Celular é roubado por dois ladrões em apenas um dia

O conhecido ditado popular “ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão” não se aplica neste caso. Na Rússia, o bandido pode assaltar quem quiser que, se for pego, vai ver o sol nascer quadrado mesmo.

Em São Petesburgo, um telefone celular foi roubado duas vezes em apenas um dia. No primeiro assalto, Igor Petrov, um criminoso de 27 anos, tomou o celular de um pobre pedestre de 38 anos.

O dono do celular ainda tomou umas porradas do bandido e foi parar no hospital.

Petrov tava se achando o criminoso do ano com o aparelhinho no bolso. O que o ladrão não esperava é que, apenas algumas esquinas à frente, ele seria assaltado por um outro bandido. E de uma maneira muito parecida àquela usada no primeiro roubo.

O segundo delinquente abordou Petrov, tomou o celular das mãos dele e ainda desceu a mão na fuça do cara.

A polícia russa já estava de olho em Petrov e acabou prendendo os dois ladrões nesta odisseia criminosa. Não houve perdão para ninguém.

Mesmo no hospital, o dono original do celular recuperou o aparelho.

 

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

ANTISPAM
Usamos este sistema para evitar spam dentro do Casa da Maite.
5 + 0 =
Resolva a simples operação matemática de soma acima e coloque o resultado. Por exemplo 1+ 3, digite 4