Foi foda comi o cú da sogra

Conheci minha namorada numa festa da empresa na qual trabalhava. Ana
era linda e muito alegre - o que chamou a minha atenção. Era uma morena
encantadora, olhos claros, cabelos pretos e compridos até à cintura.
Bebemos, dançamos e nos divertimos muito. No final da festa perguntei
se podia deixá-la em casa. Ana sorriu e aceitou. Como não tinha
namorado, a companhia de um rapaz era sempre muito bem-vinda.
Conversamos bastante durante o caminho, o mesmo que percorri tantas vezes depois...


Ana e eu começamos a namorar e depois de uns três meses fui à sua casa
conhecer meus sogros. O pai era um homem simpático. Aparentava ter
pouca saúde, muito debilitadopela vida. Em compensação, minha sogra era
uma linda morena de no máximo 48 anos, cabelos já ficando grisalhos,
indo aos ombros, umas pernas tão bem torneadas que eram um pecado!
Com seus olhos verdes, seios grandes, lábios carnudos e uma bunda dura
e empinada, Marlene era o original perfeito da filha Ana.


Uma mulher exuberante que fazia a macharada suspirar quando passava
rebolando, do alto de seus tamancos, levando no tornozelo esquerdo uma
pequena pulseirinha prateada. A bijuteria cintilava e a deixava ainda
mais faceira.
Seus pés eram um oásis. Como um bom pedólatra, me deixei levar por seus
pezinhos mimosos, de unhas muito bem-feitas, pintadas sempre de cor
clara.
Minha sogra era simplesmente um tesão de mulher!
Mesmo tentando, não conseguia desviar os olhos de sua bundona e do seu
rebolado, e acabava sempre tendo que disfarçar meu cacete armado.


Já não sabia mais o que fazer para disfarçar o meu desejo por Marlene. Confesso: estava dividido entre mãe e filha...
Um dia, por um motivo qualquer, Ana disse que só chegaria depois do
horário combinado. Eu deveria fazer companhia à sua mãe. Era a minha
grande chance! Sozinho com Marlene, fui conversar, criando coragem para
me declarar.
Comecei com um papo meio mole, mas ela era tão cativante que acabei
soltando: ?Não posso continuar a namorar a sua filha. Estou interessado
em outra mulher...?
Ela me olhou surpresa, mas continuou me ouvindo atentamente. Expliquei
que Ana era virgem. ?E tenho muito tesão por essa outra mulher?.


Sentia que minha sogra fazia força para entender como eu podia revelar-lhe aquilo tudo:
?E quem é essa mulher, posso saber??
Então, sem ensaio nem mais delongas, confessei na dura:
?É você, Marlene, é por você que estou apaixonado!?
Marlene quase caiu dura de susto. Mas não perdeu o rebolado. Aí, meu amigo, eu quase caí duro de susto...
?Mas eu também me sinto atraída por você... E nem precisa terminar com a Ana. Sou casada, se esqueceu? Podemos ser amantes...?


Foi a glória! Ter duas mulheres maravilhosas, a santa e a vagabunda, só para mim!
Por estarmos sozinhos e a sede de sexo daquela mulher experiente
fizeram com que me agarrasse em plena cozinha. Primeiro, ela me beijou
com volúpia, sugando minha língua enquanto eu massageava suas costas e
seus seios fartos.
Nossos corpos estavam colados e ela podia sentir meu caralho duro
contra o seu corpo. Foi descendo, descendo, até sua boca ficar na
altura do meu membro. Então, com muita calma, ela abriu a minha calça e
tirou o meu cacete.
Quase gozei quando senti sua língua tocando na cabecinha! Ela chupava
tão gostoso! Suspirava e rebolava o bundão sarado. Marlene sabia chupar
como uma verdadeira puta.


Batia com o pau em seu rosto, abocanhava e se babava de tanto me
chupar. Cheirava, lambia as minhas bolas, massageava meu saco, uma
loucura...
Quando senti que tocava o fundo de sua garganta, percebi que não
poderia me controlar por muito tempo. Então, a safada simplesmente se
debruçou sobre a cadeira e desceu a saia, ficando peladona e de
tamancos na minha frente! Era demais!
Catei a gostosa pelos quadris e comecei a roçar meu pau no vão daquele
traseiro lindo. Ela rebolava e não agüentou: abriu sozinha a bunda com
suas mãos para eu meter gostoso.
Seu cuzinho não parava de piscar. Ela disse, com sua voz rouca:
?Vem, querido, fode essa bunda agora, fode... Essa é a sua grande
chance, via sempre que você queria esse rabo. Ele é seu. Vem, me come,
vem...?
Marlene falava muita sacanagem. Pedia para ser arrombada, queria tirar o atraso, levar muito no cu. Foder até gozar pela bunda.


Comecei a forçar a entrada. No início estava um pouco difícil, mas ela
ajudava se arreganhando toda. Fui empurrando até entrar tudo, até o
talo.


