Meu nome é Ana

Meu nome é Ana, tenho 37 anos, 1,69m, morena, olhos claros, seios médios e bumbum grande. Sei que deixo muito homem com cara de tesão por aí. Isso porque gosto de usar roupas provocantes e sempre insinuo uma paquera, mesmo sendo casada com o Murilo. Meu marido é moreno, tem quase um metro e oitenta de altura, gostoso, apesar dos 38 anos ainda está em forma.
Vou contar uma história que aconteceu conosco uns dias atrás. Fomos passar um fim de semana prolongado em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ficamos em um hotel de frente para a praia. A brisa do mar, o calor e as caipirinhas nos deixaram com muito tesão. Começamos a nos beijar com muita vontade na praia. O Murilo passava as mãos em mim com tanta vontade que sem querer um seio meio escapou do biquíni. Um casal que estava ao lado não tirava os olhos da gente e depois de um tempo começaram a se pegar também.
Eles eram bem atraentes. Deveriam regular idade conosco, mas a moça era bem loirinha e o cara mais moreno que meu marido. Mas eram um casal sensual que após iniciarem os beijos, ficaram até mais excitados que a gente.
Enquanto nos beijávamos o Murilo chamou a atenção para a pegação do casal ao lado. Estava tão bom que começamos a olhar de rabo de olho enquanto continuávamos com os nossos beijos. Em um dado momento, ela enfiou a mão no short dele e percebemos que estava segurando o pau dele com força por baixo da sunga.
O tesão tava solto entre nós quatro na verdade. Foi aí que o Murilo tomou a iniciativa e perguntou se não queriam dar uma passada no nosso hotel para um drink depois da praia. Aceitaram na hora e em seguida saímos da praia para o hotel.
Fomos conversando e falando bobeira. Falaram que viram meu peitinho de fora e também dissemos que vimos a hora que a Marta pegou no pau do Beto (estes eram os nomes deles).
Chegando ao hotel, fomos para o barzinho e continuamos nas caipirinhas. Em pouco tempo já tínhamos tomado umas 10 (acho que os homens 3 cada e Marta e eu duas cada uma). Com o tesão acumulado, efeitos do álcool e o quarto do hotel a apenas um lance de escada do bar, convidamos nossos novos amigos para subirem um pouco com a gente.
Eles aceitaram. Chegando no quarto, ainda estávamos com roupa de saída de praia. Fui logo tirando a parte de cima e a saída de praia, fiquei só com a parte de baixo do biquíni e comecei a dançar para o Murilo. Claro que o Beto e a Marta estavam assistindo atentos. Chamei a Marta para dançar comigo. Ela se levantou e em seguida deixou o biquíni cair também. Nisso o Beto põe o pau – e que pau, bem maior que do Murilo - pra fora e começa a bater uma punheta.
Vejo que meu marido ainda está só olhando. Deve ter ficado com vergonha do tamanho do pau dele. Mas eu estava me divertindo e puxei a Marta para perto de mim e comecei a dançar grudada nela. Roçamos nossos seios - delícia!. Procurei sua boca e ela retribuiu. Nos beijamos e começamos com as mãos por todo o corpo. Que tesão o gosto de sal, álcool, praia na boca daquela mulher. Sua boceta estava ficando toda molhada também!
O Beto já tava com o pau duro e sem roupa alguma. O Murilo seguia mais comportado. Estava com sua sunga ainda mas olhando tudo. O Beto levantou-se e veio dançar conosco. Começou a esfregar o pau duro dele na gente e não resisti. Segurei o cacete dele e comecei a bater uma punheta pro nosso convidado. A Marta foi pegar o Murilo. Sentou na beirada da cama, próxima de onde ele estava, e chamou-o para sentar na cama com ela. Quando ele se aproximou, ela foi direto no pau dele enfiando a sua mão por dentro do short do Murilo e tirando seu pau pra fora (acho que foi por ciúme meu com o Beto que ela quis fazer igual no meu marido).
Aquilo tudo me excitava mais ainda. Ajoelhei na frente do Beto e abocanhei seu pau. Chupei com vontade e nem vi direito o que acontecia com Marta e Murilo. Só sei que depois da chupada e quase sentir que ia gozar chupando aquele pau, o Beto me vira de quatro no chão mesmo e começa a me comer. Entre uma posição e outra só vi que a Marta estava sendo chupada pelo Murilo.
O Beto começou a comer minha boceta com vontade. Enquanto isso a Marta deixou o Murilo e veio pra perto da gente olhar o Beto me comer. Na seqüência, ele me deitou de bruços e continuou me comendo. Daí a Marta subiu em cima dele e começou a beijar o bumbum dele e passar a língua no seu cú.
