Mulheres com HIV têm risco maior de desenvolver câncer genital

NOVA YORK (Reuters Health) - Um novo estudo sugere que as mulheres HIV positivo apresentam probabilidade maior de ter alguns tipos de câncer na região genital -- que incluem tumores na vulva e no ânus. Anteriormente, já se sabia que elas tinham mais risco de desenvolver câncer do colo do útero.


As conclusões do trabalho indicam que todas as mulheres infectadas pelo vírus da Aids devem ser submetidas a exames ginecológicos rotineiros para pesquisar lesões pré-cancerosas ou anormais, informou a equipe de Thomas C. Wright, da Universidade de Colúmbia, em Nova York.


O risco excessivo é provocado por uma combinação de fatores que compreendem a debilidade imunológica, consequência da contaminação pelo HIV, e a infecção pelo papilomavírus humano (HPV), que é transmitido sexualmente. Há vários tipos de HPV. Alguns deles causam verrugas genitais enquanto outros aumentam a probabilidade de ocorrência de câncer no colo do útero.


No estudo, os pesquisadores avaliaram 481 pacientes portadoras do vírus da Aids e 437 mulheres HIV negativo que viviam na região de Nova York. Todas foram submetidas anualmente a dois exames ginecológicos, durante cerca de três anos.


Numa fase inicial, os pesquisadores verificaram que 6 por cento das pacientes HIV positivo tinham verrugas genitais ou lesões pré-cancerosas. Entre as voluntárias não-infectadas, apenas 1 por cento apresentava o problema.


Os especialistas acompanharam as mulheres que não possuíam nenhuma lesão e verificaram que as HIV positivo foram 16 vezes mais propensas a desenvolver as alterações pré-cancerosas nos três anos seguintes. As lesões surgiram em 33 pacientes com o vírus e apenas em duas mulheres sem o HIV, segundo o artigo publicado na edição de 12 de janeiro da revista The Lancet.


No geral, nove portadoras do HIV (2 por cento) receberam diagnóstico posterior de câncer genital invasivo, indicou o trabalho. Em uma delas também foi constatado tumor invasivo na região anal.


Os cientistas recomendaram que, "como parte de qualquer exame ginecológico, as mulheres com HIV devem ser submetidas à inspeção completa da vulva e da região perianal. As que apresentarem anormalidades devem passar por uma colposcopia (análise das células da vagina e do colo do útero) e por biópsia".


Fonte : The Lancet 2002;359:108-113.

http://br.news.yahoo.com/020114/16/257l.html

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
1 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4