Curiosidades

warning: Creating default object from empty value in /home/maite/public_html/modules/taxonomy/taxonomy.module on line 1390.

Os 10 apresentadores mais bem pagos da TV brasileira

O portal de notícias O POVO online, fez uma pesquisa ampla de acordo com diversas notícias sobre os salários dos apresentadores mais bem pagos da TV do Brasil. Segue o Top 10:

As 10 marcas mais poderosas do mundo 2013

A consultoria Brand Finance adiantou o Top 10 das 500 marcas mais poderosas do mundo em 2013. A empresa irá divulgar o ranking completo no dia 28 de fevereiro (neste link). Mesmo competindo com multinacionais e empresas com valor de mercado muito superiores, a marca Ferrari conquistou o topo da lista devido as margens líquidas, a receita média por cliente, marketing e publicidade que gera no consumidor um afeto e lealdade a marca. Confira o Top 10:

As 10 melhores músicas românticas de todos os tempos

Como nos Estados Unidos se comemora o Valentine's Day (Dia dos Namorados) no dia 14 de fevereiro, a revista Billboard fez uma lista com as 50 melhores músicas românticas de todos os tempos. Seguem as dez mais:
.

As 10 músicas mais vendidas em 2012

A International Federation of the Phonographic Industry (IFPI), divulgou a lista das dez músicas mais vendidas no mundo em 2012. Os números são de unidades vendidas em todo o ano passado em mais de 100 serviços legalizados de download de músicas. Seguem as dez mais:
.

10 profissões que tiveram o maior aumento de salário nos últimos 10 anos

De acordo com a Pesquisa Salarial e de Benefícios Online do site Catho, essas foram as profissões com os maiores aumentos salariais nos últimos dez anos no Brasil. Confira as dez mais:
.

Média mensal Brasil 2012 - Porcentagem de aumento em 10 anos

Conheça uma dieta que não exige que você perca peso (no começo)

Todo ano é a mesma coisa: poucas semanas antes do verão, muita gente decide que vai se alimentar melhor e fazer exercícios para ficar “em forma” e curtir uma praia sem culpa. Apesar do sucesso inicial, com o tempo a motivação diminui, e não é comum que boa parte do peso perdido seja “encontrado” novamente. O que fazer?

Recentemente, um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos decidiu testar uma abordagem alternativa, dando destaque para a manutenção do peso saudável (ao invés de focar apenas no emagrecimento).

“As pessoas chegam realmente motivadas”, conta a pesquisadora Michaela Kiernan, do Centro de Pesquisa de Preservação de Stanford (EUA). A proposta do programa idealizado por Kiernan e seus colegas é “fazer com que elas canalizem essas boas energias para manutenção”.

Por que algumas pessoas enxergam sons?

Nosso cérebro, por mais complexo que seja, não está livre de ser enganado: em alguns casos, um som pode fazer com que enxerguemos algo que não existe. Neste vídeo, por exemplo, algumas pessoas enxergam dois flashes quando na verdade só há um (acompanhado por dois "bipes", que desencadeiam a ilusão).

Diferentemente do que ocorre na maioria das ilusões de ótica, em que poucas pessoas não são "enganadas", neste caso o efeito é bastante variado. "Algumas pessoas experimentam [a ilusão] quase toda vez que o flash é acompanhado por dois 'bipes', enquanto outros quase nunca veem o segundo flash", diz o neurocientista Benjamin de Haas, da University College London (Inglaterra).
Ilusão cerebral

10 estudos científicos que estragam a nossa alegria

1 – Compartilhar a cama com o seu cão ou gato é uma péssima idéia

Segundo um estudo da Universidade da Califórnia em Davis (EUA) em parceria com departamento de saúde pública da Califórnia publicado em fevereiro de 2011 na revista Emerging Infectious Diseases, dormir com animais de estimação é uma boa maneira de pegar doenças como meningite, ancilostomíase, lombriga ou outra infecção bacteriana. Donos de bichinhos podem contrair doenças quando eles lambem sua boca ou uma ferida aberta, por exemplo.

Nós já sabíamos disso, mas que é um estraga-prazer, é. Toda vez que você quiser agarrar o seu cãozinho num ímpeto de fofurice vai lembrar do homem do estudo cujo cão dormia debaixo das cobertas com ele, lambeu sua ferida no quadril e lhe deu meningite. Ou do menino de 9 anos cujas gato infestado com pulgas lhe passou a praga.

Alongar realmente previne ou diminui o risco de lesões?

Quem pratica exercício, já deve ter ouvido falar várias vezes da importância de se alongar antes de fazer qualquer atividade. Porém, essa afirmação é controversa, dado que algumas evidências científicas não a apoiam.

