De você, nada sobrou

 Meu desejo - emudeçou com sua boca.
Minha vontade - cessou com seus toques.
Meu prazer - matou com seu mais sofrido suor de satisfação.

Devora meus pedaços, agora.
Acaba comigo de uma vez.

Cheguei num ponto qualquer,
que eu acho que é a felicidade.
Sorrio, sem tem por que
Choro, sem saber por onde.

Perdi a noção de quem sou,
não imagino com quem estou
e vivo partindo, sem saber para onde vou.

Desiludida com a vida,
minha única certeza é o nada
que me restou.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
15 + 4 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4