Curiosidades

warning: Creating default object from empty value in /home/maite/public_html/modules/taxonomy/taxonomy.module on line 1390.

Os 10 sons mais insuportáveis do mundo

Pesquisadores da Universidade de Newcastle mapearam os sons considerados os mais desagradáveis para o ouvido humano. 13 voluntários foram submetidos a 74 sons diferentes para classificar os mais insuportáveis. O estudo foi coordenado por Sukhbinder Kumar e os resultados foram publicados na na revista científica Journal of Neuroscience.

  1. Faca raspando uma garrafa
  2. Garfo raspando um vidro
  3. Giz arranhando um quadro negro
  4. Régua raspando uma garrafa
  5. Unhas arranhando um quadro negro
  6. Grito feminino
  7. Esmerilhadeira
  8. Freios guinchando
  9. Bebê chorando
  10. Furadeira elétrica

Fonte: Journal of Neuroscience

Porque gostamos de Rock and Roll?

Porque o rock traz a tona o “animal” que há em todos nós. Pelo menos em alguns casos, como a versão distorcida do hino nacional americano de Jimi Hendrix de Woodstock em 1969.

Segundo um novo estudo da Universidade da Califórnia (Los Angeles, EUA), certas alterações repentinas de tom e frequência em uma música acionam os mesmos mecanismos emocionais em nós que os sinais de alerta de perigo nos animais.

Quando os animais sinalizam perigo, eles forçam uma grande quantidade de ar através da sua caixa de voz muito rapidamente, produzindo um efeito dissonante projetado para capturar a atenção e provocar uma resposta emocional em outros animais.

Quem se acha velho tem maiores chances de desenvolver doenças cognitivas

Se você é daquelas pessoas que, quando ouvem músicas da Jovem Guarda ou fotos da Copa de 1970 pensam “puxa, como estou velho”, um alerta de amigo: a forma como percebemos nossa idade pode aumentar o risco de desenvolver demência – perda de parte das capacidades cognitivas, como memória, fala e atenção.

A conclusão é de uma equipe de pesquisadores da Universidade de Exeter (Reino Unido). No estudo, eles reuniram 68 pessoas com idades entre 60 e 70 anos e as dividiram em dois grupos. Os participantes do primeiro grupo foram convencidos de que eram mais velhos do que os do segundo, e os do segundo, de que eram mais jovens.

Feito isso, todos leram dois artigos relacionados ao impacto da idade sobre as capacidades cognitivas. Em seguida, passaram por testes clínicos que avaliam essas capacidades. Adivinhem: 70% dos participantes que se achavam “velhos” tiveram resultados mais preocupantes, contra 14% dos que se achavam mais “jovens”.

Automutilação entre crianças e pré-adolescentes

Durante anos, lemos sobre adolescentes que se feriam como forma de aliviar o estresse ou, talvez, de lidar com angústias internas. Vimos adultos fazendo isso e não estranhávamos tanto – estresse faz parte do ‘mundo adulto’, afinal. Agora, nesse grupo de pessoas que se ferem, foram descobertos participantes que antes não víamos: crianças e pré-adolescentes.

Segundo estudo publicado recentemente na revista Pediatrics, a prática de se ferir de forma não letal também ocorre entre pessoas de 7 a 16 anos. Dos 665 jovens que participaram do estudo, 53 admitiram que se ferem, seja com cortes ou batidas.

Quando a mídia divulgou os resultados, muitos ficaram espantados com a ideia. Para o Dr. Charles Raison, professor de Psiquiatria na Universidade do Arizona (EUA), contudo, estranho mesmo é se surpreender com o resultado.

Pouca higiene bucal pode causar câncer?

“Escove os dentes depois de comer”, mandava a mãe logo depois do almoço. Se você levou essa e outras recomendações a sério, tem boas chances de evitar uma série de doenças no futuro. Até mesmo câncer, sugerem alguns pesquisadores.

Câncer? O vínculo entre má higiene bucal e o risco de desenvolver a doença foi proposto por um grupo de pesquisadores da Suécia.

