Mulheres

warning: Creating default object from empty value in /home/maite/public_html/modules/taxonomy/taxonomy.module on line 1390.

Amamentar pode ajudar as mães obesas a perder peso após o parto

A amamentação pode ajudar as mulheres a perder o peso ganho na gravidez e mantê-lo se elas eram obesas antes de engravidar, de acordo com uma nova pesquisa.

Segundo um novo estudo publicado na revista médica Pediatrics, quando as mulheres que eram obesas antes de se tornarem mães seguiram as recomendações de amamentar, que pesaram cerca de 8 quilos a menos do que mães obesas que não amamentaram. Se as mães estavam pouco acima do peso ou tinham um peso normal antes da gravidez, o seu peso, seis anos depois não pareceu estar relacionado à amamentação.

Surpresa: Qual o prazo de validade de uma cirurgia plástica?

Muitas pessoas optam pela cirurgia plástica desejando mudanças corporais rápidas e que são aparentemente duradouras. Mas se esquecem que uma única cirurgia plástica pode não ser suficiente. E que as mudanças corporais que deixaram uma barriga lisinha ou os seios maiores não duram para sempre. Depois da cirurgia plástica, o paciente operado deve estar ciente de que outras operações poderão ser necessárias. Afinal, cirurgias estéticas tem prazo de validade.

Próteses de silicone, por exemplo, devem ser substituídas antes que o prazo da antiga prótese vença. Caso o contrário, elas podem romper e trazer riscos à saúde. Todas as mulheres que colocam silicone nos seios – a cirurgia estética mais feita no Brasil – vão ter que fazer uma ou mais operações para troca das próteses um dia. Em média, a validade das próteses é de dez anos, mas elas podem vencer antes.

Linhas horizontais fazem você parecer gorda, verticais fazem parecer alta

Se você é mulher, com certeza já ouviu que roupa listrada pode ser uma desgraça – se for horizontal – ou uma carta na manga – se for vertical e você for baixinha. Isso porque linhas deitadas nos deixam parecendo gordas (o que absolutamente nenhuma mulher quer) e linhas em pé nos deixam mais altas (o que algumas desejam).

Agora, esse “boato” ganhou um carimbo científico – mesmo que levemente amador. Isso porque Val Watham, uma mulher de 53 anos, decidiu por a ideia à prova e atestou: listras horizontais fazem as pessoas parecerem mais largas (vulgo “gordas”), enquanto listras verticais fazem as pessoas parecerem mais altas.

Por conta da descoberta, Val ganhou o prêmio Amateur Scientist of the Year (Cientista Amador do Ano, em tradução livre) da BBC. Para realizar seu experimento, ela teve a ajuda de um mentor, o pesquisador Peter Thompson, psicólogo da Universidade de York (Reino Unido).

Site lista 10 tendências femininas que os homens odeiam

Você ainda acredita que moda não é coisa de homem? Que não entendem de tendências, ou até mesmo, que tenham preferência por um estilo de roupa? Pois é, os tempos mudaram. Hoje eles opinam, e, muitas vezes, repelem alguns modelitos que as mulheres adoram.

O site Ask Man citou algumas preferências masculinas, e deu voz para os homens falarem o que eles realmente preferem e apreciam quando o assunto é moda feminina. O resultado é que eles apontaram 10 tendências da moda atual que detestam. Confira.

Estilo masculino
Homens não curtem mulheres de calça igual a deles, boné de beisebol, calças soltas. Eles não querem meninas que se pareçam com os meninos.

Maquiagem de neon
No quesito maquiagem, não gostam de make com brilhos e exageros.

Elas falam como gostam e detestam serem beijadas

Molhado, mais leve, com língua, só com os lábios ou aqueles que deixam o rosto todo vermelho. É certo que cada pessoa tem a própria maneira de beijar. Mas, qual será o tipo preferido das mulheres? O Terra foi atrás do público feminino para descobrir como elas gostam de serem beijadas e o que não pode faltar, segundo as entrevistadas, é a forte intensidade.

  "Devagar e forte", definiu a agente de registro Michele Salvático. Para a nutricionista Marianne Franceschini o que mais importa em um beijo é a intensidade dele. Além disso, a nutricionista acredita que o homem não pode ter vergonha da língua e nem agir como um robô programado que vira a cabeça para um lado e depois para o outro. "Tem que ser espontâneo", disse ela.

