Inesquecível

Lembrando sempre das coisas que deixei de viver,
Recordando sempre dos momentos ruins que passei,
Amargando os acontecimentos malditos e as frustrações que carrego comigo,
torno inesquecível me conhecer.

Trazendo no peito; mágoas.
Pulsando dentro do coração; sangue venoso.
Pensando somente em bobagens e fazendo de minhas ações uma força nula e
incapaz de mudar alguma coisa,
torno inesquecível me conhecer.

Em nãos, vou-me construindo.
Em dores, vou-me consumindo,
até tornar-me água barrenta que ninguém quer beber.

Torno-me inesquecível então somente com a força dos que querem me esquecer.
(E não conseguem pelo Mal que sempre fui e vou continuar sendo).

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 2 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4