O aluno e sua esposa

Fui indicado ao Sr. Otávio por um ex-aluno, para ministrar aulas de informática a domicílio, de imediato fui contratado. Sr. Otávio era um executivo com anos de idade, grisalho, alto e forte, muito educado. Com o decorrer das aulas, Sr. Otávio e eu ficamos amigos, e já conversávamos sobre variados assuntos. Em certa aula, ele chegou, sentou-se ao meu lado e constantemente levava a mão ao saco para coça-lo, em uma destas vezes disse:
- Acho que machuquei o saco jogando futebol, mas onde sinto a dor não vejo, você poderia observar para ver se realmente machucou, seria um grande favor?
Disse, e foi tirando o calção, notei que estava sem cueca, mesmo mole pude notar que seu pau era grande e grosso, ele levantou o saco e caminhou em minha direção, colocando-o em frente a minha cara. Estava tão próximo que pude sentir o cheiro do seu pau.
- Não vejo nada, parece que tudo está bem, Sr. Otávio.
- Somente assim não dá para saber, passa a mão aqui e vê se encontra algum caroço.
Antes que eu dissesse alguma coisa, ele pegou minha mão e levou até seu saco. Estava muito quente, e imediatamente após eu ter tocado em seu saco, seu pau cresceu assustadoramente, era realmente enorme e muito grosso, cheio de veias salientes e uma cabeça rosada e gorda, neste momento seu enorme pau ficou a altura da minha boca, olhei para o Sr. Otávio, ele deu um sorriso sacana e disse:
- Acho que ele gostou de você, a dor está até sumindo, continua passando a mão minha criança, não tenha medo...meu sexto sentido me diz que vc tem muita curiosidade e vontade de examinar uma pica de verdade pricipalmente com esse calibre...e foi forçando e insistindo para eu segurá-la...Tentei tirar a mão, mas ele a segurou fortemente, passando-a por todo seu cacete e disse:
- Ajuda seu amigo, ninguém vai saber de nada, me faz gozar gostoso com uma punheta que eu deixo você comer minha esposa, ela está doida para te dar.
Marina é o nome da esposa do Sr. Otávio era uma loira irresistível, coroa malhada, bunda empina e seios durinhos, não resisti a oferta, peguei em seu cacete e comecei a punheta-lo lentamente e pela expressão no rosto de seu Otávio, ele estava adorando, em dado momento ele segura minha cabeça e começa a levar em direção ao seu pau. Recuo e desisto da idéia toda, foi quando sua mulher saiu de dentro do armário com uma câmara de vídeo dizendo:
- Filmei você batendo punheta para o meu marido e divulgarei este filme para todos os teus amigos e conhecidos caso você não nos obedeça, fui bem clara?
Pensei rapidamente e concluir que não tinha saída eu acabava de entrar em uma roubada.... fiquei apavorado e comecei a obedecer naquele exato momento a primeira ordem de Marina:
- Chupa bem gostoso...assim enfia todinho na boca...lambe as bolas...vai subindo até a cabeça...passa a língua lentamente...e começa tudo de novo...e depois que chupar bastante o pau do meu marido vem lamber a minha boceta...

