Estudo questiona aptidões de James Bond devido ao uso excessivo de álcool

Um estudo foi realizado para quantificar o consumo de álcool de James Bond conforme detalhado na série de romances de Ian Fleming. Todos os 14 livros de James Bond foram lidos por dois dos autores de uma nova pesquisa, publicada na revista médica BMJ.

Notas foram realizadas detalhando cada bebida alcoólica ingerida. Níveis predefinidos de unidades de álcool foram utilizados para calcular o consumo.

Após a exclusão dos dias em que James Bond não foi capaz de beber, seu consumo semanal de álcool foi de 92 unidades por semana, mais de quatro vezes a quantidade recomendada. Seu consumo máximo diário foi de 49,8 unidades. Ele passou apenas 12,5 dias sem álcool em 87,5 dias em que ele era capaz de beber.

O nível de ingestão de bebida alcóolica de James Bond o coloca em alto risco de várias doenças relacionadas com o álcool e uma morte precoce. A desenvoltura de James Bond como mostrado nos livros é inconsistente com o funcionamento físico, mental e sexual esperado de alguém que bebe tanto álcool.

Fonte: BMJ 2013;347:f7255 - (texto completo disponível).

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
17 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4