Almoço depravado com a filhinha puta

Há aproximadamente dois anos, eu e minha esposa, Leila, transamos com nossa filha, Sabrina. A Sabrina se mostrou desde cedo muito safada, o que logo despertou os desejos de sua mãe, que já foi dançarina de boate (para não dizer que ela era puta)! A partir daí, foi esperar a oportunidade certa para começarmos nossa \"farra\".

Numa outra oportunidade, escreverei contando como começamos a transar com a Sabrina, hj quero contar a última surpresa que essa putinha por natureza nos aprontou. Há uns dois fins de semana atrás, eu estava navegando na internet, enquanto a Leila, minha esposa, estava preparando o almoço. A Sabrina estava impossível naquela manhã! Apesar de termos transado logo cedo, ela não se satisfez. Depois do banho não quis se vestir, passou a manhã inteira andando pelada pela casa e se masturbando. De vez em quando ela vinha chupar meu pau um pouco, depois ia brincar com a Leila, voltava a se masturbar, até que ela foi à cozinha dizendo que estava com fome. Sua mãe lhe disse que estava fazendo macarrão para o almoço e que não demoraria. Mesmo assim ela pegou um pequeno copo no armário, colocou um pouco de leite condensado e saiu comendo. Veio até meu quarto, onde eu ainda estava navegando, vendo fotos pornôs. Ela começou a lambuzar seu consolo com o leite condensado e enfiá-lo em sua xaninha.

Depois de tirá-lo, todo melado, ela o chupava e cuspia, deixando seu brinquedo bem lambuzado... Eu já estava excitado devido às fotos e ao chat que estava, aproveitei a deixa para me virar de frente para Sabrina, tirei meu pau e comecei um suave e lento vai-e-vem, esperando que ela viesse me chupar, mas, com um sorriso maroto, ela se aproximou, deu um beijinho sapeca na cabeça vermelha da minha pica e disse: \"vamos papai, mamãe já preparou o almoço!\". Sorriu e saiu rebolando para a cozinha. Confesso que fiquei desapontado, mas, tudo bem. Me despedi da garota da sala de bate-papo, terminei de salvar os filmes e fotos que estava baixando da net e também segui para a cozinha.

Foi, no mínimo inusitada, a cena que vi ao chegar... Minha esposa estava com a blusa levantada e o sutiã abaixado, deixando seus seios à mostra. Tinha os biquinhos durinhos e estava toda suja de molho do macarrão; a Sabrina, tinha o rosto também sujo de molho e muito macarrão espalhado pelo corpo. Pude perceber que com uma mão pegava a comida com o garfo, sempre deixando cair um pouco para fora da boca, e com a outra mão se mastubava. Minha esposa apenas sorria para mim, achando graça de toda aquela cena. Minha filinha então, olha para mim e diz, ainda de boca cheia: \"vem cá papai, almoce conosco também\". Ela me puxou pela bermuda e me colocou de pé ao seu lado, tirou meu pau da bermuda e começou a chupá-lo, ainda com muita comida na boca. Vi minha rola ficando vermelha de tesão e molho de macarrão. Minha esposa apenas ria, esfregando um cubo de gelo nos bicos dos seios. Eu tinha o pau dolorido de tanto tesão. Ela chupava, cuspia na cabeça do pau, massageava meu saco, chupava minhas bola e salivava muito, fiquei todo melado de uma mistura de baba com molho...

Minhas pernas já estavam ficando bambas, eu apertava sua cabeça contra meu pau, querendo ir até o fundo de sua garganta, a puxava pelo cabelo e dizia: \"isso filhinha, mostra para mim que tua mãe te ensinou direitinho a ser puta! Chupa! Chupa vadia!\" Ela percebeu que eu estava para gozar e parou. - Esse macarrão está tão gostoso mamãe - disse Sabrina. Mas acho que ainda falta um toque especial! Aí, ela direcionou meu pau para seu prato de macarrão e esfregou a ponta na comida. O calor da comida, que cobria minha pica, era delicioso. Sabrina continuou a massagear meu saco, segurando meu pau com a outra mão. Então, não aguentei mais, e comecei a gozar. Em cima do prato! Cobri seu macarrão de porra, muita porra. Eu estava com muito tesão.

Quase cai para trás, estava sem forças. Meu pau começou a amolecer, então arrastei uma cadeira e me sentei. Sabrina misturou o macarrão no prato e começou a comer. Devora a comida, e dizia, com a boca cheia, deixando sempre cair um pouco de macarrão que escorria pelo corpo: \"agora sim, mamãe, está uma delícia!\". Terminamos de almoçar e pedi para descansar um pouco. Minha filha falou: \"então vá para a sala com a mamãe, porque EU vou preparar a sobremesa, mas não quero ninguém cansado, porque vai ser BEM melhor que o almoço!\". Peguei minha esposa pelo braço e fomos para o sofá tomando um copo de suco.

Ouvimos Sabrina arrumando a bagunça que fizera na cozinha e depois de uns vinte minutos ela apareceu na sala para a sobremesa...

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

muito fraco

muito fraco

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
8 + 3 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4