Eles avaliaram a saúde de 1.390 pessoas entre 1985 e 2009. Deste grupo, 58 pessoas morreram, sendo 35 devido a um câncer. Esses pacientes apresentavam índices de placa dentária (bactérias que se acumulam sobre os dentes) muito mais elevados do que os dos que continuam vivos. Além disso, esses pacientes morreram de forma prematura (60 a 61 anos de idade, mais de 8 anos abaixo da média).

Quais são os países com as pessoas mais gordas e magras do mundo?

A epidemia da obesidade não é mais novidade. Liderada pelos EUA, se alastrou pelo mundo todo, graças principalmente ao aumento do consumo de alimentos calóricos e pouco saudáveis e a falta de exercício físico. Tudo isso se deve, por sua vez, ao estilo da sociedade moderna atual, altamente tecnológica e prática.

Para se ter uma noção do que estamos enfrentando, pesquisadores usaram dados do mundo todo de 2005 de índices de massa corporal (IMC) e distribuições de altura para estimar a massa corporal média de adultos, multiplicado esses resultados pelo tamanho da população, obtendo uma massa total (a biomassa) de cada país. Essa biomassa foi então avaliada utilizando o padrão de IMC – em que um IMC superior a 25 indica população com sobrepeso, e maior que 30 população obesa.

Estudante inventa banho sem água

Esta é mais uma história de um adolescente tendo ideias, mas neste caso, a ideia já está sendo comercializada em sachês.

Ludwick Marishane, 22 anos, estudante da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, está comercializando o DryBath, um gel que, segundo ele, mata germes, hidrata a pele, e libera um cheiro agradável. Além de economizar água.

A inspiração para o produto veio de sua adolescência no interior, mais especificamente de um amigo que, como todo bom adolescente, não gostava de tomar banho. Ludwick estava incomodando o amigo para que ele tomasse banho, e o amigo reclamou “por que ninguém inventa uma coisa que a gente passe na pele e não precise tomar banho?”

Menino castrado pela própria mãe segue com sua vida

Holden Gothia, um menino que tem agora 5 anos, foi mutilado pela própria mãe quando tinha apenas apenas cinco semanas – sua genitália toda foi decepada brutalmente, e não foi mais encontrada.

A mãe, que na ocasião teve resultado positivo para cocaína, metadona e Xanax, afirmava que o cão da família havia mutilado o menino, mas o tribunal do júri que a condenou a 99 anos em agosto de 2009 pensava diferente.

Crença no inferno reduz comportamento criminoso?

A maior parte das religiões que são fundamentadas na crença em Deus pregam regras bem específicas para seus seguidores. Matar e roubar, por exemplo, são pecados que podem levar alguém direto para o inferno. Ou será que não? Depende de como Deus é visto em cada religião (e por cada pessoa) especificamente.

Uma nova pesquisa norte-americana aponta que em sociedades nas quais as pessoas acreditam em um Deus punitivo – que não pensa duas vezes antes de mandar alguém para o inferno – as taxas de criminalidade são menores. Já nas regiões em que a população acredita em um Deus misericordioso e que perdoa os pecados na Terra, as taxas de criminalidade são mais elevadas.

Resumindo, quem acha que o céu é para poucos escolhidos tem mais receio em cometer crimes e acabar ardendo no mármore do inferno pelo resto da eternidade. Pessoas que acreditam em um Deus que vai as perdoar tendem a cometer crimes com mais facilidade.

Quanto pesa a humanidade?

Biólogos realmente fizeram esse cálculo. Mas antes de ler, tente adivinhar. Vou dar uma pista: o valor equivale a aproximadamente 5.400 Titanics. Isso é o mesmo que 287 milhões de toneladas!

De acordo com a ONU, nós já passamos a marca dos sete bilhões de seres humanos, somos praticamente uma praga. No que tange ao peso da nossa raça, esse número vai aumentar mais ainda, já que as crianças não foram inclusas na conta e vão crescer – para cima e para os lados – com o tempo.

Consegue adivinhar qual a parte do planeta responsável pela maior contribuição de peso extra (obesidade)? Essa é fácil. A América do Norte. Cerca de 34% do peso extra está lá. Os Estados Unidos representam 6% da população mundial, mas 7,4% da biomassa. Aliás, das 287 milhões de toneladas, 15 são decorrentes da obesidade.

