Loucuras de um poeta

 De um poeta pouco se sabe,
pouco se entende,
pouco se diz.

De um poeta nascem versos,
nascem estrofes,
nascem rimas e mais rimas.
(Mas do poeta, nada se diz)

Quando muito,
fala-se de sua loucura,
de seu jeito maluco
e das coisas que escreve (parecendo em vão)
e que para muitos não enãontra nexo.

O poeta é um louco,
que sente no escrever uma magia de alguém  que acredita em tudo que diz
e nas mensagens que muitas vezes ousa exprimir.

O poeta acredita no  mundo que cria,
tem certeza dos sonhos que constrói e expressa no papel.

O poeta é um louco, disto nãoo tenho dzvidas...

O poeta cria ritmo onde quer,
faz da métrica; sua aliada,
faz da vida; sua mulher, seu esposo, o que quiser.

O poeta é um louco que sabe viver feliz num mundo que para muitos ainda não
aconteceu, mas que um dia vai existir, além das fronteiras do papel.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
7 + 1 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4