Diferentes pesquisas já demonstraram que as pessoas que se alongam antes de fazer exercício não são menos propensas a se machucar do que aquelas que não alongam.

Em um desses estudos, o fisioterapeuta Rod Pope, da Universidade Charles Sturt, na Austrália, examinou mais de 2.600 recrutas do exército nacional durante seus treinamentos.

Ele descobriu que, embora fosse assumido que o alongamento agia na prevenção de lesões, não havia nenhuma evidência para sugerir que isso realmente aconteceu.

Por conta disso, Pope recomendou que o exército australiano não tornasse mais obrigatório o alongamento antes do exercício, porque pode ser uma perda de tempo.

Ar da sala de aula prejudica o aprendizado?

Aposto que nenhum aluno já usou o ar como desculpa para as más notas. Parece até brincadeira, mas, de acordo com uma nova pesquisa, o ar pode realmente prejudicar o aprendizado.

Como as salas de aula normalmente não são muito grandes para a quantidade de pessoas que abrigam, a qualidade do ar pode diminuir, e, como isso, os estudantes podem ter mais dificuldade de concentração.

Quando não há janelas suficientes para ventilar as salas de aula adequadamente, o ar exterior não entra, e assim o ar interno pode ter acúmulo de dióxido de carbono, ou CO2, que é liberado com a respiração das pessoas. Um novo estudo da Universidade de Budapeste de Tecnologia e Economia (Hungria) revelou que o CO2 pode ser mais prejudicial aos estudos do que pode parecer.

Vinho tinto ajuda a emagrecer?

Um estudo da Universidade Norueguesa de Ciências da Vida (Noruega) e da Universidade Estadual do Arizona (EUA) sugeriu que o vinho tinto possui um composto chamado resveratrol que pode ajudar as pessoas a comerem menos do que comeriam.

A pesquisa foi realizada com abelhas. Esses insetos normalmente se abundam em açúcar quando ele é amplamente disponível, embora isso não seja necessariamente uma coisa boa.

Os pesquisadores deram a algumas das abelhas resveratrol, o composto encontrado no vinho tinto. Enquanto as que não receberam a droga se debruçaram normalmente sobre os alimentos açucarados, as que tinham sido alimentadas com resveratrol pararam de comer depois que já haviam consumido o suficiente para satisfazer suas necessidades energéticas.

Pessoas que gostam de onde moram são mais saudáveis

Segundo uma pesquisa do Instituto Gallup, pessoas que se sentem satisfeitas com o lugar em que moram são fisicamente mais saudáveis do que os insatisfeitos ou que sentem que a sua cidade está se tornando um lugar pior para viver.

Qual a relação entre essas duas coisas? A localização pode determinar oportunidades para se exercitar, por exemplo, bem como o que as pessoas comem. A pesquisa não pode estabelecer uma relação causal entre uma comunidade e a saúde individual, mas sugere que uma influencia a outra.

Olhar para fotos fofas pode lhe ajudar no trabalho

Uma pesquisa da Universidade de Hiroshima (Japão) descobriu que as pessoas fazem uma variedade de tarefas mais rapidamente ou mais precisamente depois de olhar para fotos de filhotinhos.

Segundo os pesquisadores, ver imagens fofas melhorou o desempenho dos participantes nas tarefas que exigiam mais cuidado.
Isso foi particularmente verdade para as imagens de filhotes (os participantes também viram imagens de animais adultos e refeições).

Os cientistas especulam que as imagens fofas deixam as pessoas "sintonizadas" com o sentimento de "cuidar", "nutrir", porque os bebês sugerem vulnerabilidade.

"A percepção de algo tão fofo ativa a ideia de algo delicado, frágil, valioso, que vale a pena cuidar", disse Gary Sherman, pesquisador de Harvard (EUA) que já realizou experimentos semelhantes.

Homens: pressão para serem “sexualmente dominantes” atrapalha comportamento de casais

Da mesma forma que há quem diga que mulheres são péssimas motoristas, existem pessoas que acreditam na ideia de que homens devem ser “sexualmente dominantes” em relação a elas, como se a decisão de ter uma relação sexual dependesse apenas deles, e não de um consenso com a parceira.

De acordo com estudo publicado recentemente, essa crença não prejudica apenas as mulheres, mas também os próprios homens – que se veem pressionados a cumprir o papel de “dominadores”, mesmo que não corresponda à realidade dos relacionamentos.

Jogar no trabalho pode melhorar seu desempenho

Agora você tem evidências científicas para mostrar ao seu chefe que jogar Angry Birds na hora do trabalho pode ser bom. Cientistas afirmam que esse tipo de jogo torna você mais inteligente e melhora a sua produtividade no trabalho.