Por que falamos “hmmm” quando estamos pensando?

Já ouviu falar em “pensamento bovino”? É como alguns chamam o famoso “hmmm…”, um dos maiores coringas dos diálogos, junto com o igualmente célebre “pois é”.

Você provavelmente não o aprendeu durante uma aula de Português, e ele raramente aparece em um dicionário. Gramaticalmente falando, é uma “interjeição”, ou seja, uma palavra que expressa emoções, estados de espírito, sentimentos. O próprio significado varia conforme o tom: pode significar “não gostei”, “boa ideia!” ou “espere um pouco enquanto penso numa resposta”. O significado muda com o contexto da conversa, também.

Por que existem homens gays?

O termo "opção sexual" parece cada vez mais afastado da realidade – muitas pessoas defendem há anos a utilização de "orientação sexual", ou termos semelhantes. Isso porque ser hetero ou homossexual parece não ser uma escolha ou opção. Novas pesquisas indicam que já nascemos gays, ou não, por causa da genética.

Se a homossexualidade é realmente genética e hereditária a pergunta mais correta seria: Porque homens gays não foram extintos? Já que há uma grande desvantagem reprodutiva em ser um homossexual masculino: eles não podem se reproduzir naturalmente. A resposta pode estar nas suas mães e tias.

Todos os psicopatas são perigosos?

Por incrível que pareça, a resposta para isso é não. Segundo a professora de psicologia e comportamento social Jennifer Skeem, da Universidade da Califórnia (Irvine, EUA), nem todos os psicopatas apresentam comportamento violento ou se tornam criminosos.

Ela explica que a psicopatia é um transtorno de personalidade complicado e muito mal compreendido. Marcado por ousadia, coragem, crueldade, agressividade e impulsividade, muitas pessoas acham que psicopata equivale a serial killer, como o personagem fictício Norman Bates, por exemplo, ou o caso brasileiro famoso do Maníaco do Parque (que estuprou, torturou e matou pelo menos seis mulheres em São Paulo).

Mas isso não é verdade. Skeem estima que cerca de 1% a 3% da população em geral seja psicopata. Isso significa que uma em cada trinta pessoas pode ser diagnosticada como psicopata, e cinco milhões delas podem existir só no Brasil.

Quais são as áreas mais contaminadas em um quarto de hotel?

Antes de você ler esse artigo e decidir nunca mais entrar em um hotel na sua vida, já lhe aviso que isso não vai adiantar. Isso porque o teclado do seu computador, que você provavelmente está tocando agora mesmo, já é até cinco vezes mais sujo do que o assento de um vaso sanitário comum (não de beira de estrada, claro).

Isso porque restos de comida, germes e poeira podem estar nas profundezas do seu teclado. Muitas pessoas não lavam as mãos depois de irem ao banheiro e usam o teclado, ou comem enquanto estão digitando, além, é claro, da oleosidade natural de nossas mãos, que torna o teclado um verdadeiro banquete para germes e bactérias. E elas podem causar intoxicação alimentar, vômito, diarreia…

Outro grande problema é o apartamento do seu melhor amigo ou do seu namorado. Um estudo indicou que o apartamento de um único homem solteiro tem 15 vezes mais bactérias do que a casa de várias meninas solteiras.

Onde reside o amor?

Sem qualquer misericórdia pela poesia, a ciência nos mostrou que os sentimentos (como o amor, por exemplo) e as emoções não “acontecem” no coração, mas no cérebro. Até aí, tudo bem. A questão é: em que regiões do cérebro o amor “acontece”? E o desejo sexual, por acaso é na mesma área?

Para responder estas e outras perguntas, uma equipe de cientistas dos Estados Unidos e da Suécia analisou os resultados de 20 estudos sobre o tema, nos quais pacientes tinham sua atividade cerebral examinada enquanto viam imagens eróticas ou fotografias de entes queridos.

“Vimos que amor e desejo ativam áreas do cérebro diferentes, mas relacionadas”, relata o professor de psicologia Jim Pfaus, da Universidade de Concórdia (EUA). Segundo dados da pesquisa, os dois fenômenos estimulam regiões do chamado corpo estriado.

