Sou louco pela minha irmã

Tenho 19 anos, sou do tipo forte e grande. Moro com
meus pais e minha irmã Roberta de 18 anos. Tudo
começou no início do ano, quando ao brigar
com minha namorada, fiquei uns dois meses sem nenhum
sexo. Eu já estava para explodir. Certa vez,
ao chegar mais cedo da faculdade deparei com uma cena
que me deixou completamente perturbado. Roberta, que
chegara de sua aula de dança estava deitada de
bruços no chão assistindo TV. Ela usava
uma mini saia sobre uma minúscula calcinha de
renda toda enfiada que deixavam totalmente ` mostra
a sua empinada bundinha .

Instintivamente meu pau reagiu,
formando um enorme volume sob minha calça. Ao
perceber minha presença, ela compôs-se,
sem graça mas não pode deixar de perceber
que seu corpinho de ninfeta começava a me encher
de tesão. Fingi que nada acontecia, subi para
meu quarto onde me masturbei desesperadamente pensando
naquela delicia de menina que estava a poucos metros
de mim. A partir deste dia não tive mais paz,
pois Roberta parecia fazer a máxima questão
em me tirar do sério. Era cada vez mais freqüente
topar com ela desfilando em seus shortinhos cavados
e camisetinhas que denunciavam seus lindos peitinhos
ainda se formando. Incrível como Roberta com
aquela idade estava tão gostosinha.

Cinturinha
fina, bumbum arrebitado e coxa grossa. Eu tinha que
possuí-la! Depois de três meses de tortura,
numa noite em que estávamos sos em casa, eu assistia
um filme na sala, quando percebi que minha irmã
havia descido para beber água. Ela usava um baby-doll
transparente tamanho "ppp". Podia-se perfeitamente
observar seus mamilos rosados sob o tecido. Também
era impossível não babar ao admirar aquele
shortinho minúsculo quase invisível entrando
na bunda que realçava sua tanguinha vermelha
cavada. Ao voltar da cozinha sentou-se ao meu lado e
me confessou estar com medo dos trovões que eram
intensos. A convidei para assistir o filme e ao sentir
o calor de sua coxa ao lado minha foi o suficiente para
meu pau enrijecer como uma rocha. não pude disfarçar
minha excitação sob meu short de malha.

Fiquei ainda mais excitado ao perceber que ela já
havia percebido e que fixava imóvel meu membro
que já tomava proporções gigantescas.
Com muito jeito a perguntei o que ela achava do meu
pau. Assustada e sem jeito me disse que não sabia,
pois nunca tinha visto um assim antes. Perguntei se
ela gostaria de vê-lo para fora. Um pouco mais
a vontade me disse que sim. Então puxei bem devagar
minha pica, que a essa altura latejava de tanto tesão,
para que ela pudesse admira-la. Quando o coloquei todo
para fora ofereci para que ele o tocasse. Me perguntou
se eu achava certo aquilo, e respondi que não
faríamos nada de errado. Apenas pegar não
tinha problema. Meio desconfiada segurou meu membro.
Percebi sua excitação, ao exclamar: Nossa!
Como é quente e duro! Lentamente fui a encorajando
a acaricia-lo. Em pouco tempo já estava sugando
minha vara com toda volúpia de uma adolescente
totalmente tomada pelo tesão.

Coloquei-a, então,
de quatro e fui arrancando com a boca seu shortinho
e sua calcinha que estavam completamente encharcados
. Que delírio aquela marquinha de fio dental
desenhada em seu bumbum bronzeado! Roberta rebolava
como uma fêmea no cio. Implorava para ser penetrada.
O que fiz como um animal. Estoquei-a com velocidade
e violência. Ela se contorcia de tanto prazer.
Fizemos amor de todas as maneiras possíveis.
Minha irmã era insaciável, apesar de sua
inexperiência. Depois de horas de sexo selvagem
tomamos banho juntos, onde ainda rolava sacanagens e
mais sacanagens. Que fêmea é a minha irmã!
já eram três horas da manhã, quando
exaustos e saciados adormecemos. já fazem três
meses que nós transamos e não me arrependo
em absoluto. Sou louco por minha irmã!

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
4 + 11 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4