Preocupações no trabalho podem aumentar o risco de asma, diz estudo

Um novo estudo europeu apoia a ideia de que o estresse relacionado com o trabalho, especialmente com a perda do emprego, contribui para o desenvolvimento de problemas respiratórios e asma.

O estudo envolveu mais de 7.000 adultos empregados na Alemanha. Entre 2009 e 2011, durante a crise econômica na Europa, os trabalhadores responderam a perguntas sobre distúrbios respiratórios e também sobre se eles achavam que iriam perder o emprego dentro de dois anos.

Mais de 100 novos casos de asma foram diagnosticados entre o grupo de pesquisa, metade dos quais eram mulheres, durante o período de estudo.

Os pesquisadores observaram que, para cada 25 por cento de aumento no estresse relacionado ao trabalho, o risco para a asma também aumentou em 24 por cento. O risco para a asma subiu em 60 por cento entre aqueles que pensaram que era altamente provável que perderiam o seu emprego.

Os participantes que achavam que havia uma grande probabilidade de perder o emprego dentro de dois anos tendiam a ser mais jovens, com menor escolaridade, solteiros e ter uma renda mensal mais baixa.

Os resultados foram publicados em 22 de setembro de 2014 no Journal of Epidemiology & Community Health.

Embora o estudo não prove que o estresse relacionado com o trabalho faz com ocorra o surgimento da  asma, os pesquisadores notaram os seus resultados estão de acordo com outros estudos que sugerem que o estresse pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de asma em adultos.

Fonte: BMJ, news release, Sept. 22, 2014.

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 7 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4