Com a madastra e o pai 1

 
Sou a Vera, 25 anos estatura mediana, 1:67 56 kg, seios redondos e
durinhos e bumbum cheio... sou filha única e meus pais são separados a
8 anos.... naquela época eu estava com 13 pra 14 anos. A relação deles
já não vinha legal desde bem antes então chegou o dia final, ele veio
me pegou no colo e começou a conversar falando que a partir de amanha
ele iria morar sozinho em outro lugar, me abracei no pescoço dele e
chorei mais ainda no dia seguinte quando cheguei e não encontrei ele
sentindo muito sua falta... Mas a vida é assim, eu fiquei morando com
mamãe mas quase todos os dias papai passava na escola e me levava pra
casa aos finais de semana a gente ficava juntos eu na realidade sempre
fui muito mais ligada a ele do que a mamãe.

Então um certo dia ele me disse que sua vida iria mudar novamente, me
falou que havia recebido uma ótima proposta de trabalho, uma promoção,
e iria se mudar para a Bahia.. e ai senti mais ainda sua falta agora só
tínhamos o telefone e cartas que trocávamos para diminuir a saudades, e
pela distancia ele vinha me ver no meu aniversario e nas festas de
final de ano...

O tempo foi passando e aos poucos fui me acostumando agora com 15 anos,
entre meus pais ficou uma amizade numa boa sem brigas... e um dia papai
me disse que tinha uma namorada e depois de alguns mêses me falou que
ela estava morando com ele e era sua mulher e agora eu tinha uma
madrasda. Fiquei muito feliz quando ele me convidou para passar as
ferias na sua nova cidade, era tudo o que eu queria passar minha ferias
na Bahia junto com meu querido paizinho...
Quando desembarquei a emoção foi grande papai estava lindo bronzeado e
pela expressão do seu sorriso a gente via que ele estava muito feliz ao
lado da Janice sua companheira... e fiquei observando eles era como se
diz um casal perfeito... Papai estava com 45 anos e Janice sua
companheira com 37, linda também pele um pouco mais escura bronzeada e
super simpática e carinhosa comigo...