Como você deve usar seus cremes de pele para máxima eficiência

Se você usa produtos para prevenir ou combater rugas, acne ou outros problemas de pele, não basta apenas comprar cremes de qualidade. Você deve aplicá-los da maneira correta também. Aplicar o creme no rosto com a pele limpa e movimentos suaves faz diferença no resultado final do tratamento, de acordo com dermatologistas.

Pesquisadores da American Academy of Dermatology (AAD), produziram um vídeo (em inglês) que ensina o passo a passo para aplicar cremes no rosto de maneira correta. Confira:

Passo a passo:

Confusão pode ajudar no aprendizado

Professor, se os seus alunos ficarem confusos durante a aula, aproveite: isso pode ajudá-los a aprender melhor o assunto.

A conclusão é do psicólogo e cientista da computação Sidney D’Mello, da Universidade de Notre Dame (EUA). Em estudo recente, ele e sua equipe observaram que, depois de serem intencionalmente confundidas enquanto aprendiam temas difíceis, as pessoas absorveram melhor o conteúdo e puderam aplicá-lo em novos problemas.

Em uma série de experimentos, os participantes acompanhavam a discussão de dois personagens de computador (um professor e um estudante) sobre pesquisas em que cometeram erros críticos.

Para confundir os “alunos”, em determinado ponto os personagens começavam a discordar e expressar ideias contraditórias e informações falsas. Depois, os participantes tinham de dizer qual das duas opiniões eles achavam que tinha mais mérito científico e, em seguida, resolver testes sobre o tema estudado.

Surpresa: Qual o prazo de validade de uma cirurgia plástica?

Muitas pessoas optam pela cirurgia plástica desejando mudanças corporais rápidas e que são aparentemente duradouras. Mas se esquecem que uma única cirurgia plástica pode não ser suficiente. E que as mudanças corporais que deixaram uma barriga lisinha ou os seios maiores não duram para sempre. Depois da cirurgia plástica, o paciente operado deve estar ciente de que outras operações poderão ser necessárias. Afinal, cirurgias estéticas tem prazo de validade.

Próteses de silicone, por exemplo, devem ser substituídas antes que o prazo da antiga prótese vença. Caso o contrário, elas podem romper e trazer riscos à saúde. Todas as mulheres que colocam silicone nos seios – a cirurgia estética mais feita no Brasil – vão ter que fazer uma ou mais operações para troca das próteses um dia. Em média, a validade das próteses é de dez anos, mas elas podem vencer antes.

Quem é mais desonesto, o homem ou a mulher?

Segundo uma revisão de diversos estudos conduzida por Cindi May, professora de psicologia no College of Charleston (EUA), e publicada no periódico Scientific American, as mulheres são mais honestas – portanto, consequentemente, os homens são mais desonestos.

Claro que não podemos generalizar: os cientistas não podem dizer a ninguém que você está mais seguro ao fazer negócios ou confiar em uma mulher, porque cada indivíduo tem a sua personalidade e modo de agir. Todos sabem que é possível ser enganado por qualquer um, independente do sexo.

Mas a revisão científica mostra porque o homem é mais propenso a ser desonesto: a situação está relacionada a contextos socioculturais, em que os homens se motivam a defender sua masculinidade.

Terapia da compra: uma maneira medicinal de machucar seu bolso

Se você está estressado e com dinheiro sobrando, pode dispensar o psicólogo e ir para o shopping. Uma nova pesquisa mostrou que fazer compras para aliviar o estresse não é apenas uma desculpa esfarrapada. Comprar pode funcionar realmente como uma terapia e te deixar mais relaxado antes ou após uma situação estressante.

Pesquisadores da Universidade Northwestern (EUA) descobriram que depois de uma experiência estressante que desafia a auto-imagem, os consumidores tendem a comprar mais. Uma bolsa ou roupa nova pode ajudar a distrair a pessoa e fazer com que ela esqueça situações desgastantes.

A pesquisa também mostra que as pessoas compram mais quando sabem que uma situação estressante se aproxima. No entanto, essas compras são bastante específicas e visam aumentar a autoconfiança do consumidor antes de ocasiões que podem ser frustrantes.


Conteúdo sindicalizado