária para melhorar a detecção de riscos e gerar oportunidades de intervenção em indivíduos com tendências suicidas.

Fonte: JAMA Psychiatry. 2014;71(10):1129-1137

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4