Coca-Cola oferece 3 milhões de reais para sanar maior problema

Untitled Document

 

A empresa está oferecendo uma recompensa de 1 milhão de dólares (cerca de 3,3 milhão de reais) para cientistas e pesquisadores em troca da ‘descoberta’ de um composto “natural, seguro, com baixa ou nenhuma caloria” que substitua o açúcar nas bebidas da marca.

 

Em um cenário contínuo de queda nas vendas, a busca por soluções que substituam o açúcar sem prejuízos no sabor é um desafio e tanto aos fabricantes de refrigerantes. Tanto a Coca quanto a rival Pepsi lançaram recentemente versões adoçadas com estévia, no caso da primeira, e a sucralose na Diet Pepsi.  Depois de reclamações, a Pepsi voltou atrás e reincluiu o aspartame na fórmula em 2016.

 

São aceitas propostas de todas as partes do mundo, exceto as que incluem componentes derivados de stevia e de um fruto conhecido como siraitia (ou fruta-dos-monges). É vetado também o uso de qualquer substância “extraída de alguma espécie de planta protegida”.

 

“Esta tarefa hercúlea certamente é um dos maiores problemas enfrentados pela indústria de alimentos, que movimenta US$ 4,8 trilhões”, acrescenta o comunicado. O resultado será divulgado em outubro do ano que vem.