Travessia

Não sentindo,
chão para pisar.
Não vendo,
chão onde chegar,
vou caminhando sem rumo,
tendo a certeza de completar a travessia.

Não encontro lindas paisagens.
Não há céu azul a me seguir,
nem estrelas a me acompanhar.
Vou solitária,
(sozinha mesmo),
cumprindo a travessia que tenho que passar.

Não vou de passo em passo,
nem corro como os que me atropelam.
Devoro poeira,
me arrasto.

Sem saber onde chegar,
o lugar vai estar me esperando.
Único encontro certo que sei vou ter,
e do qual não poderei escapar.

Sou destino certo,
em lugar comum.
Sou destino certo,
de lugar nenhum.

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

tavessia

Olá Maite, prazer..e encantado, rss.
Eu gosto muito de literatura e poesia. gostei desta travessia, ainda não li as outras,
sigo teu rastro , meus pés pisam sobre as suas marcas deixadas na areia morna.
com o desejo de me perder para te encontrar.
Não importa o objetivo e sim, a travessia.

Beijo e boas inspirações.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4