Aí começou a maravilha. Soltamos um longo gemido e passei a estocar aquele rabão com muito vigor.
Marlene se mordia enquanto eu socava, enfiava, metia e comia. Meu saco
batia em sua boceta e ela gritava a cada metida. Olhava-me por cima dos
ombros e pedia para não parar de fodê-la, e a arrombasse todinha.
Passei a dedilhar seu clitóris, dando um duplo prazer à minha sogrinha,
fazendo-a gozar como uma desvairada. Como meu gozo se aproximava,
comecei a bater em sua bunda, puxando seus cabelos e arranhando suas
costas.
Senti o espasmo de prazer percorrer todo o meu corpo. Segurei-a pelos
quadris e soquei mais uma vez meu caralho lá no fundo de seu rabo. Aos
berros, esporrei e enchi seu cu com meu esperma, chamando-a de puta
gostosa, safada e vadia.
Ela parecia uma égua enlouquecida com meu dedo em seu seu grelo e meu
pau no cu. Gozava e gritava: ?Quero ser a sua putinha, adoro ser
arrombada desse jeito! Vai!?


Esperei-a terminar de gozar e tirei meu pau. Aí pude ver o estrago que
havia feito: seu cu estava todo arrombado e escorria porra pelas suas
pernas.
Levei-a ao seu quarto e comecei a dar outro trato na coroa gostosa.
Beijei-a com carinho e fui descendo até seus seios macios. A putona
ganhou novas forças e recomeçou tudo, se esfregando em mim, gemendo a
cada toque da minha mão.
Ergui suas pernas sobre meus ombros e comecei a empurrar meu pau, que
dava pulos de tesão. Comecei a meter sem dó naquela xana peludinha.
Como era apertada, quente, gulosa!


Marlene me engoliu todo, gemendo e erguendo ainda mais os quadris para entrar tudo, profundamente. E não parava de gritar:
?Ai, amorzinho, fode a tua sogra, fode! Que saudade de sentir um pau na
minha xota! Já faz quatro anos que aquele corno do meu marido não trepa
mais comigo. Como é bom sentir um caralho fodendo a minha boceta. Hum,
isso, mete com força, mete mais... Ai, que trepada mais gostosa...
Assim vou querer dar sempre para você, meu safadinho...?
Depois disso tudo não me segurei e atendi a seu pedido: enchi a sua
boceta de porra. Marlene dizia: ?Ai, hum, ui, que gostoso...?


Foi realmente uma das melhores trepadas e gozadas da minha vida! Por
isso, deixo aqui o meu recado para as mulheres casadas, solteiras,
viúvas, sem preconceito de raça, idade ou posição social. Se desejarem,
faremos tudo o que relatei e muito mais...


Sou branco, 25 anos, militar (bombeiro), olhos verdes, 1,81m, 84kg,
bonito, fogoso, com 20x5cm de dote. Tenho ereção prolongada e farta
ejaculação. Adepto de preser-vartivos. Sem vícios, educado e sigiloso.
Cartas com foto normal (xerox) e fone de todo o Brasil, por favor.

Bombeiro
SP23216
Caixa Postal 18400
São Paulo – SP
04626-970

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

quero coroa

Ola, posso te sastifazer

aonde vc morra em sao

aonde vc morra
em sao paulo
se vc quiser eu posso realizar seu pedido e desejos
adoro uma mulher como vc fogosa e gostosa
espero seu retorno
que sim ou nao
sou casado , tenho 29 anos , e estou disposto a te fazer vc mulher novamente

Quero conhecer-te

Deves ser uma boa trepa

da um cuzinho

eu guero conhecer melhor vc vc gosta de etero eu sou etero bjs

Nossa adoro me passa um

Nossa adoro me passa um e-mail tem msn quero conhecer melhor vc

quero te comer coroa

aew coroa já q seu marido ñ da conta vem plo meu mundo to esperando sua resposta ai está meu email wendel_quaresma@hotmail.com é orkut e msn

Contato para te comer

Me envie seu msn ou e-mail, tel, orkut, para que possamos ver a possibilidade de comer vc a todo momento e podermos gozar sempre. Aguardo.

quero vc gostosa ,k tem o marid brocha me adda ai ok

sou gaucho tenho 51 anos e estou em plena forma moro em santa catarina e adoro foder um cuzinho e uma bucetinha ok .

eu quero!

uii eu tenho 43 anos e meu marido ja é velho e tem 50 anos ele não tem mais força de trepar comigo porque eu sou muito selvagem e da ultima vez que a gente trepou (a 5 anos) eu dei uma mordida no pau dele chega sangro ai ele nunca mais quis trepar comigo. Quero ser comida por um rapaz como você que tenha pegada, pra que eu iria ficar inferrujada se tem tantos caras gostosos pedindo pra alguem dar? haha meu marido é um corno daqueles, eu só quero um sexo anal e horal bem gostoso, pode até morder meu sininho que eu nem ligo, pode enfiar no meu cu com força e eu vou gemer pacaramba mas de praser logico minha vagina ta piscando aki esperando esse cassete entrar com toda força aaaaaaaaain!!! vem logo poha desgraça vem meter, vem me comer todinha que você vai ver o que é sexo selvagem! chupo o pau bem gostoso! ;)

ESSE CARA TA SONHANDO MUITO

ESSE CARA TA SONHANDO MUITO

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4