Meu sonho

Sou casado há 30 anos e amo minha esposa V. Já não tenho tanta vibração no sexo como antes, mas ainda dou conta do recado. Lendo várias estórias em sites adultos onde casais incrementam suas relações, passei a sonhar com isso como forma de aumentar nossa libido. V foi reticente no início, mas vendo os sites aceitou e entramos na sala de bate papo da internet. Encontramos um cara que pareceu simpático e disposto e começarmos a conversar sobre sexo virtual. No início a coisa rolou devagar. No segundo passamos para a sala particular onde o papo se aprofundou. Saímos da sala cheios de tesão. V gozou bastante. No terceiro contato falamos sobre nossas preferências e vi a V bem a vontade. Nas outras a conversa fluiu para sexo puro e ele sugeriu fazermos sexo a três.

Primeiro pediu para nos despirmos. Depois nos conduziu e pediu que ela se tocasse. Foi estranho, mas estava muito gostoso vendo ela se masturbando, apertando os seios, e dizendo que era toda dele. Eu me masturbava imaginando ele nos vendo quando ele começou a dizer:

- Sente minhas mãos no seu corpo, minha boca beijando os seios, os dedos em sua buceta, meu pau na sua boca, como você chupa gostoso, isso abre bem as pernas, seu marido vendo meu pau invadindo sua buceta.

Nisso V começou a gemer alto e gozar intensamente, enquanto eu também gozava imaginando aquela cena. Os dias passaram e não nos falamos mais e a cena que fantasiamos não saia de nossas transas. Contei a V que receberia na semana seguinte um representante da Espanha, um cara de uns 38 anos, saradão, e que ele queria conhecer uma casa dessas de massagens, disse a ela:

- Você imagina nós fazermos uma surpresa a ele? Posso dizer que essas casas são muito caras e que eu conheço uma mulher que já trabalhou nelas e agora, casada, só atende alguns amigos. Já pensou, ele, sem saber que você é minha esposa, transando na minha frente? Tesão.

Imaginando a cena, V me agarrou cheia de tesão e molhada. Disse que podia ver qual era a dele. Apresentaria minha amiga L na minha casa, já que minha esposa estava em viagem. V adorou, confessou que morria de vontade mas não tinha coragem de fazer na minha frente,  vi em seus olhos um brilho diferente.

- Ok! Disse, mas quero uma câmera no quarto filmando tudo.

A partir daí não agüentávamos de ansiedade, era só nos olhar para sentir tesão. Chegando a visita vi os olhos dela devorarem o cara, que realmente era muito bonito. Fui dar uma volta para ficarem a vontade.

Voltei depois de uns 40 minutos, entrei pela porta de serviço e em silêncio tirei os sapatos. Nada vi na sala. Ouvindo gemidos em nosso quarto caminhei para lá e através da porta entreaberta, vi V de quatro e ele metendo com vontade e apertando seus seios. Tirava até a ponta e enterrava de novo, mordendo as mãos. Ela gemia alto a cada enterrada. Depois ela foi por cima dele enterrando a pica. Seu rosto se contorcia de prazer, gemia alto de tesão, dizendo que nunca sentiu um pau tão gostoso fodendo ela.

Pensei em ir embora, mas meu cacete doía de tão duro, fazia tempo que não o via assim. Que tesão ver a V sendo devorada por outro homem e gozando como uma vadia. Saí para o banheiro de empregada e terminei o serviço gozando uma grande quantidade de porra enquanto escutava V pedir mais pica gritando que estava gozando, que era sua puta.

Saí novamente, liguei após uma hora e V atendeu dizendo que chamara um táxi para levá-lo ao hotel. Quando voltei, V me agarrou e não parava de me beijar arrancando minhas roupas. Beijei sua buceta ainda molhada e me enterrei nela, parecia mais larga, metemos e gozamos como se fossemos ainda jovens e dormimos como anjos. No dia seguinte encontramos 3 notas de cem dólares na mesa da sala.

Assistimos ao filme várias vezes. V se mostrou uma verdadeira devassa, não acreditava que ela fosse tão boa de cama. Ele chupou cada pedaço de seu corpo que se contorcia em espasmos. Ela retribuiu e engoliu seu cacete como se fosse o primeiro. Era bem grosso e vermelho. Enterrado dentro dela ele aproveitou para enfiar um dedo inteiro em seu virgem buraco, foi quando ela começou a gozar sem parar pedindo para ele meter mais forte, arreganhar sua buceta, que nuca gozou tão gostoso. Com muito jeito ele conseguiu comer seu cuzinho,  eu ela nunca deixou.

Compramos um pequeno vibrador que utilizamos quando como sua buceta ou seu cuzinho, às vezes ela enfia em mim, eu adoro e transamos loucamente com ela falando que está sendo possuída por seus dois amantes. Já  faz dois anos e a cada três meses ele vem ao Brasil e contamos a ele a verdade. Hoje transamos os três e às vezes sou o recheio do sanduíche, metendo na V e ele em mim.

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Adorei o relato

Quem sabe poderiamos ser 3 e a V ...ela iria amar tenho certeza me adicionem marcosfiebich@hotmail.com va deste site e vera como sou http://www.sexlog.com.br/sexlog.php?id=marcoscwb_1

Lindo conto

Acabei de ler o conto de vocês e adorei. Gosto muito desse tipo de relação, mas infelizmente jamais participei. Gostaria muito de participar com um casal como vocês. Confesso que seria bem liberal e deixaria fluir nossos desejos e fantasias, e as minhas não são muito diferentes. Já estive com minha mulher em uma casa de swing, estivemos naquelas cabines de toque e até na sala coletiva, chegamos a transar nos dois ambientes, mas ela não aceitou a participação de outra pessoa. Tentei levá-la outras vezes, mas ela se recusou. Caso se interessem, por favor me envie um e-mail para que possamos começar a nos conhecer. Abraços...

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 13 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4