O Beto rebolava com o pau enfiado na minha boceta e com a Marta chupando seu cuzinho. Senti na hora que ela saiu de cima dele e abrindo bem sua bunda enfiou os dedos no cú do Beto que continuava me comendo. Sabem como percebi? Quando a Marta enfiou o dedo no cu do marido dela, o pau dele endureceu mais ainda na minha boceta! Que tesão sentir um macho com tesão em dar o cu!
O Murilo que já estava de pau duro, deitou-se perto de mim e pediu para chupá-lo, o que fiz sem pensar. Sempre tive a fantasia de ser fodida por dois machos (e ele sabia da minha tara por isso) e ali estava eu sendo comida pelo Beto e chupando o pau do meu marido.
Depois de um tempo assim, a Marta pergunta se o Murilo não quer comer o rabo do Beto. O Murilo vacila um pouco, mas eu peço que ele faça. O Beto que a essa altura continuava deitado em cima de mim e se esticou um pouco para dividir o pau do Murilo comigo. E acho que meu marido amou ser chupado por dois (Beto e eu) ao mesmo tempo.
Murilo levantou-se e ficou com o pau mais para o Beto chupar do que eu. Depois do Beto chupá-lo mais um pouco a Marta continuava brincando com o cú dele, acho que preparando o terreno para o Murilo.
Tanto que ela pediu para ele vir comer seu marido. O Murilo não se fez de rogado desta vez e deitou por cima do Beto e começou a enfiar o pau. O Beto gemia de tanto tesão. Com duas ou três estocadas o Murilo enfiou tudo e começou a bombar no Beto. E o Beto continuava com seu pau em mim. Que tesão aquilo tudo. A Marta assistia tudo com a mão na boceta.
Foi uma loucura. O Beto endoidou. Seu pau ficou enorme dentro de mim e depois gozou com uma violência! Eu gozei também. O Murilo ainda estava de pau duro e pediu para comer a Marta. Eles foram para a cama e eu fui atrás enquanto o Beto se recuperava (estava com o pau mole e o cu devia estar dolorido).
Enquanto o Murilo comia a Marta num papai e mamãe, aproveitei e fiz o mesmo que a Marta fazia no Beto antes do Murilo come-lo. Abria sua bundinha e passava a língua no seu cú. O Murilo aceitava que eu fizesse isso nele, mas nunca deixou que passasse muito disso. Mas eu sempre tive uma tara por enfiar meu dedo no cu dele. E neste dia, aproveitando da sua distração com a Marta e todo o tesão naquele quarto, enfiei um dedo na bundinha dele. Ele travou o cu no começo, mas com jeitinho foi soltando e logo eu já tinha enfiado dois dedos nele, igual a Marta fazia no Beto.
Neste meio tempo, o Beto já estava perto da gente de novo e com aquele monstro de pau duro, batendo uma punheta. Ele fez um sinal para eu ficar de lado e ele se aproximando começou a fazer carinho na bunda do Murilo. Tirei meus dedos e quis ver aquilo de camarote. Deixei que o Beto enfiasse um dedo no cú do Murilo. Que nesta hora percebeu o que tinha acontecido: Estava sendo enrabado com o dedo de outro macho no cu.
Ele falou que não ia dar o cu pro Beto, mas a Marta, o próprio Beto e eu dissemos que ele já tinha comido o cú do Beto e nada mais justo que fazerem uma troca. O tesão era tanto que nem deu pra conversar muito não. O Beto acabou enfiando a cabeça do cacete no cu do Murilo.
Enquanto Murilo comia a Marta, virou recheio de sanduiche do casal. O Beto enfiando no cu dele (o pau não entrava tudo não, e ia e voltava com dificuldade – acho que o Murilo tava travando o cu ou o pau do Beto que era enorme mesmo – só sei que eu fiquei com muito tesão e gozei umas duas vezes assistindo a cena.
O Murilo foi quem gozou primeiro. No final até tirou o pau da boceta da Marta para curtir ser enrabado pelo Beto. Gozou sem ninguem tocar no pau dele. E gozou com vontade, bem másculo, gritando alto enquanto o Beto afundava o pausão nele. Não sei se a Marta gozou, apesar de ter gemido muito. E O Beto foi o último a gozar. Tirou o pau do cú do Murilo duro ainda e gozou nas suas costas batendo punheta, e limpando o restinho da porra esfregando o pau na entada do seu cu.
Tomamos um banho, cada um de uma vez, e após se vestirem, foram embora e nunca mais nos vimos. Mas aquela tarde foi inesquecível para todos.

a.vieira37@yahoo.com.br

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

O email é

O email é folveir2000@gmail.com , eu escrevi um a mais, força do habito.
Bjs

Oi, voce disse exatamente

Oi, voce disse exatamente como aconteceu, foi uma surpresa ter lido, minha esposa gozou divinamente, ontem mesmo conversamos sobre isso e ficamos cheios de tesao e transamos muito, voces são uma delicia de casal, me escreva para marcarmos uma nova transa dessas. Estou com saudades foliveira2000@gmail.com

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 8 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4