Cintura das mulheres aumentou 15 cm em 60 anos

A cintura das mulheres aumentou 15 cm nas últimas seis décadas, segundo uma pesquisa realizada pela companhia britânica Saga, especializada em serviços para pessoas com mais de 50 anos. Não fazer tanto trabalho doméstico pode ser o principal motivo. Os dados são do jornal Daily Mail.

O levantamento contou com dados de 8 mil pessoas do sexo feminino e masculino, que foram comparados com estatísticas de 1952. Constatou-se que, em média, a mulher de meia-idade tinha 71 cm, enquanto hoje apresenta 86 cm.

Sem os benefícios dos eletrodomésticos modernos, as donas de casa costumavam queimar 1 mil calorias por dia simplesmente deixando o lar em ordem. Atualmente, as mulheres têm estilo de vida mais sedentário, já que passam boa parte do tempo sentadas no trabalho. Fora isso, as representantes da década de 1950 comiam um pouco menos, 1818 calorias diárias, contra as 2178 atuais.

Mulheres passam 33 anos da vida mal humoradas por causa do cabelo

Sabe bad hair day, quando os seus cabelos adquirem vida própria e, não importa o que você faça, o penteado não fica bom? Uma pesquisa feita com 2 mil mulheres lá no Reino Unido, conta o Daily Mail, constatou que elas acordam nesses dias pelo menos 3 vezes por semana. Fazendo as contas, são cerca de 156 dias por ano de cabelos rebeldes. Considerando a expectativa de vida das mulheres no Brasil — que, segundo o IBGE, é de 77 anos  —, são 12.012 dias (ou 33 anos) de insatisfação capilar na vida de uma mulher.

Desesperador, né? E isso, é claro, causa um mau humor danado.

Mulheres bonitas demoram mais para conseguir emprego

Sabe aquele seu currículo com a foto 3×4 mais bonita que você já conseguiu tirar? Então, ele está te atrapalhando.

Dois pesquisadores de Israel, Bradley Ruffle e Ze’ev Shtudiner, enviaram mais de 5 mil currículos fictícios para 2,5 mil vagas reais. Cada currículo tinha duas versões: uma com foto e outra sem. Os homens bonitos fizeram sucesso – eles receberam quase o duas vezes mais convites para entrevistas que os homens comuns. Já as mulheres atraentes não se deram muito bem nessa. Em comparação com currículos sem fotos, as chances de resposta reduziram em 30% para as bonitas. Quando não eram tão atraentes assim, a perspectiva também reduzia, mas para 22%.

Algumas mulheres sentem-se nuas sem maquiagem

Pesquisa realizada nos Estados Unidos mostra que quase metade das mulheres norte-americanas tem sentimentos negativos sobre sua imagem quando não estão maquiadas e se consideram pouco atraentes.

A maquiagem começa a ser usada cedo, sendo que um quarto das entrevistadas afirmou ter se maquiado pela primeira vez aos 13 anos de idade ou ainda mais cedo.

O estudo, que envolveu 1.292 mulheres, foi uma iniciativa do Renfrew Center Foundation, uma organização sem fins lucrativos dedicada ao tratamento de transtornos alimentares. Segundo Adrienne Ressler, diretor da fundação, a pesquisa indicou que 16% das entrevistadas disseram se sentir pouco atraentes quando não estavam maquiadas, 14% afirmaram se sentirem constrangidas e o mesmo número relataram se sentir nuas sem utilizar os produtos de beleza.

Mulheres que dirigem alcoolizadas são mais velhas e bem educadas

Pesquisadores da Universidade de Nottingham (Inglaterra) analisaram dados de 26 estudos mundiais e descobriram que problemas de saúde mental e emocional são fatores comuns que podem levar mulheres a cometerem infrações relacionadas ao álcool.

“O perfil de mulheres infratoras de direção alcoolizada é de divorciadas, viúvas ou separadas que têm menos condenações prévias do que seus parceiros. Assim, pode ser que essas mulheres estejam angustiadas com suas situações e busquem a bebida para consolo”, explica a professora Mary McMurran, uma das autoras da pesquisa.