Jogos como Angry Birds fazem com que as pessoas solucionem problemas com mais facilidade, sejam mais colaborativas e menos propensas a desistir. É ou não é uma boa justificativa?

O novo estudo publicado na Harvard Business Review (HBR) revela que jogar games de celular ou computador pode não ser uma perda de tempo. Pelo contrário: os jogos podem fazer você melhorar sua concentração e produtividade.

Em todo o mundo, pessoas gastam pelo menos 300 milhões de minutos a cada dia jogando Angry Birds, um dos jogos mais populares em smartphones. E é difícil encontrar algum viciado que não tente dar uma escapadinha na hora do trabalho também.

10 coisas extremamente improváveis em que as pessoas acreditam

Embora muitos fenômenos já tenham sido validados (ou desmentidos) pela ciência, diversos outros nunca passaram por uma experimentação definitiva, que pudesse nos mostrar se são reais ou não.

E, mesmo sem provas empíricas, milhões de pessoas acreditam neles.

A seguir, listamos dez dos mais conhecidos (vale lembrar que não estamos julgando se são válidos ou não, mas sim apontando que não foram comprovados):


10 – Alienígenas visitantes

Quer se controlar melhor? Assista seus filmes favoritos de novo

Um estudo do Instituto de Pesquisa em Vícios da Universidade de Buffalo (EUA) descobriu que rever filmes e séries e reler livros amados podem ajudar as pessoas a ter autocontrole.

“Friends”, por exemplo, é um seriado de comédia americano que durou 10 anos, acabou em 2004, mas passa até hoje na TV a cabo. As 10 temporadas já se repetiram seguidamente diversas vezes, mas milhares ainda sentam todos os dias em frente à telinha para rir da velha piada mais uma vez.

Por quê? Porque somos todos preguiçosos e não temos mais o que fazer? Não. Uma pesquisa recente prova que assistir TV pode ter pelo menos um lado bom.

Autocontrole não é a mais fácil das características humanas. É preciso muita força de vontade e energia mental para não chamar alguém de “idiota” durante uma discussão, ou para não comer uma segunda fatia de bolo de chocolate durante uma dieta.

Ler ou ouvir notícias ruins deixa mulheres estressadas

Um estudo do Centro de Estudos sobre Estresse Humano de Montreal (Canadá) descobriu que notícias ruins afetam mais as mulheres do que os homens. Tanto que, quando passam por uma má situação depois de lê-las ou ouvi-las, os níveis de estresse das mulheres aumentam muito. Elas também se lembram das notícias ruins por mais tempo.

Notícias deprimentes ou perturbadoras desferem um golpe emocional muito grande sobre as mulheres, deixando-as estressadas por muito mais tempo do que os homens. Ler coisas ruins pode impactar negativamente até outras áreas da sua vida.

Por fim, como as notícias permanecem em seu cérebro por mais tempo, também as colocam em maior risco de transtorno do estresse pós-traumático (TEPT).

Como estender sua expectativa de vida em 7 anos

À primeira vista pode parecer exgero (afinal, estamos falando de exercícios moderados, não de um treinamento ao estilo Rocky Balboa), mas especialistas garantem que é verdadeiro: fazer 2 horas e 30 minutos de caminhada semanalmente pode aumentar em 7 anos sua expectativa de vida.

Divulgado recentemente, estudo realizado por pesquisadores do governo dos Estados Unidos e da Universidade de Harvard (EUA) mostra que os benefícios de uma rotina de exercícios pode ir muito além do que se imaginava. Para chegar a essa conclusão, eles reuniram dados de seis pesquisas anteriores de longo prazo, em que foram analisados mais de 600 mil voluntários (tanto homens como mulheres) acima de 40 anos.

Tédio tem mais a ver com você do que com a situação

Não tem nada para fazer? Você está em um lugar chato? Com pessoas chatas? Talvez você é quem esteja chato. Segundo um estudo canadense, o tédio geralmente tem mais a ver com o estado de espírito ou problema da pessoa do que com um problema do ambiente.

John Eastwood da Universidade York (Toronto, Canadá) e Mark Fenske, da Universidade de Guelph (Canadá), decidiram estudar o tédio por ser uma experiência humana comum pouco analisada e compreendida.

Fenske e Eastwood dizem que a maioria das pessoas pensa no tédio como trivial e corriqueiro, e talvez por isso pesquisadores ainda não o tenham estudado profundamente. Mas o tédio pode ser um sinal de problemas mais sérios.


Conteúdo sindicalizado