Papai morava em uma casa super confortável a beira da praia e que praia
aquele lugar lindo coqueiros areia branca mar verde aguar transparentes
e quentes... tudo era lindo... nos primeiros dias eles me mostraram uns
lugares lindos cada praia melhor do que a outra... embora fosse época
de verão papai não estava de ferias e Janice também não sendo que ela
trabalhava meio turno pela manha... as tarde a gente saia para caminhar
pela praia ou ficava em casa conversando e logo me sentia super bem ela
fazia de tudo para me conquistar eu estava adorando minha madrasta e
mesmo sendo de brincadeira a chamei de mamãe o que a deixou emocionada
já que ela não tivera filhos... papai chegava do trabalho por volta das
5 horas da tarde e como o dia ainda estava super bom ele trocava de
roupa vestia um calção e saímos os dois de mãos dadas caminhando pela
praia conversando ele querendo saber mais sobre minha vida e coisas
assim as vezes ele colocava o braço em volta da minha cintura eu
adorava sentir seu corpo juntinho ao meu...
-- vocês parecem um casal de namorados... falava Janice
carinhosamente.. coisa que notei que era muito seguido no local garotas
namorando homens bem mais velhos... a todo momento a gente se abrasava
trocando beijinhos e muitos carinhos papai ficava me olhando de cima a
baixo...
-- nossa filha como tu cresceu neste ano...
-- ai paizinho assim tu me deixa sem jeito... ele então abria os braços
eu corria colando meu corpo no dele... e assim no maior carinho de
papai e da Janice os dias foram passando... um certo dia eu e Janice
fomos a um lugarejo fazer umas compras e ela comprou uns biquínis eu
aproveitei escolhendo uns mas fiquei surpresa pelo tamanho todos super
pequenos e olha que adoro usar biquíni pequeninho.. inclusive tive ate
que me depilar mais um pouco...
Quando papai chegou ficou me olhando sorrindo nos estávamos voltando da praia...
-- então querido olha só como a tua filha esta linda...
-- puxa esta mesma que gatinha... falou me abrasando na praia e Janice
resolveu voltar pra casa enquanto eu e papai dávamos a nossa
tradicional caminhada... quando passávamos por alguns homens e ate
mulheres notava os olhares para meu corpo e papai também mas não
ligávamos... quando voltamos papai comentou com Janice...
-- precisa ver a minha gatinha fez o maior sucesso com este biquinizinho...
-- não é só o biquíni ela é que é linda... disse Janice me abrasando e
beijando meu rosto mais uma vez... um dia retornando da praia virei o
pé e meu tornozelo inchou um pouco...
-- não te preocupa querida que isto depois de uns dias vai estar bem...
-- a Janice é massagista e fisioterapeuta... disse papai.. então ela
começou a me tratar todos os dias duas vezes por dia ela vinha fazer
massagem no meu pé.. eu ficava deitada ou sentada e Janice vinha com
cremes cheirosos massajando esfregando o nervo era muito gostoso...
Ainda no dia do acidente logo que chegamos tomei um banho me sentei no
sofá da sala colocando o pé pra cima e Janice providenciou uma bolsa de
gelo quando papai chegou veio me fazer dengo me abrasando sentando ao
meu lado me fazendo encostar no seu peito peludo e despido enquanto eu
estava com a perna pra cima... depois do jantar Janice veio sentando-se
na outra ponta do sofá colocando meu pé em cima do seu colo sobre uma
almofada e passando um creme ela começou a massajar levemente...
-- nossa Janice tu tem uma mão de fada...
-- ela é ótima massagista Verinha um dia tu pede pra ela fazer uma massagem relaxante é uma loucura a gente se sente outro...
-- as vezes o teu pai chega tenso do trabalho ele toma um banho e se deita pelado eu faço uma passagem ele fica novinho...
-- há eu quero experimentar sem duvidas...
-- quando tu quiser querida... disse... continuando a massajar meu
tornozelo... neste dia eu usava um conjuntinho de malha branco que
costumo dormir uma bluzinha de alçinha e um chortinho larguinho... alem
da calcinha não suava mais nada a bluzinha é curta daqueles que deixa a
barriga de fora a gente tomava um batidinha super gostosa enquanto
olhava a tv e Janice massajando minha perna..
-- ai Janice que mão macia chega ate dar um soninho...
-- que bom que tá gostando... tem que voltar interinha pro Sul...
-- e bronzeada também olha só papai já peguei uma corzinha.. baixei um
pouco a alça do ombro mostrando o inicio do seio... ele passou a mão no
meu ombro o dedo desceu um pouco tocando e dando um beijo no meu ombro
eu deixei a alça caida...
-- tá linda meu amor...
-- amanha a gente não vai poder ir pra paria vamos tomar sol aqui atras da casa... você vai voltar com a minha cor...