Tranças podem aumentar queda de cabelo

Alguns penteados podem provocar queda de cabelo e até mesmo calvície, é o que sugere estudo publicado no Archives of Dermatology. Muito utilizadas por mulheres negras, as tranças que começam desde a raiz e se estendem por toda extensão do cabelo, podem provocar a perda centrífuga central cicatricial alopecia, que centra-se no vértice (coroa) do couro cabeludo e se espalha perifericamente.

"Todo penteado que faz muita tensão e tração sobre os cabelos, como trança de cabelos artificiais, pode eventualmente conduzir à perda de cabelo", diz a autora do estudo Angela Kyei, dermatologista da Clínica Cleveland em Cleveland, Ohio.

A dermatologista aconselha àqueles que desejam colocar tranças, em especial as artificiais, no cabelo, a procurar um dermatologista para saber dos riscos e quais cuidados devem ser tomados para não prejudicar o couro cabeludo.

Imagem corporal feminina é baseada na opinião alheia

A forma como as mulheres enxergam seus próprios corpos está mais relacionada à forma como outros a vêm do que com o próprio peso. Pesquisas norte-americanas mostram que esse hábito coloca em risco a saúde da mulher, uma vez que essas se baseiam sua alimentação mais na aparência do que no funcionamento corporal.

Mulheres que conseguem focar-se mais no funcionamento do seu corpo do que na aparência tendem a ser mais saudáveis e felizes. Pesquisas apontam que quanto mais satisfeitas com seu corpo, maiores são as chances da mulher comer intuitivamente, respondendo melhor às sensações de fome e saciedade.

Mulher casada com corno manso no RJ - procura por amante que queira ser fixo

Seu nome ou Apelido:
LULUZINHA
Em qual Estado do Brasil ou País você mora?:
RJ
Qual o nome da cidade onde você tecla?:
RIO DE JANIRO
EU SOU::
Mulher
PROCURO POR: (obs - você pode selecionar mais de uma opção neste ítem):
Homens
Envie sua foto:
praia grumari e b guaratiba 102.jpg

sou baixinha casada com homem macho aposentado na cama, hetero sem chance de trocas.
pretendo ter um macho bem dotado hetero convicto pra ser meu amante que goste e saiba me usar e ser usado sexualmente e na frente do meu corno manso que ja me liberou para isso... (o dele quase nao sobe mais)
mas continuamos nos amando, nao quero aventura e sim um parceiro sexual fixo. ativo e insaciavel de preferencia.
sem envolvimentos nem cobranças de quaisquer tipo, nem preconceito...
nao atenderei a curiosos, promiscuos, aventureiros, nem sado nem nada extremo...mas que saiba ser o outro.
pretendemos algo livre, leve solto sem frescuras, mas muita atividade na cama, maridao só olhando a sua esposinha sendo comida, satisfeita, ele ja sabe ser corno, ja fizemos um teste drive com um amigo dele e o corno virou corno manso...
estou prontinha, lisinha sem pelos, limpinha, cherosinha te esperando, vem ser meu amante, vem...

Mulheres fingem orgasmo para manter o parceiro

Um novo estudo afirma que mulheres não muito certas da fidelidade do parceiro têm mais tendência a fingir orgasmos, assim como outros comportamentos para “garantir” o homem.

“Essa é a primeira pesquisa a quantificar a ligação entre suspeita de infidelidade e tendência a fingir orgasmos”, afirma a pesquisadora do estudo e da Universidade de Columbia, Famaz Kaighobadi.

Mas ela comenta algo que é fácil de imaginar: a suspeita de infidelidade não é a única razão para que elas finjam “chegar lá”.

“A maioria das vezes, as mulheres só estão fazendo isso para fortalecer a relação”, comenta. “Algumas vezes elas podem fingir para demonstrar amor e vontade com o parceiro”.

O estudo foi baseado em entrevistas com mulheres, a maioria na faculdade, e todas heterossexuais. Pesquisas sobre o orgasmo feminino são relativamente raras. Kaighobadi comenta que estudos anteriores usaram questões abertas sobre o comportamento sexual, e cerca de metade das respostas apontavam para pelo menos um orgasmo falso durante a vida (em comparação com cerca de 25% dos homens).

“Uma razão particular que emerge de muitos estudos é a tentativa de manter o interesse do parceiro no relacionamento, ou prevenir que ele traia ou termine”.

