Eu e mamãe II

Não via a hora de chegar sábado que seria folga de mamãe onde ela prometeu depilar minha bocetinha.
Passei a semana toda excitada e apreensiva com mamãe numa correria tremenda pois havia tido um desabamento em um morro próximo de casa e mamãe voltava com isso tarde da noite comigo já dormindo e acordava juntas para irmos,ela pro trabalho e eu pra escola.

Sempre que ela passava perto de mim me abraçava forte em seus braços me dando cada beijo na boca de tirar o fôlego me encostando na parede colando seu corpo ao meu e quando me via toda molinha mandava eu correr senão perderia a chance dela me dar carona,com isso eu saia dela correndo para meu quarto na esperança que viesse atrás de mim para nos amarmos bem gostoso porem para minha decepção ela gritava comigo já no quintal de casa ou de dentro do carro onde saia correndo feito cadelinha atrás dela e quando me deixava no portão da escola descia para abrir a porta pra mim onde se despedia com um beijinho de boca e quando eu virava ela dava um forte tapa em minha bunda,muitas vezes enterrando a calcinha que ia junto com seu dedo pra dentro do meu rego,daí eu na maior cara de pau gritava “ai manheee” e levantava a saia e desenterrava a calcinha na vista de todos com seus olhos vibrados em mim.

Por estarmos na semana de prova tudo estava tão corrido não tinha tempo nem para as siriricas costumeiras por isso quando chegou sexta feira corri pra casa onde desabei na cama com roupa e sapatos para dormi profundamente.
No sábado mamãe me acordou por volta das nove horas já com a casa toda arrumada as roupas no varal e quando mamãe me mandou tomar banho tremi toda pensando:é hoje.

O banho estava uma delicia com os jatos de água fria que pareciam queimar meu corpo e quando sai enrolada numa toalha mamãe me esperava vestida em um body branco e super pequeno toda enterrado em sua bunda o que me deixou mais acessa ao vê-la quase semi nua com a certeza de que aqueles seois lindos e rosados em breve estariam em minha boca onde acariciaria com ternura aquele corpo que tanto desejava.

Mamãe teve que me ajudar a sentar no gabinete da pia onde me abri toda com ela tendo plena visão de minha bocetinha toda exposta e já molhada com meu cuzinho piscando forte de tanto prazer.

Com muito carinho mamãe me ajeitou quase que deitada no gabinete fazendo minha boceta ficar muito perto de seu rosto e propositadamente ela falava comigo deixando me sentir seu hálito quente bem nos lábios varginais onde me derretia toda sem mesmo me tocar.

Depois de explicar como seria mamãe pediu que ficasse quietinha pois iria me depilar com gilete por ser a primeira vez e que depois descobriríamos o método mais pratico.
Foi impossível conter um gemido comigo arqueando todo o corpo quando ela passou o jato de espuma gelada em mim fazendo me contorcer toda.

Enquanto mamãe fazia o serviço deixando me carequinha me debatia gemia fungava e gozava molhando visivelmente suas mãos que teimavam em alisar segurar esticar e massagear minha bocetinha em toda sua extensão.

Quando mamãe acabou estava tontinha de tanto gozar e quando me endireitei na cadeira fui aos céus com ela dando um beijo em minha boceta onde molhou seus lábios com meus líquidos e quando passou a língua nos lábios sorvendo todo meu gosto em sua boca delirei com ela se ajeitando no banquinho e quando fechei os olhos aguardando as linguadas,para meu desespero ela levantou saindo dali indo para o banheiro informando que ia tomar banho.

Estava arrasada puta da vida por isso ao levantar corri para o Box e mesmo vendo sua boceta bem depilada informei que seria minha vez de depilar a boceta dela com ela protestando muito mostrando sua boceta carnuda e rosada abrindo os lábios com as mãos.

Minha vontade era pular em cima dela e me atracar nela amando-a bem gostoso como ela queria ,dava pra ver seu tesão refletido em seus olhos e nos bicos dos seios duros e eretos porem como sei ser filha da puta e autoritária puxei ela pelo braço e quando mandei que sentasse no gabinete da pia ela pediu que por usar cera poderíamos fazer isso em nossa cama puxando me pela mãos levando ate o quarto.

