Fotografia

Ninguém conhece ninguém.

Nem mesmo o alguém que está dentro de si mesmo.

É um segredo secreto.

Um enigma sem solução.

 

Não basta olhar para acreditar.

não sou Tomé, nem vocês São Tomé.

Temos que ir mais fundo,

Além da própria fotografia.

 

Quantas vezes estive sorrindo,

Na foto que você tanto gosta,

E chorava por dentro,

Por uma condição imposta.

 

Sei que é mais fácil acreditar no sorriso,

Do que perguntar o porquê do choro,

Ainda mais quando fere o decoro,

De algo que é pecado,

E também é condenado.

 

Por isso, rasguei as fotos

Que estavam na estante.

Em busca do restante,

Que ainda sobra em mim

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4