Para confirmar se esses boatos tinham mesmo uma base factual, Kaighobadi distribuiu questionários para 453 mulheres, entre 18 e 46 anos, que estiveram em uma relação por pelo menos 6 meses. A maioria era da Flórida, universitárias, com 20 anos ou pouco mais.

Foram coletadas informações sobre a demografia, a dinâmica do relacionamento e o comportamento sexual, incluindo a questão do orgasmo. Elas também disseram se o parceiro havia alguma vez traído e se eles pareciam querer fazer isso no futuro.

Cerca de 54% das participantes do estudo revelaram que em algum ponto do relacionamento tinham mentido um orgasmo. Esse grupo também mostrou-se mais suspeito sobre a fidelidade do que as que nunca tinham fingido.

Kaighobadi afirma que essas também tinham mais tendência a comportamentos que os psicólogos chamam de “guarda-parceiro”. Eles vão de simples cuidados com a aparência, até saber sempre aonde ele vai e brigar com outras mulheres.

“Parece que aquelas que fingem mais um orgasmo também são as que se comportam dessa maneira”, comenta a pesquisadora.

Os estudiosos não questionaram o nível de satisfação com a vida sexual, então não é possível saber se existe uma relação entre prazer e fingimento.

A pesquisa pode ajudar a desvendar a discussão acadêmica sobre o orgasmo feminino: se é uma adaptação, dando algo como uma vantagem evolucionária para o sexo feminino. Os pesquisadores discutem se o orgasmo ajuda uma mulher a reter esperma de bons parceiros e a manter o interesse do homem – ambas consideradas funções adaptativas.[LiveScience]

Mulher de Belém com carinho especial por cdzinhas procura alguma que queira relacionamento sério

Seu nome ou Apelido: 
Sayuri
Em qual Estado do Brasil ou País você mora?: 
PA
Qual o nome da cidade onde você tecla?: 
Belém
EU SOU:: 
Mulher
PROCURO POR: (obs - você pode selecionar mais de uma opção neste ítem): 
Crossdressers

Sou descendente de japoneses e sou uma SO (supportive opposite), isto é, sou mulher e tenho maior carinho pelas CDzinhas.
Busco uma CDzinha japinha, lisinha, que adore vestir fio dental e sainha, que curta inversão e dominação com muito carinho e que queira um relacionamento sério.
De preferência que more em Belém, ou podemos coversar sobre isso.
Não estou em busca de algo passageiro ou flerte.
Quero algo sério.
Se você for casado não preciso nem dizer que não tenho nenhum interesse em você.

 

Uma em cada quatro mulheres não suporta a sogra

Geralmente as reclamações são maiores por parte deles. A figura da temida sogra já virou filmes e é constantemente uma desculpa para se fazer piada. Mas uma pesquisa recente de um site para mães mostra que as mulheres não se dão tão bem com as sogras, e um quarto delas as descrevem como "controladora, intrometida e megera". Os dados foram publicados no site Daily Mail.

Cerca de 2 mil mulheres responderam à pesquisa do site britânico, e acusaram suas sogras de sempre criticarem suas habilidades de mãe, inclusive na frente do parceiro e dos filhos. Quase um terço das pesquisadas disse que as sogras as faziam se sentir como não merecedoras do marido.

Algumas dessas situações levaram ao rompimento do casamento.

Siobhan Freegard, co-fundador do Netmums, responsável pelo estudo, disse ao Daily Mail que as mães acham que as sogras as subestimam e interferem em seus relacionamentos. "No entanto, as sogras podem ser um grande apoio, e mais do que nunca hoje ajudam a cuidar das crianças", disse.

A pesquisa também descobriu o perfil da sogra perfeita: jovem de espírito, independente, generosa e divertida, e que sabe a hora certa de oferecer a ajuda necessária e não se intrometer no resto do tempo.