-- quem dera eu acho lindo a tua cor se eu ficasse com a metade do teu bronzeado já estava satisfeita...
-- tem que se cuidar com o sol meu amor, e ir se bronzeando de vagar...
-- pode deixa Raul que eu cuido direitinho da tua filhinha.. ela subiu
mais a mão passando pelo joelho ate minha coxa.. sorri inclinando e dei
um beijo no rosto ela corrrespondeu e ficou passando a mão na minha
coxa com o movimento a alvinha desceu mais um pouco revelando quase
todo o seio... quando notei dei um gritinho..
-- ai quase que fico com tudo de fora... Janice riu do meu jeito...
-- não esquenta Verinha aqui na Bahia é tudo natural as vezes na praia
a gente encontra homens e mulheres andando pelados ou tomando banho de
praia nus..
-- puxa é mesmo eu nunca tomei banho de praia nua..
-- é ótimo ainda mais a noite e acompanhada... disse Janice sorrindo...
-- minha baianinha gostosa... disse papai dando um beijo na boca... e
depois passou a mão de leve nos seios dela, no que levou um tapinha na
mão...
-- olha se comporta olha a menina... falou sorrindo....
-- menina? Obrigado Jan mas eu já tenho 15 anos... hum acho que esta na hora de ir dormir e deixar o casal a vontade...
-- que nada meu amor eu e Janice temos o tempo todo pra nos amar eu
quero ficar contigo o máximo que puder.. disse dando um beijinho no meu
rosto colocando o braço sobre minha cintura.. e depois me deu um cheiro
no pescoço que é uma das partes mais sensíveis do meu corpo o que me
deixou arrepiada marcando o tecido pelos bicos dos seios... Janice
notou olhando e sorriu comentando de brincadeira papai olhou fazendo
novamente...
-- ai paizinho para vai me deixar mais arrepiada ainda...
-- lindinha do papai... e para minha surpresa papai levou a mão
acariciando de leve meu seio... fiquei surpresa mas gostei peguei a mão
dele colocando sobre o seio...
-- ai que bom papai fica assim... e me virei de lado ele me deu um
beijo no rosto sorrindo apertando de leve meu peito e quando foi me
beijar no rosto eu tive a mesma intenção no mesmo momento e nossos
lábios se tocaram acidentalmente rimos os três e continuamos
conversando enquanto Janice continuava a passar a mão na minha coxa...
eu notava que ela tinha a visão da minha calcinha pela abertura da
perna do chorte e não esquentei e algumas vezes nossos olhares se
encontraram quando ela estava me olhando...
Quando passou da meia noite resolvi dormir tentei me levantar pra ir
pro meu quarto mas não consegui colocar o pé no chão então papai me
pegou no colo levanto pra minha cama... ele me deitou e puxou o
lençol...
-- eu to muito feliz por tu estar aqui querida...
-- eu também papai, eu ti amo...
-- eu também meu amor... ele me dei um beijinho na testa... eu segurei
seu rosto e dei um beijinho de leve nos lábios... ele sorriu me deu boa
noite e foi pro quarto... depois de algumas horas me acordei ouvindo
alguns gemidos despertei mais ouvindo Janice gemer eles estavam na
maior transa que durou quase uma hora.. fiquei imaginando como seria
papai como homem mesmo sendo meu pai não podia negar que ele era um
coroa muito charmoso levei a mão por baixo da minha blusa passando os
dedos nos seios e depois a outra por dentro da calcinha... depois de
algum tempo tudo ficou em silencio... eu não conseguia pegar no sono e
resolvi tomar água estava uma noite quente me levantei e meia dando uns
pulinhos fui para a cozinha ao passar no banheiro ouvi alguém
desligando o chuveiro, quando estava retornando ao passar novamente
pelo banheiro a porta se abre a Maria aparece totalmente nua com uma
toalha na mão ela levou um susto ao me ver..
-- nossa você quase me mata do coração... disse com aquele seu jeito
gozado.. enquanto eu olhava seu corpo despido e pude ver como ela era
linda Janice pegou a toalha colocando na frente.. então disse que
sentira sede e fora tomar água.. ela se prontificou a me ajudar a
voltar pro quarto colocou meu abraço sobre seu ombro e o outro em volta
da cintura e como ficava difícil de segurar a toalha para esconder sua
nudez pediu para eu segura-la e foi comigo ate meu quarto e o contato
do seu corpo nu o cheiro gostoso mexeu comigo apensa de nunca Ter tido
qualquer contato com mulher... depois de me deitar ela pegou a toalha
colocando em volta do corpo e passou a mão no meu rosto
carinhosamente...
-- e como esta o pé?
-- esta bem eu é que estou com calor acho que é falta de namorado... falei rindo ela também...
-- quem sabe tu não encontra um coroa charmoso que nem o teu pai pela praia quando ficar boa do pezinho...
-- hum acho que vai ser muito difícil, bonito charmoso como ele acho que não tem...
-- e gostoso.. disse ela rindo... me deu um beijo no rosto e foi embora...

