Eu e mamãe

Morámos sozinhas em uma humilde casinha em Santana zona norte de são Paulo onde mamãe trabalhava como auxiliar de enfermagem dia sim outro não e fazia faculdade de medicina só tendo tempo para mim a noite quando volta da escola e jantámos juntas para colocava a conversa em dia.
Mamãe vive muito preocupada comigo que a exemplo dela nunca gostei de muita roupa ficando nua o dia todo dentro de casa.
Mamãe me da muitos conselhos a respeito dos homens avisando que eles só querem comer a gente,acho que por ela ter se casado muito cedo engravidando logo em seguida e por não ter dado certo com papai não queria o mesmo para mim e com isso me protegia com unhas e dentes mesmo porque sou uma menininha muito sapeca e extrovertida com um belo corpo e muito bonita.mamãe vive dizendo que esta muito preocupada comigo me chamando de menina do sorriso no canto da boca.
Sei tudo a respeito de sexo instruída por mamãe e por documentários de saúde da mulher que mamãe recebe mensalmente e principalmente pela net onde passo quase todo meu tempo navegando.
Dias desses mamãe me ligou a tarde avisando que por ser semana de prova ia direto para a faculdade e que trancasse bem a casa pois ia chegar tarde.
Depois de fazer os deveres tomei um banho e fui navegar.
Em certo momento fui convidada a teclar com uma pessoa de nik casadinhaexibacom cam.tratava de uma menina de pouca idade muito bonita e gostosa vestindo somente uma minúscula calcinha branca de rendinha e quando ela posicionava a cam para o meio de suas pernas dava pra ver toda silhueta da boceta quase toda a mostra sob o fino tecido branco e molhado da calcinha e seu homem também só de cueca branca ao seu lado confesso que ele não me interessou nem um pouquinho apesar do imenso volume entre suas pernas.
Delirava com ela falando besteirinhas pra mim sentindo um certo formigamento na boceta e quando a pedido dela passei a mão na minha boceta para minha surpresa e espanto estava toda melada chegando a molhar todo o acento da cadeira.
Neste momento estava entregue as ordens daquela mulher que mandou eu dedilhar a boceta e ao informar que era virgem ela ficou ouriçada pedindo que colocasse a cam bem pertinho da minha boceta o que atendi prontamente.
Com as pernas abetas apoiadas em cima da mesa do pc e com a boceta escancarada espalmei toda ela enfiando a pontinha do dedo médio no meu cu como ela ordenara e quase morri de tanto prazer pela descoberta e novidade dessas sensações.
Estava entregue e ao gozar pela primeira vez na vida fui sucumbida por torrentes de prazer que inundavam minha boceta principalmente visualizando aquele rostinho angelical daquela mulher gozando.
Delirei mais ainda quando ela aos berros chamou minha atenção com aquele rapaz que mais parecia um bebe lambendo sua boceta agachado no meio de suas pernas.
Tendo minha total atenção os dois dava um show deixando me extasiada com os líquidos que afloravam abundantemente de minha xaninha comigo gozando abundantemente sem mesmo me tocar sentindo um forte desejo de estr no lugar dele.
Explodi em um alucinado orgasmo quando instintivamente massageei meus seios que pareciam querer quebrar de tão duros que estavam.
Me contorcia toda na cadeira chegando a cair no chão quando fui pega por mamãe que vendo meu estado falou:
-Quando você acabar ai menina venha para a sala para conversarmos.
Apesar da satisfação e leveza que sentia tremi toda muito mais de vergonha por ter que encarar mamãe.
Após me recompor tomando banho e vestindo um roupão encontrei mamãe em seu quarto desmaiada de roupa em cima da cama.
Calmamente tirei seus sapatos e ao tocar em seus pés algo estranho aconteceu comigo.
Uma sensação estranha e maravilhosa tomou conta de todo meu ser e como estando fora de mim beijei cada pedacinho daqueles pesinhos de anjo.
Em seguida desabotoei sua calca e quando puxei pra baixo fiquei maravilhada com sua boceta lisinha e carnuda coberta pela aquela minúscula calcinha rosa.
Com muita calma e paciência apesar de sentir o coração na boca tirei toda sua calca deixando a toda exposta pra mim.
Sentindo a dona da situação desabotoei calmamente os botões de sua camisa fazendo ela sentir o toque de minhas mãos em sua pele macia e quente.
