Moscou proíbe Parada Gay pela terceira vez consecutiva

As autoridades russas proibiram, pelo terceiro ano consecutivo, a realização da Parada Gay de Moscou, afirmando que não permitirão que sejam conduzidas ações lideradas pelas minorias sexuais durante os feriados de maio.

O impasse teve início na noite da última quarta-feira (23), quando Sergei Tsoi, secretário de imprensa do prefeito de Moscou declarou, em nome do governo, que a administração municipal agirá de forma decisiva e intransigente, asssim como nos anos anteriores, para impedir as tentativas de realização do evento do Orgulho Gay, simplesmente porque a maioria absoluta da sociedade russa não aceita o modo de vida dos gays e suas filosofias.

Segundo Tsoi, proibindo a realização da Parada do Orgulho Gay, as autoridades de Moscou estão justamente protegendo as minorias sexuais russas.

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
2 + 9 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4