No outro dia era sábado acordei papai já tinha saído para trabalhar...
eu me sentia melhor com relação ao pé e propôs a Janice que fossemos
dar uma volta, iniciamos nossa caminhada pela praia mas quando começou
a dar uma dorzinha resolvi não forçar e voltamos pra casa... me sentei
la fora e Jan trouxe uma almofada para colocar o pé para cima um suco
gelado e depois veio massajar me pé...
-- ai Jan tu é tão legal me trata com toda mordomia...
-- você merece estamos muito felizes por estar em nossa casa...
continuamos a conversar ela sempre passando a mão no meu pé as vezes
subindo pela perna ate a coxa enquanto me contava como tinha conhecido
papai...
-- puxa que legal Jan da pra notar pelo sorriso do papai que ele esta muito feliz ao teu lado...
-- eu também estou Verinha, o teu pai é um homem trabalhador carinhoso e...
-- e muito gostoso na cama não é? Perguntei... ela riu...
-- é sim querida é um ótimo amante, olha eu nuca fui de Ter muitos
homens mas vou te dizer tem dias que ele me deixa de perna tremendo...
disse rindo meia sem jeito...
-- é mesmo Jan.. eu nunca imaginei que o papai fosse um amante tão fogoso assim...
-- se é menina a gente se da muito bem na cama as vezes fico dois dias sentando de ladinho... e rimos as duas..
-- nossa Jan dois dias? Ela riu...
-- vou te contar um segredinho ele é tarado por bunda e peito, eta
gaucho macho sim senhor... ri do seu sotaque e jeito gozado de falar..
-- nossa, que loucura hem, tu ate me deixa com aquele calorzinho ainda mais que faz dois mêses que briguei com meu namorado...
-- tadinha da menina tá carente tá, mas com um corpão desses logo vai
arrumar outro namorado... seu olhar passou por todo meu corpo, havia
dobrado uma perna e a mão dela subiu pelo meu joelho descendo pela coxa
parando na cintura o braço apoiado no meu biquíni...
-- a concorrência la no Sul é grande se eu voltasse com este teu bronzeado quem sabe...
-- mas vai ficar bem escurinha sem nenhuma marquinha... ela levou a mão
passando no meu rosto e desceu a mão passando os dedos de leve nos meus
seios...
-- há totalmente sem marquinha não, gosto de ficar com aquela marquinha
branca no bumbum... ela riu passando a mão na minha barriga e subindo
na coxa e descendo novamente os dedos passando perto do pequeno
biquíni...
-- e vai ficar linda... disse passando os dedos perto dos meus seios...
seus toque sutis estavam me deixando arrepiada estava gostando... e
continuei a comentar...
-- detesto aquelas marcas brancas em cima principalmente nas costas
acho tão feio ainda mais quando a gente tem que usar um vestido de
costas nuas...
-- mas é só tomar sol sem a parte de cima... disse ela...
-- é verdade mas eu moro em um apartamento com mamãe e a gente não tem um lugar com privacidade para tomar sol assim...
-- então aproveita estes dias aqui tu pode tomar sol do jeito que
quiser ate pelada, sabe aquelas pedras la depois da encosta tem um
lugar lindo é uma prainha pequena pouca gente conhece o caminha mais é
o povo que mora aqui sempre tem mulher tomando banho pelada...
-- e homem também?
-- claro que sim o teu pai é que diz que la é a praia do paraíso a praia dos pelados...
-- há é assim, quando eu ficar boa do pé tu tem que me levar la...
-- levo sim o teu pai adora ir la pra ver as mulheres...
-- mas vocês vao juntos é?
-- claro que sim ou tu acha que vou deixar meu homem numa praia cheia de mulher pelada...
-- e vocês também ficam pelados?
-- mas é claro sua boba..
-- o papai também?.. ela riu.. do meu jeito...
-- claro que sim, os homens tudo com as coisas balançando..
-- as vezes quando um sobe (fez um movimento com o dedo pra cima) tem que entrar no mar...
-- o papai também fica de pinto duro?
-- fica sim, e ainda fica me mostrando as garotas mais novas, mas
quando chego em casa eu dou uma boa transada nele que ele fica calminho