Quando terminei seus seios estavam exposto mesmo porque dificilmente ela usa sutien e quando aqueles dois monte de prazer que apontavam pra mim alisei os suavemente com eles parecendo crescer mais em minhas mãos.
Enquanto apalpava tudo aquilo notei a cara de prazer de mamãe e com isso me encorajei sentando acima dela colocando sua cabeça em meu colo donde tinha plena visão de corpo agora caprichando com meus carinhos em seus seios.
Massageava desde sua cabeça ate o meio de suas pernas e como que meio sem querer deixava as mãos passarem em sua boceta por cima da calcinha que parecia cada vez mais molhada com mamãe suspirando fundo com meus toques.
Em numas dessas descida de mão meus dedos levantaram o elástico da calcinha e o dedo médio se alojou bem no meio de seus lábios varginais com suas pernas prendendo minha mão ali.
Com o tesão a mil e vendo nenhuma resistência por parte de mamãe deitei em cima dela afundando praticamente a mão toda em sua boceta enquanto mamava feito criança em suas tetas divinas.
Mamei lambi mordi com mamãe se contorcendo toda dizendo palavras incompreendidas e gemendo muito comigo lambendo seus seios subindo para sua boca que recebeu a minha num delicioso e estonteante beijo, primeiro em minha vida bem diferente dos selinhos que trocavamos constantemente, sem me importar com o forte cheiro gosto de álcool que vinha dela.
Aquela boca mágica sugava com vontade a minha retirando de mim toda energia deixando me mortinha enquanto estremecia em múltiplos orgasmos sentindo todo o odor do prazer que emanava de nossas almas.
Desfaleci grudada em mamãe caindo agarradinha em seu corpo me sentindo a mulher mais completa amada e protegida deste mundo e foi assim que acabei adormecendo.
Fui acordada por mamãe que avisando esta atrasada me passou as recomendações do dia e ao sair me dei um leve beijo na boca informando que me preparase pois tinha que explicar a ela tudo o que havia acontecido naquela noite.
Passei o dia todo excitada e aflita não vendo a hora de mamãe chegar me molhando constantemente sentindo os líquidos escorrerem pernas abaixo só em lembrar sua boceta carnuda e sedenta coberta apenas pelo fino tecido da calcinha.Ah e os pés como são divinos e merecem serem lambidos beijados e amados por mim.
Após um banho e desjejum fui cumprir minhas tarefas e dentre elas uma era lavar o quintal e a calcada e foi assim somente de babydoll preto minúsculo e transparente que dei meu showzinho enquanto lavava o quintal ficando praticamente pelada ao me molhar toda porem a calçada não lavei temendo ser estuprada com o alvoroço de pessoas que aglomeraram em meu portão.
Quando mamãe chegou estava dormindo molinha de tanto gozar me exibindo pra galera e após jantarmos tive que explicar o que acontecera e com quem estava teclando naquela noite.
Não sei se foi cisma minha porem acho que mamãe ficou decepcionada comigo ao ouvir minhas explicações,só sei que a partir deste dia ela vive pegando no meu pe principalmente quando estamos em casa onde costumo ficar nua com ela mandando eu vestir calcinha que ela mesmo me presenteou sendo uma menor que a outra e com isso pego ela constantemente olhando para minha bundinha.
Outra exigência dela foi eu sair do meu quarto e me instalar definitivamente no quarto dela dormindo sempre na mesma cama agarradinha a ela onde me tremo toda com ela tocando meu corpo muito displicentemente deixando sempre uma duvida no ar,porem isso só aumenta e muito nosso desejo e que esta preste a se realizar mesmo porque sábado ela estará de folga e prometeu me depilar deixando minha xaninha lisinha igualzinha a dela.
Nos duas sabemos muito bem o que uma quer da outra porem acho que nenhuma quer forçar a barra fazendo o jogo da sedução porem temo não ser nada disso ou ela quer que seja submissa pois depois desta noite sempre cumprimento ela com um beijo ardente na boca onde me tremo toda deixando ela sentir todo meu desejo.
Estou muito ansiosa não vendo a hora de chegar sábado para ser depilada por mamãe e se ao chegar segunda feira eu não escrever contando como foi,podem ter certeza que me matei pois juro que não sei mais viver sem o único amor de minha vida.
Beijos;camilledicarli@bol.com.br

 

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
3 + 3 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4