Depois de forrar o lugar onde sentaria com uma toalha ela pegou o produto deitando de costa abrindo bem as pernas ficando muito exposta pra mim e ao informar que tinha se depilado recentemente pedi para conferir.
Com muita calma deitei entre suas pernas e enquanto alisava sua boceta ela cruzou os pés em minha nuca puxando me para ela onde cai de boca em sua boceta onde mordi lambi afundando bem a língua no fundo da boceta e ela aos berros gemia e gozava descarregando em minha todo nosso tesão contido ate ali.

Mesmo sem nenhuma experiência no assunto fiz ela delirar,pois só uma mulher sabe dar prazer total a outra mulher,frase de mamãe e quando espalmei a boca em toda a extensão da boceta dela e ao chegar no grelo mamei feito criança enquanto afundava a ponta da língua em sua boceta fazendo ela se contorcer toda para descarregar uma torrente de prazer molhando muito minha boca rosto e seios.

Ela gemia arfava e dava tapinhas em meu rosto enquanto me chamava de putinha cadela e safada da mamãe fazendo me ficar em posição contraria a dela onde tinha minha boceta em sua boca.
Urrei quando ela afundou sua boca havida em mim sorvendo todo meu gozo que parecia que tinha feito xixi de tão molhada e quando sua língua buscou toda extensão de minha xaninha morri caindo em cima dela gozando avassaladoramente.

Estava morta extasiada quando mamãe lambeu meus pés deixando me acessa novamente e quando subiu serpenteando sua boca em meu corpo lambendo cada pedacinho gemi gostoso quando me posicionou de quatro para lamber meu cuzinho.
Parecia que eu era uma bomba pois quando gozei com poucas linguadas dela meu gozo espirrou em seu rosto molhando seus seios e pescoço e quando ela grudou sua boca na minha dava pra sentir meu gosto na boca dela e quando como uma cobra ela se enroscou em mim em poucos segundos estávamos gozando copiosamente com ela grudando sua boceta na minha onde num requebrado cadenciado nos acabamos caindo mortinha uma ao lado da outra onde com beijos ternos e apaixonados juramos nos amar eternamente.

Já era tardinha quando paramos de nos comer e após um banho onde mamãe fez eu gozar em sua boca novamente juro que queria retribuir porem mamãe me acalmou dizendo termos a vida toda para nos amar e após nos vestirmos saímos abraçadinhas como namoradas para jantar.

Enquanto caminhávamos mamãe me pegava forte em seus braços para lascar beijos estonteantes e apaixonados em minha boca sem se importar com os olhares de preconceito das pessoas e depois de um delicioso jantar onde conversamos muito sempre de mãos dadas com muito carinho e beijos mamãe me puxou para a pista de dança para dançar comigo uam de suas musicas preferidas e enquanto dançávamos suas mãos passeavam por todo meu corpo por isso quando ela espalmou minha boceta sob o fino tecido do vestido e a minúscula calcinha sussurrei em seu ouvido:mamãe eu te amo e nisto ela colou sua boca na minha sorvendo toda minha alma enquanto suas mãos alisava minhas costas nuca e bunda onde ela num gesto ousado levantou a barra do meu vestidinho deixando me somente de calcinha fio dental preto no meio da pista e quando pintou um clima de alvoroso mamãe me puxou pelas mão correndo pra casa onde passamos a noite toda nos amando.
Beijos
camilledicarli@bol.com.br

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.

Adorei seu conto!

Oi ... Seu conto é maravilhoso.
Li e estou comentando, porque tem muito a ver comigo, minha filha e meu filho.
Mas nunca relatei, mas por falta de tempo.
Eu, minha filha e meu filho somos muito liberais, e temos um estilo de vida maravilhoso.

Peço que me comunique se Vc fizer mais relatos deliciosos como este ok.

Beijão para Vc querida!!!

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
11 + 7 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4