Confira outros dados da pesquisa

- 24% descreveram seu relacionamento com a sogra como "ruim" ou "terrível"

- cerca de 16% a chamam de "megera"

- 22% consideram as mães dos maridos "rudes

- 25% acham as sogras "controladoras

- 35% acham que elas julgam demais

- 32% acham que as sogras interferem demais na vida da família

- 24% acreditam que as sogras são mais esterssantes do que mudar de casa

- 14% falaram que as sogras são piores do que enjoo matinal

- 13% disseram que elas são piores do que amamantar o filho

- uma em cada 10 mulheres se mudaram para ficar mais longe da sogra

- 5% as acusou de serem o motivo pela separação do casal

Mulheres são mais aventureiras na cama

Uma nova pesquisa mostra que as mulheres são mais aventureiras e experimentais quando o assunto é sexo. No estudo feito pelo site K-Y's Good in Bed sex, elas apareceram não só como mais inclinadas a experimentar, mas também donas de fantasias mais sujas do que as presentes nos homens. As informações são do Daily Mail .

Enquanto os entrevistados - todos que estavam em relacionamento - disseram que gostavam de sexo com a luz acesa, lingerie e de fazer sexo em diferentes áreas da casa, mais mulheres do que homens se mostraram mais dispostas a ir mais longe do quarto. O resultado muda o conceito puritano representado pela mulher, segundo o diretor da pesquisa, Kristen Mark MS.

Ser sexualmente aventureira está, talvez, ligado à satisfação sexual de ambos os parceiros. Em uma pesquisa anterior, o site revelou que as mulheres são mais entediadas nos relacionamentos do que os homens, apesar de serem sexualmente mais satisfeitas.

Mulheres gastam até R$ 1,5 mil após rompimento amoroso

Acabar um relacionamento não é fácil, tanto para quem deixa quando para quem é abandonado. Mas colocando a dificuldade em números, o site de compras Superdrugs conduziu uma pesquisa com 2 mil mulheres britânicas e concluiu que elas chegam a gastar até 500 libras (ou quase 1,5 mil reais) em compras e tratamentos de beleza quando saem de um namoro. Os dados são do site Huffington Post.

As recém solteiras teriam necessidade de se sentirem mais bonitas e aumentar a autoestima, o que inclui mudar o cabelo, fazer bronzeamento, comprar produtos de maquiagem e, claro, renovar o guarda-roupa. Esse impulso custa em média R$ 530.

Cuidar do corpo também é importante para elas, que gastam cerca de R$ 232 reais em academia após o rompimento com o namorado.

No entanto, para 6% das entrevistadas tudo isso não seria suficiente. A necessidade de uma cirurgia plástica para mudar a aparência custa, para elas, cerca de R$ 1,5 mil por mudança.

Veja 8 motivos para você namorar um 'nerd'

Quando o assunto é relacionamento, vários pontos devem ser levados em consideração. Os "nerds" muitas vezes são ignorados pelas mulheres, mas eles podem ter qualidades apreciáveis. As informações são do Your Tango

Romantismo: Assim como em alguns jogos eles devem enfrentar monstros para salvar a princesa, os nerds também tendem a tratar a companheira como uma dama, com cavalheirismo e carinho

Compreensão: Os nerds passam anos como alvo de piadas e brincadeiras ofensivas, por isso, eles sabem o que é ter os sentimentos feridos, ficar envergonhado ou triste. Esta situação o torna mais receptivo e compreensivo às emoções da parceira

Genuinidade: Os nerds não precisam fingir algo para impressionar os colegas. Eles, geralmente, são mais abertos, honestos e leais, o que vale também para a garota que estiver com ele

Inteligência: Ter um nerd como namorado é como poder contar com um departamento de TI pessoal, sempre pronto a ajudar quando o seu computador travar ou o iPod der problema

Interessantes: Falar sempre do mesmo assunto pode se tornar chato. Um nerd pode conversar sobre diversas coisas, como política, cultura e saúde. O papo nunca vai ser entediante, pois ele sempre terá coisas novas a falar e ensinar

Satisfeitos: O nerd não precisa de glamour para ficar feliz. Ele prefere dividir uma pizza com você a gastar dinheiro em um restaurante caríssimo. Estar com você basta para satisfazer um nerd

Sucesso: Os nerds são bem sucedidos. Exemplos como Steve Jobs, Bill Gates e Mark Zuckerberg deixam isso claro

Sexo: Os nerds podem não ser tão experientes, mas o amor que ele tem pelo aprendizado vai garantir que ele entenda rápido o que deve fazer para agradar a parceira. Além disso, eles tendem a tratar a mulher muito bem na cama


Conteúdo sindicalizado