os dois dias...
-- ai Jan tu é um barato... falei rindo beijando o rosto dela que pegou minha mão beijando...
-- então não quer aproveitar que ele não chegou a passar o bronzeador?
-- quero sim... ela foi buscar o bronzeador feito por essências de
plantas nativas e começou a passar nas minhas coxas subindo pela
barriga nos ombros rosto nos braços e depois parte do peito...
-- é melhor tirar a parte de cima pra não ficar marcada... me sentei
levando as mãos atras e desfiz o laço ela ficou olhando meus seios e
depois passou mais bronzeador nas mãos... e levou a mão tocando meus
seios...
-- não tem problema de ficar assim aqui?
-- não tem não, as vezes eu ando pelada por aqui...
-- é mesmo? O papai também?
-- claro ele adora andar pelado e gosta de me ver caminhando pelada só
que ai não consigo fazer nada ele fica o tempo todo me agarrando...
-- mas também com uma morena linda, com um corpo desses, qual o homem
que não iria te agarrar ainda mais andando pelada... ela me olhou
sorrindo beijou minha mão pressionando meu mamilo me fazendo suspirar...
-- que mão macia Jan... suspirei novamente sorrindo pra ela... que
deslizou a mão pela minha coxa subindo novamente para os seios...
-- você é muito bonita, que corpo lindo...
-- o tem também é querida... ela passou mais liquido na mão voltando a tocar meus seios...
-- ai que bom... suspirei novamente ela sorriu...
-- aqui tem que passar bem por causa do sol imagina se ficar vermelha e
dolorida depois não da nem prós namorados fazer um carinho...
-- tenho os mamilos muito sensíveis eu fico arrepiada quando sou beijada no pescoço e nos seios...
-- eu notei aquele dia quando a gente tava no sofá e o teu pai te
beijou no pescoço ele logo ficaram assim durinhos como agora marcando a
blusa...
-- é mesmo, ainda bem que o papai nem notou... ela riu...
-- ai não vai me dizer que ele notou? Ela riu novamente... há me conta Jan o que ele te falou conta vai...
-- foi depois quando a gente foi se deitar ele comentou que tu estava
linda e disse que fora só dar um cheiro e tu já tinha ficado
espetecada... falou rindo..
-- ai que vergonha..
-- deixa de ser boba ele é teu pai e te viu nascer...
-- claro que sim mas só que não sou mais uma criança..
-- isto a gente sabe tá um mulherão com um corpo lindo...
-- aii Jan tu é um amor, também acho teu corpo lindo, esta cor e garanto que não tem nenhuma marquinha...
-- eu já sou meia escurinha e depois com este sol todo, andando quase
sempre pelada só tenho umas marquinhas de leve em baixo mas em cima é
parelinho...
-- é mesmo deixa eu ver... ela puxou pro lado deixando os seios livres redondos com os mamilos escuros...
-- tu não te importa posso tocar?
-- claro que sim fica a vontade...
-- que bonitos são macios... era a primeira vez que eu tocava no corpo
de uma mulher... ela suspirou quando apertei de leve os mamilos...
-- os teus também são sensíveis... ela sorriu...
-- ai Jan o papai não vai chegar? Não quero que ele me veja assim.. ela riu da minha preocupação...
-- mas vocês gaúchos são cheios de coisa garanto que o teu pai não ia se importar se tu andasse assim ou ate pelada...
-- ai será mesmo? Sei la pelada acho que não teria coragem... logo
quando falamos ouvimos papai chegando dei um pulo me sentando e
colocando no lugar o biquíni ela riu do meu jeito e depois ajeitou o
biquíni...
-- oi meus amores... disse ela vindo e dando um beijo nela e depois
beijando meu rosto... papai notou que a gente tava rindo e quis saber o
que era..
-- olha vocês duas o que estão armando... disse rindo e foi trocar de roupa... papai iria fazer um peixe assado.

Continua.....

Gostaria de receber emails de pessoas que já tiveram relações
incestuosas e, trocar fotos... beijos a todos...

 

vvera@zipmail.com.br

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4