E não parava de filmar...eu estava mesmo encrecado...aí comecei a gostar da sacanagem e fui me soltado...ele enfiou o pau na minha boca, mal cabia de tão grosso, começou a foder minha boca como se fosse uma boceta, entrava fundo e retirava novamente para depois recolocar tudo de uma só vez, quando enfiava segurava minha cabeça na tentativa de enfiar até minha garganta, me engasgava e eles riam. Sua mulher, tentava enfiar o dedo em minha boca junto com o pau do marido, batia em minha cara e mandava eu chupar direito, eu babava muito naquele pau. Ela tirou toda a roupa dela, do marido e a minha, pegava a baba da minha boca e passava em minha bunda dizendo:
- Rebola na minha mão putinha safada, abre mais esta bunda pra mim brincar com seu cuzinho.
Pensei em sair fora, mas me lembrei da fita, e então abri mais as pernas para que Marina ficasse a vontade com meu cuzinho. Minha bunda já estava muito melada e sentia o dedo dela tentar entrar em meu cuzinho. Ela segurou meu pau, batia uma punheta com uma mão e com a outra forçava a entrada em meu rabo....que cuzinho apertadinho...será que vai caber o pau do meu marido...nisso Seu Otávio começou a gemer mais alto dizendo que ia gozar, tentei tirar o pau da boca, mas ele segurou minha cabeça impedindo e começou a encher minha boca de porra, no momento em que seu Otávio esguichou o primeiro jato de porra em minha boca, Marina enfiou todo o dedo em meu cú, meu grito foi sufocado pela porra que já vazava pelos cantos da boca, seu Otávio não parava de gozar e Marina aproveitava e fodia meu cú sem dó, já enfiava e tirava dois dedos, enquanto continuava a me punhetar...tá gostando de ser transformada em uma putinha minha fofa...toma...no cú sua cadelinha safada...isso vagabunda...hoje vc será nossa mulher...de qualquer jeito....e enfiava e tirava a essa altura eu não tinha ideia de quantos dedos ela estava atolando no meu cú...
Marina me mandou deitar no chão, sentou encima da minha cara e me mandou chupa-la enquanto rebolava como louca, sentava em minha cara, me tirando o fôlego e melando todo o meu rosto, ela batia em minha cara e enfiava os dedos em minha boca, esfregava seu cuzinho em minha boca, enquanto isto seu Otávio enfiava o dedo em meu cú com algum gel pois eu sentia algo geladinho...e enfiava seu dedão e mexia com forçar eu estava adorando e aprendendo a ser uma puta de verdade....
- Vai Márcia senta na cara dessa putinha, deixa esse viadinho sem fôlego, sufoca o grito dele que eu vou arrombar o seu cuzinho, agora.
Márcia abriu bem a boceta e sentou forte em meu rosto, me imobilizando, seu Otávio aproveitou e enfiou a cabeça do cacete em meu rabo...eu me contorcir de dor...remexia e gemia de dor, mas não dava para gritar, ele parou um pouco, Marina se levantou, me beijou a boca, segurou minha cabeça e começou a esfregar a boceta em minha cara novamente, seu Otávio começou a arrombar o meu cú, foi enfiando lentamente e estourando todas as minha pregas...toma vagaba...é isso que vc queria e não sabia...toma mais....vou enfiar tudo até o talo...issso minha bichinha...uii...ai...hummmm....aiii...tá doendo...deixa eu respirar...nisso a Marina ordenou Vai, meu amor, arromba o rabo dele, enfia tudo, até o saco, faz ele virar uma mulher de verdade e virar nossa putinha. Esfola o cú dele com seu pauzão. Dizia Marina eufórica observando meu defloramento, enquanto gozava em minha boca.
Seu Otávio enfiou até eu sentir seu saco encostar em minha bunda, era inacreditável que seu enorme cacete estivesse todo dentro de mim. Ele começou um foder-me com força enquanto Márcia me chupava.
- Putinha safada, sua vadia, agora você vai trepar conosco sempre que desejarmos, eu minha mulher vamos te comer sempre e quando ela quiser te dar, só então você vai comer. Vai mexe... essa bundinha...rebola sua priranha...viadinho delicioso...te prepara que eu vou te engravidar agora...vou encher essa sua bunda de porra...vc vai seintir meu leitinho quente... te prepara que eu vou gozar.
Seu Otávio gozou dentro de meu cuzinho, continuou socando por bom tempo e depois saiu, ainda de pau duro socou na boceta da mulher que estava de quatro, me mandou ficar em baixo e chupar os dois, ele se abaixaram um pouco e eu lambia seu pau que entrava e saia da boceta melada de Marina, chupava ela recebendo todo seu mel em minha boca, seu Otávio tirava o pau da boceta dela, ela sentava em minha boca e eu engolia muito de seu líquido, seu Otávio enfiava o pau na minha boca e depois enfiava novamente na bocetona de Marina. Ficaram nisto bom tempo, até que gozaram, seu Otávio saiu de Marina que me pediu para limpa-la toda com a língua, o que fiz com o maior tesão, lambi bastante aquela bocetona toda fodida e gozada.
- Agora é sua vez de gozar, vem me foder meu gostoso.
Comi Márcia de todas as maneiras e gozei delirantemente com seu dedo enfiado em meu cuzinho. Sempre que seu Otávio e Márcia me chamam vou correndo satisfaze-los e me satisfazer. Abraços

Bem

benjamimmaiadias@yahoo.com.br

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
4 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4