Amamentar pode ajudar as mães obesas a perder peso após o parto

A amamentação pode ajudar as mulheres a perder o peso ganho na gravidez e mantê-lo se elas eram obesas antes de engravidar, de acordo com uma nova pesquisa.

Segundo um novo estudo publicado na revista médica Pediatrics, quando as mulheres que eram obesas antes de se tornarem mães seguiram as recomendações de amamentar, que pesaram cerca de 8 quilos a menos do que mães obesas que não amamentaram. Se as mães estavam pouco acima do peso ou tinham um peso normal antes da gravidez, o seu peso, seis anos depois não pareceu estar relacionado à amamentação.

Os pesquisadores acompanharam mais de 700 mulheres seis anos após darem à luz e compararam o ganho de peso entre aquelas que amamentaram e não amamentaram. O ganho de peso medido foi a diferença entre o peso pré-gravidez das mulheres e seu peso seis anos após o parto. As mulheres eram consideradas obesas no estudo se tivessem um índice de massa corporal (IMC) de 30 ou superior. O IMC é uma medida utilizada para estimar os níveis de gordura e avaliar se uma pessoa tem um peso saudável para sua altura. Um IMC abaixo de 25 é considerado normal, e um IMC entre 25 e 30 é considerado sobrepeso.

Na época em que as mulheres deram à luz (2005 a 2007), a Academia Americana de Pediatria (AAP) recomendava que as mães exclusivamente amamentassem por pelo menos quatro meses e, em seguida, continuassem durante os 12 meses seguintes, acordo com informações no estudo.

Verificou-se que só as mulheres obesas que seguiram a recomendação de amamentar pelo menos r 12 meses experimentaram o benefício da perda de peso. Mães obesas que amamentaram por pelo menos quatro meses, mas pararam antes de um ano pesavam cerca de 12 quilos a menos do que suas contrapartes que não amamentaram.

Embora este estudo foi capaz de vincular a perda de peso em mulheres obesas e amamentação, não conseguiu demostrar que a amamentação ocasiona a perda de peso. Entretanto é definitivamente possível que ela contribua para esta perda, pois não apenas a amamentação queima calorias extras, mas também altera o metabolismo através de uma série de efeitos hormonais necessários para produzir o leite.

Fonte: Pediatrics, Sept. 2, 2014, online

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
5 + 5 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4